Arquivo para a categoria ‘Crise Política’

Para manter a tradição

14:06 | 02/07/09 | Rodrigo Alvares

Pedro Simon, Paladino da Ética

18:37 | 25/06/09 | Rodrigo Alvares

Foto: Agência Brasil
simas2.jpg
“Se o Fogaça teve algum ato secreto? Nem isso ele conseguiu em 16 anos”

Volto segunda-feira. É rapidinho

13:53 | 28/05/09 | Rodrigo Alvares

Foto: Jefferson Bernardes/ Palácio Piratini
20090527120641jef_5076a.jpg
“WaaaaLLLna, fostes Solidária e já terminou o projeto do meu jardim?”

Não sou WaLLna Vilarins, muito menos a progenitora maior, mas sei a hora de me resguardar. O apagão dos últimos dias no A Nova Corja foram em decorrência de uns probleminhas de saúde e que me pediram descanso quase absoluto. Segunda-feira que vem, tudo volta ao normal.

Um mês amanhã, pessoal

15:26 | 18/03/09 | Rodrigo Alvares

Nota da assessoria do PSOL, enviada hoje pela manhã:

Protógenes Queiroz se reúne com dirigentes do PSOL na Capital

Delegado vem ao Estado para palestrar sobre corrupção, em Lajeado

O delegado federal Protógenes Queiroz vem ao Estado nesta quarta-feira, 18, para realizar palestra com o tema ‘A corrupção no Brasil’, na Univates, em Lajeado.

Antes de se dirigir ao Vale do Taquari, Protógenes se reunirá em Porto Alegre com a deputada federal Luciana Genro, o presidente estadual do PSOL, Roberto Robaina, e o vereador Pedro Ruas, no escritório de advocacia deste (Av. Borges de Medeiros, 410, sala 724 - Centro). O encontro deverá ocorrer logo após o meio-dia, horário previsto para o delegado desembarcar na Capital.

A palestra de Protógenes em Lajeado está marcada para as 20h. Ocorre no auditório do prédio 7 da universidade (R. Avelino Tallini, 171 - Bairro Universitário). É direcionada a profissionais e estudantes de Direito, mas também será aberta à imprensa e aos demais interessados.

AVISO

O delegado federal Protógenes Queiroz só poderá chegar ao Estado no final da tarde, com isso, a reunião em Porto Alegre está suspensa. Protógenes deverá seguir direto para a palestra em Lajeado.”

O atraso do delegado seria porque ele foi chamado pela Polícia Federal hoje à tarde para prestar mais esclarecimentos sobre sua atuação na Operação Satiagraha - ontem foi interrogado e saiu com um indiciamento por violação da lei e quebra de sigilo funcional nas costas.

Vamos ao que interessa

12:58 | 20/02/09 | Leandro Demori

Como o iceberg do Psol, que precisará parar na aduana até a quarta-feira de cinzas, este jornalista também fará um retiro político-telectuau durante o maior feriado santo do Braziu.

Vou aproveitar o carnaval para fazer um estudo aprofundado sobre a política bovina e seus desdobramentos mais ou menos previsíveis. Preciso, obviamente, de algumas leituras para dar a base moral ao ensaio. Começarei mergulhando nisso:

450px-friedrich_nietzsche_drawn_by_hans_olde.jpg

Digo, nisso:
carnaval.jpg

Boas puladas.

Iceberg se desprendeu, mesmo

15:06 | 19/02/09 | A Nova Corja

O PSOL acabou de conceder coletiva com uma série de denúncias sobre as investigações que estão no inquérito do Ministério Público Federal com áudios, vídeos e quetais sobre a campanha da desgovernadora Yeda Crusius e sobre um certo mensalinho. As nove denúncias - sem apresentação de provas - são as seguintes:

1) Recursos da Mac Engenharia para caixa 2 de campanha - R$ 500 mil repassados a Lair Ferst, Delson Martini e Carlos Crusius

2) R$ 200 mil entregues duas vezes a Aod Cunha e Lair por empresas fumageiras do RS

3) Testemunha afirma que Yeda e “outras pessoas” estariam, em uma conversa, negociando 100 mil da fraude do Detran

4) O deputado José Otávio Germano recebeu 400 mil de caixa dois pro segundo turno da campanha.

5) Lair conversando (em audio e video) com corretor sobre a compra da Man$ão A$$ombrada. Além dos R$750 mil que Yeda diz ter pago, Lair teria pago outros R$400 mil “informalmente”

6) Mensalinho distribuido pela secretária Paula Valna Villarin e pelo Delson Martini, em 2007. As empresas (blogs?) que estariam recebendo “não são conhecidas”. Nós também não temos a menor idéia de quem possa ser

7) Pagamentos de contas pessoais de Yeda feitos por agência de publicidade, inclusive “compras de supermercado”

8) Lair em audio e video negociando uma reforma feita na casa da Yoda

9) Essa perdemos em meio à fúria com a cobertura, mas logo recuperamos - R$ 100 mil de caixa 2 entregues para campanha por Humberto Busnello, empreiteiro

Todas as provas em áudio, vídeo e testemunha já estariam com o MPF, mas como WIANEY CARLET (hshshs) disse na Rádio Gaúcha, o PSOL furou eles. Outra: Marcelo Cavalcante, o “embaixador gaúcho” em Brasília que (até agora) parece ter cometido suicídio, seria TESTEMUNHA de vários desses episódios e estaria negociando com o MPF uma delação premiada pra falar.

update 15h33 - Lista das construtoras que doaram oficialmente à campanha de Yeda Crusius em 2006. Não consta a Mac Engenharia e tampouco Humberto Busnello, acusados.

.ENGEVIX ENGENHARIA S/A
.HABITASUL DESENVOLVIMENTO IMOBILIÁRIO S/A
.VIASOLO ENGENHARIA AMBIENTAL S/A
.MAGNA ENGENHARIA LTDA
.ECSAM ENGENHARIA LTDA
.ENGEPLUS ENG. CONSULT. LTDA
.ENCOP ENG. LTDA
.CONSTRUT. ANDRADE GUTIERREZ S/A
.CONDE CONSULT. ENG. LTDA

update 15h40 - Advogado de Lair Ferst, na Rádio Gaúcha, pondera que “a denúncia foi feita pelo Psol”. O A Nova Corja acredita que há um mínimo de inteligência dentro do partido (é sério!). Jogar essas informações assim no ventilador sem provas seria suicídio político e moral.

update 15h54 - Entrevista exclu$iva feita com fonte golpi$ta que esteve no cerne (palavra bunita) da investigação do PSOL:

A Nova Corja - O Ferst deu essas informações pro Psol por causa da morte do Cavalcanti?

Fonte Golpi$ta - As infos vieram de dezenas de fontes, inclusive o Lair e o próprio Marcelo Cavalcanti, mas o PSOL não vai revelar quem deu cada informação.

A Nova Corja - Mas vocês têm esses vídeos e áudios?

Fonte Golpi$ta - Não, mas foram assistidos. Os vídeos foram feitos por Lair e entregues ao MPF.

A Nova Corja - Mas por que vcs marcaram para a véspera do carnaval essa coletiva?

Fonte Golpi$ta - Porque o corpo só apareceu na terça. Não foi uma coisa planejada, o PSOL só pretendia falar depois do depoimento dele ao MPF.

Update 16h57 - A assessoria de imprensa do envia nota oficial sobre a coletiva:

PSOL revela corrupção em coletiva de imprensa

Segundo a deputada federal Luciana Genro, a morte misteriosa do ex-representante do Rio Grande do Sul em Brasília, Marcelo Cavalcante, obrigou o PSOL a compartilhar com o público as informações que vinha levantando sobre casos de corrupção do governo gaúcho, dos quais o assessor tinha conhecimento. “São informações graves e importantes. Marcelo estava prestes a ser ouvido sobre o caso do Detran e negociando sua delação premiada, pois quando abrisse seu arquivo ao Ministério Público Federal também se tornaria réu”, explicou a parlamentar.

Em coletiva de imprensa nesta quinta-feira, foram apresentados nove dados baseados em provas testemunhais e gravações em vídeo. Luciana, o presidente estadual do PSOL, Roberto Robaina, e o vereador Pedro Ruas contaram aos jornalistas que ouviram dezenas de fontes sobre os esquemas relatados, inclusive Marcelo e o lobista Lair Ferst, mas preferiam não revelar quem deu cada informação para preservar as fontes. (…)

Investigações

A investigação no MPF está sendo coordenada pelo procurador federal Enrico Rodrigues de Freitas. Também participam os procuradores Adriano Haudi, Alexandre Schneider e Ivan Mrx. A juíza é Simone Barbisan. Pedro Ruas fez questão de frisar que não teve contato com nenhum deles.

Luciana contou ainda que pedirá ao presidente da Câmara Federal, Michel Temer, que os deputados possam ter acesso aos laudos sobre a morte de Marcelo, para assegurar que o caso seja devidamente investigado. “Independentemente de ter sido assassinato ou suicídio, foi uma morte, e só por isso já merece ser apurado.”

Em tempo: o vereador Pedro Ruas, a deputada Luciana Genro e comitiva estão em reunião com Geraldo Da Camino neste momento na sede do Ministério Público Estadual de Contas. A reunião foi marcada em cima da hora por ele e, como bem acompanhamos no ano passado, o procurador não os receberia se não tivessem algo de substancial para apresentar.

Update 17h30 - Você sabe por onde anda a sua desgovernadora que ainda não se pronunciou sobre as denúncias?

Update 18h44 - Acabamos de conversar com o procurador do MPC, Geraldo Da Camino, sobre a reunião com a comitiva do PSOL. Ele disse que a única coisa apresentada foi um resumo do que foi relatado na coletiva, que “não mostraram nada de provas”, “tiveram acesso a esse material do MPF”.

Da Camino afirmou que vai verificar se há algo com o MPF, mas soou surpreso quando questionado se o PSOL não poderia ter conseguido o material com outras fontes - como Lair Ferst. “Isso vai ser uma guerra de versões”, disse. Agora, cabe ao PSOL apresentar - e logo - quaisquer provas que tenham, pois o procurador vai tirar férias de seis dias a partir de amanhã. Ou seja: mais, só quinta-feira que vem.

Apesar disso, fonte ligada ao PSDB em Brasília comentou que os tucanos por lá “ficaram apavorados” com as denúncias e completou: “Vai dar um bom carnaval, então”.

Update 21h09 - Atenção: não fique transtornado com a loquacidade da nota enviada pelo desgoverno do RS sobre as denúncias do PSOL.

Foto: Reprodução/ ZH
respostayeda.jpg

“Em resposta às demandas recebidas da imprensa, o Palácio Piratini informa que as declarações que o PSOL deu em entrevista coletiva foram desmentidas pelo Ministério Público Federal.”

Uau. Cinco horas para escrever isto com toda a demanda da imprensa? Céus, esquecemos que pólo midiático o Bovinão é.

Iceberg do tamanho da Lagoa Mirim se desprende da Antártica

8:36 | 19/02/09 | Leandro Demori

Um iceberg de 3,5 mil quilômetros quadrados — pouco menor que a Lagoa Mirim, no Rio Grande do Sul — se desprendeu da Plataforma de Gelo Wilkins, na Antárica. O bloco representa 25% da área de Wilkins, de 14 mil quilômetros quadrados. Segundo o Conselho Superior de Pesquisas Científicas (CSIC), situado na Espanha, o aquecimento global é a causa do incidente.

Icebergs gigantes que se fragmentaram a partir deste bloco começam a se espalhar pelo Oceano Austral. Uma equipe de pesquisadores do CSIC analisa desde o último domingo, a bordo de uma embarcação de pesquisa oceanográfica, o impacto do fenômeno sobre o ecossistema do Mar de Bellingshausen.

(…)

Segundo os pesquisadores, o desprendimento e a fragmentação do enorme bloco de gelo provocará um aumento no nível do mar.

/ / /

Divulgada na terça-feira pelo Conselho Superior de Investigações Científicas da Espanha (CSIC), a notícia do desprendimento de um bloco de gelo com cerca de 3,5 mil quilômetros quadrados na Península Antártica foi contestada ontem por pesquisadores alemães.

Segundo Angelika Humbert, da Universidade de Münster, o satélite alemão Terrasar e o europeu Envisat não registraram provas de que parte da Plataforma Wilkins realmente se desprendeu do continente, como afirmou o CSIC.

(…)

A organização ambientalista Greenpeace também desmentiu as informações dos cientistas espanhóis. Assim como o professor Heinrich Miller, do Instituto Alfred-Wegener de Bremerhaven.

Saiu barato

22:09 | 19/12/08 | Rodrigo Alvares

Procuradoria denuncia nove por suposto esquema de caixa dois no Detran-RS (Folha)

O Ministério Público Estadual do Rio Grande do Sul denunciou à Justiça nove pessoas por suspeita de participação em um esquema de superfaturamento e caixa dois no Detran (Departamento Estadual de Trânsito) do Estado.

Conforme a acusação, foram desviados R$ 1 milhão entre 2006 e 2007. O dinheiro saiu de pagamentos feitos pela Fenaseg (Federação Nacional das Empresas de Seguros Privados), que fazia pagamentos a empresas que prestavam serviços utilizados pelo Detran.

A Fenaseg gerencia os recursos do DPVAT (seguro obrigatório) e destina 1% do total pago pelos contribuintes para financiar campanhas de educação no trânsito indicadas pelas autoridades de trânsito dos Estados.

Entre os acusados estão dois ex-presidentes do órgão, Carlos Ubiratan dos Santos e Flávio Vaz Netto, que responderão por peculato (desvio de dinheiro público) e lavagem de dinheiro. (…)

O MP investigou apenas parte dos pagamentos e concluiu que a empresa Tops Consultoria foi usada para desviar R$ 939 mil do R$ 1,4 milhão que recebeu.

De acordo com a denúncia, a Tops, que era responsável pela informatização do sistema de multas, fez pagamentos de R$ 270 mil a uma padaria de seus sócios –o que sustenta a acusação de lavagem de dinheiro.”

Quem tem tem tudu

18:27 | 27/09/08 | Walter Valdevino

Notinha no Correio do Povo deste sabadão:

Ex-assessor do PT diz que conta desapareceu

O ex-assessor parlamentar do PT Paulo Salazar afirmou ontem que irá ao Banrisul solicitar o rastreamento de uma conta poupança registrada em seu nome. De acordo com ele, depósitos e transferências com recursos utilizados em campanhas pelo PT foram movimentados nessa conta. O banco apontou a conta como inexistente. “É muito estranho que tenha sumido. Tenho o cartão para comprovar que ela existe e quero explicações”, disse.”

Tu, tu, tu…

15:03 | 17/09/08 | Leandro Demori

Por quê Porquê Porque Por que Marco Alba não estaria atendendo nem secretária eletrônica? Ahn?

PAREM DE BRINCAR COMIGO, OK?
NÃO GOSTO DESSE MISTÉRIO OK?

OKKK

Não tendemmmus nada de nada + nada, nunca

16:28 | 11/09/08 | Leandro Demori

A gente jura que entende a sua visão dos fatos e agradece muito. Tem aquele seu primeiro impulso de defender a liberdade de expressão. Aí vem uma chuva de e-mails e comentários no blog, muitos deles com links, e temos que ficar o dia todo no anti-spam a liberar mensagens. Aqui não tem Google ads, banners de estatais e nem post pago, então admita: a gente é muito solícito.

Mas depois de nossa greve de fome digital no melhor Anthony Garotinho Style, vamos ao que intere$$a.

O Bando Banco do Estado do Rio Grande do Sul, Banrisul, entrou com uma medida judicial para censurar esta Corja. É pura e simples assim: C-E-N-S-U-R-A-R. Para início de conversa, por Banrisul entenda-se Governo Yeda (se for muito difícil a gente desenha ou publica um caça-palavras). Antes de tudo, deixe sua alma de juiz-dotô de lado. Do contrário, vai continuar acreditando que foi do interesse do Banrisul nos processar. Para lhe ajudar, vamos nós:

- A Folha de S. Paulo publicou reportagem, poucas horas depois desta Corja, com os mesmos dados que divulgamos no extrato bancário do $r. Laranjinha. De onde a Folha tiraria tais dados que não do extrato bancário publicado aqui? Se você acredita na Fada do Dente, OKKK.

- O Banrisul está processando a Folha? Qual a diferença entre publicar a cópia do documento ou publicar os dados? Nunca tendemmus nada de nada + nada.

- Durante a entrevista coletiva com o procurador Geraldo da Camino sobre a Man$ão Assombrada, TODAS as rádios citaram os mesmos valores, tirados do mesmo documento. Processo nelas? Não. Prejuízo ao banco? Liminar? Zzz.z.z.zz.zz ….. ronc…. zzzz …zz zz….BuLB…

- Cázar Busatto, 26 de maio de 2008:

“Na época das obras, (inaudível). Depois foi o Banrisul, depois… (…) E é onde os grandes partidos querem controlar. Não querem saber (inaudível). Onde têm as possibilidades de financiamento, pode ter certeza de que tem interesses bem poderosos aí controlando, e é por isso que… por isso que… Então, é uma coisa mais profunda que está em jogo, né?”.

- Processo no Busatto? Prejuízo à imagem? Descrédito da instituição? Zzz.zzzz. … arrffff……zzzzzzz…. pfff…

Há uma distinção muito clara nessa história toda e que poucos parecem ter se dado conta. O que menos importa é a decisão judicial. Esqueça o que foi concedido pelo juiz. O foco está na ação movida pelo banco (= governo). O processo é crivado de parágrafos autoritários e sem o menor sentido. A gente jura que entende o posicionamento de alguns nos comentários e pela tenéti mas, olha, se o juiz do caso fosse dar ouvidos aos argumentos dos ultra-pós-dotôres-otoridades, ATÉ MESMO OS COMENTÁRIOS seriam censurados. OS SEUS COMENTÁRIOS. A SUA OPINIÃO. Se deu conta do que eles pediram, não, né? Vamos ajudar (grifos nossos):

“(…) fosse determinado ao requerido que retirasse imediatamente do referido domínio quaisquer informações referente aos dados bancários das empresas mencionadas que se encontrem on line e nos arquivos de edições anteriores, bem como de todo e qualquer comentário inserto por ele e por ¿blogueiros¿ relativamente ao assunto versado na medida cautelar.”

Clareou? Ainda não? Vamos de novo (força no laquê):

Crime de opinião = Etiópia. OK agora? Só não tendemmus (droga, de novo) se o Banrisul quer calar a boca de todo mundo ou se está dizendo que podemos ganhar a próxima Maratona de Porto Alegre.

Da Folha de S. Paulo:
“Ministro do STF diz que Lei de Imprensa tem “viés autoritário” e defende mudanças”

Trecho do despacho (na íntegra, aqui)

“a manifestação do pensamento, a criação, a expressão e a informação, sob qualquer forma, processo ou veículo não sofrerão nenhuma restrição. Imprensa e a democracia, na vigente ordem constitucional, são irmãs siamesas”.

Todo esse rolo também nos ensinou que a palavra “pressa” tem outro sentido dentro do banco dus gaúchus. O texto da liminar pedida pelo banco se justifica pela URGÊNCIA da retirada das informações bancárias do $r. Laranjinha do ar. Tamanha é a urgência do banco que o processo só deu entrada na justiça quase UM MÊS DEPOIS DE PUBLICADOS OS DADOS, quando o capítulo da novela da Man$ão Assombrada já era passado remoto.

Além de toda a intimidação governamental, o processo traz erros temerários.

1) Walter Valdevino não é editor do blog, não filtra informações alheias, não seleciona o que vai ou não pro ar e nem edita posts que não sejam os seus próprios. Sequer responde pela opinião de qualquer outro membro da Nova Corja.

2) Walter Valdevino não é jornalista, é filósofo (zzzz..z.zz.z.z).

3) O post está assinado por “A Nova Corja”. A Nova Corja somos todos nós. Aqui, trabalhamos em conjunto. Trabalhar em conjunto significa investigar em conjunto – e assumir responsabilidades em conjunto. Quer nos processar? Ótimo. Nossos nomes estão no menu lateral, à direita. Intime a todos.

Esse processo é uma clara intimidação. Mas vai a dica: não mata nóis, tá? Agora não dá mais, já saiu em tudo o que é lugar. Se alguém desta Corja tropeçar no cadarço já temos uma lista de suspeitos.

E por fim, o óbvio: esse “segredo de justiça” pedido pelo banco interessa a quem? Não sabemmmmmmuss. Mas não a nós.

$olidariedade bovina

11:02 | 11/09/08 | A Nova Corja

Querido(a) leitor(a): depois dos últimos acontecimentos, você notará que nos tornamos pessoas mais dóceis. Já não sabíamos nada de nada de nada com coisa alguma e sempre fizemos perguntas bobinhas, questionamentos inocentes. Vamos retomar nossas atividades, portanto, com mais uma pergunta ingênua. Quem tiver a resposta, por favor escreva nos comentários. Antes da pergunta, porém, uma breve contextualização para os não-bovinos entenderem o que se passa no nosso pasto e, logo depois, uma citação.

Resuminho:

Na esteira da Operação Rodin, que investigou a roubalheira de R$ 44 milhões (pobreza) no Detran-RS, as otoridádi acabaram descobrindo várias maracutaias na Prefeitura de Canoas, cidadezinha vizinha à capital bovina. O secretário de governo da cidade, Francisco José de Oliveira Fraga (PTB), o Chico Fraga, já denunciado por extorsão no esquema do Detran, é apontado pela Polícia Federal “como suposto mentor de esquema de lavagem de dinheiro“.

A falcatrua começou com o roubo de comida de criança (fraude no fornecimento da merenda escolar) e se estendeu para obras de infra-estrutura, principalmente de saneamento (”É esgoto isso aí?“), chegando até Bra$ília e ao PAC (Programa de Aceleração do Crescimento, R$ 146,6 milhões = pobreza extrema).

Além de Fraga - “excelente administrador público” segundo o prefeito Marcos Ronchetti (P$DB) -, e de outras figuras não tão conhecidas, o STF autorizou a investigação de quatro políticos com foro privilegiado: os deputados federais Eliseu Padilha (PMDB) e José Otávio “Fala, liderança!” Germano (PP), o deputado estadual e presidente da Assembléia Legislativa do Bovinão, Alceu “FaLLa cum nóis!” Moreira (PMDB), e o secretário estadual de Habitação do desgoverno Yoda, Marco Alba (PMDB).

A roubalheira é tanta que estão na investigação o Tribunal de Contas do Estado (suspendeu concorrência de serviços de limpeza de Canoas no valor R$ 750 milhões com contrato de 20 anos), o Ministério Público Federal, o Ministério Público Estadual, a Polícia Federal e a Controladoria-Geral da União. Senão fica impossível dar conta, né naummm?

Citação poética:

Lembra da página 56 da denúncia do Ministério Público Federal sobre a fraude do Detran? Claro que não lembra. Pois então vamos relembrar juntos (grifos nossos):

“Ao lado disso, os denunciados integrantes da quadrilha não descuidavam da imagem dos grupos familiares e empresariais, bem assim da vinculação com a imprensa. O grupo investia não apenas na imagem de seus integrantes, mas também na própria formação de uma opinião pública favorável aos seus interesses, ou seja, aos projetos que objetivavam desenvolver (Exemplo: as inserções de reportagens que visavam a promover a idéia da implementação de usinas de casca de arroz no RS.). A busca de proximidade com jornais estaduais, aportes financeiros destinados a controlar jornais de interesse regional, freqüentes contratações de agências de publicidade e mesmo a formação de empresas destinadas à publicidade são comportamentos periféricos adotados pela quadrilha para enuviar a opinião pública, dificultar o controle social e lhes conferir aparente imagem de lisura e idoneidade.”

Pergunta(s) bobinha(s) e ingênua(s):

Onde foi parar toda aquela publicidade feita pela Prefeitura de Canoas e sua Administração Solidária? Tinha banners em um monte de blogs, propaganda em rádio… Cadê? Naummm vimus mais. Cadê? Alguém aí isprica?

Quem somos nós para dar conselho prus ômi da Operação $olidária, mas acho que seria bom investigar isso. Ok? Ok? Prometam? Ok? Por nóis, por favor. OK?

Semaninha agitada essa ok? OK

1:04 | 04/09/08 | Leandro Demori

Da zh.com:

STF decide esta semana se abre investigação de Padilha e Germano

A Procuradoria Geral da República (PGR) enviou nesta quarta-feira ao Supremo Tribunal Federal (STF) um parecer no qual recomenda a abertura de investigação dos deputados federais gaúchos Eliseu Padilha (PMDB) e José Otávio Germano (PP). O pedido foi encaminhado ao relator do caso, ministro Marco Aurélio Mello, que ainda esta semana deve decidir se instala o procedimento.

No parecer, o procurador-geral, Antonio Fernando de Souza, além de apresentar supostas provas que comprometem os parlamentares, solicita um conjunto de diligências para a abertura do processo. Protegidos pelo foro privilegiado, Padilha e Germano foram envolvidos no caso durante investigações do Ministério Público Federal do Rio Grande do Sul.”

A/C Pardais Faturadores II

14:30 | 02/09/08 | A Nova Corja

O problema aqui no 98º andar da Corja Tower SUL não são os pardais, mas os malditos pombos-correio golpistas que não param um segundo de se estatelar em nossas janelas.

Como você já deve ter lido no post abaixo, querido(a) leitor(a), o TC€ teria recebido denúncia de enriquecimento ilícito (rôbo/banditismo) contra dois grandes deputadu$ bovinos.

Pois bem, estávamos um pouco deprimidos porque o primeiro pombo-correio não nos deixou fotos tão esclarecedoras assim. Para diminuir um pouco nossa tristeza, pelo menos o segundo nos enviou mais alguns pedaços de fotos de imóveis do outro deputado. Seria, da mesma forma que o primeiro, uma cobertura na capital mondial bovina e um casebre de R$ 1 MIÃO numa praia gauchóide, além do seguinte trecho mui enigmático:

Estes dois imóveis encontram-se em contratos particulares de compra e venda com as empresas construtoras e loteadoras, sem registro no oficio de imóveis.

fotopardal2.jpg
Cor batida. Estilo da Corja Tower SUL é melhor. Ok?

fotopardal3.jpg
Bem bucólico. Mas a reba de casa que aparece ali é a do vizinho, segundo o maldito pombo

Naummm tendemus nada di nada.

Mas só temos uma coisa a dizer (desta vez a sério): surrupiar grana do pasto para comprar casa nesse esgoto que é o litoral bovino é o ÓDOBOROGODÓ. Litoral catarinense é o mínimo, por deo$. Vamos manter o nível. Ok? Ok?

A/C Pardais Faturadores

11:42 | 02/09/08 | A Nova Corja

A gente jura que não é por mal e, olha, nem é força do hábito. É que assim, a Corja Tower SUL é muito alta e vocês não imaginam a quantidade de pombos-correio que caem duros na nossa tela de proteção de diamantes. Acabamos de desamarrar da pata de um deles duas fotos inspiradoras e algumas mensagens cifradas na língua de JesOOs. Nunca entendemos nada de nada + nada.

FOTO 1:
casa_praia.jpg
Enriqueci de sunga e você não OK? OK

FOTO 2:
apto_poa.jpg
Oi, fecha a cortina pra contar $$$ OK? OKKK

Essas imagens - altamente secretas e exclu$ivas - seriam de imóveis de um dos investigados pelo procurador do MPC Geraldo da Camino. A casa fica em uma praia qualquer no imenso litoral mais maior de grande do mondo. Já o apartamento, na capital mondial do Bovinão.

Segundo o procurador Camino, dois parlamentares estão sendo investigados por enriquecimento ilícito (nome juridiquês para ROUBO). A divulgação (ou não) dos nomes pode sair nesta quinta. Segundo o pombo-correio, a merreca gira em torno de R$ 3 mião (pôco). A fonte de pagamento seriam os passarinhos-amor que ficam escondidos marotamente nos postes para evitar que a bovinagem ultrapasse os 600 mil km/h.

Como somos comedidos e temos o maior cuidado na divulgação de fatos goLLpistas, cabe aqui ressaltar que NEGAMOS TUDO. É TUDO MENTIRA. NÃO PODE SER VERDADE.