Arquivo para a categoria ‘Esquadrão da Morte Moral’

Ideologia: eu quero uma pra vender

17:31 | 10/03/09 | Rodrigo Alvares

Da coluna Panorama Político, no O Globo de hoje:

Banco do Brasil quer comprar o Banrisul

Quando o governo Lula chegar ao seu final, em 2010, é possível que nenhum banco público estadual sobreviva. O Banco do Brasil já adquiriu o Besc (Santa Catarina), o BEP (Piauí) e a Nossa Caixa (São Paulo). Agora, está negociando o preço da compra do BRB (Brasília) e realizando auditoria para definir o valor do Banestes (Espírito Santo).

Os próximos alvos do BB são o Banpará (Pará) e o Banese (Sergipe). O Caso do Banrisul (RS) é o mais complicado, pois será preciso mudar a Constiuição estadual. Mas no BB se avalia que a compra da Nossa Caixa abriu uma janela ideológica para viabilizar o negócio.”

Se isso acontecer mesmo, vai ser uma graça ouvir os argumentos dos petistas no ano que vem.

O Leão Covarde vs. A Internet

21:51 | 28/01/09 | Leandro Demori

cowardly_lion_cover.jpg

No livro O Maravilhoso Mágico de Oz, o Leão Covarde é um dos personagens que acompanha Dorothy Gale pelo caminho até a Cidade das Esmeraldas. O Leão Covarde se junta ao grupo para pedir ao Mágico, justamente, coragem (mesmo que ele não precise chegar até lá para descobri-la).

Alguns intérpretes da obra de L. Frank Baum acreditam que Cowardly Lion tenha sido inspirado no político americano William Jennings Bryan. Bryan tem extensa biografia política e jurídica em que se destacam três tentativas frustradas de se tornar presidente dos Estados Unidos, apoio total à Lei Seca durante os anos 20 e uma polêmica que ainda hoje ronda aquele país: o ensino da Teoria da Evolução das Espécies.

William Jennings Bryan era abertamente contra os estudos de Charles Darwin - defendeu que nada deveria ser ensinado nas escolas além do criacionismo e refutava a idéia de que o homem era descendente de qualquer outra espécie. Em 1925, Bryan venceu um importante processo que entrou para a história como Monkey Trial. Neste caso, o fundamentalista presbiteriano chegou a levar um professor à prisão por embasar em aula as idéias de Darwin.

Cinco dias depois de vencer o processo, William Jennings Bryan morreu enquanto dormia, como se sua vida fosse destinada somente a encerrar aquele caso.

Bryan era contra a Teoria da Evolução provavelmente porque tinha medo dela. Revoluções e evoluções causam instabilidades e ninguém que está em uma posição confortável quer sentir o chão tremer.

Este blog, assim como toda a internet, talvez ainda hoje representem alguma evolução em relação à velha maneira de se fazer as coisas. Nesta “evolução” não há efeitos maniqueístas ou comparações de qualidade, não somos melhores e nem piores porque, de fato, não há como saber. A única garantia que podemos dar com certeza é que aqui NESTE blog as coisas não podem ser mais claras do que já são. Tratamos todos os assuntos abertamente, vamos até onde nosso conhecimento sobre os casos nos permite ir, damos nomes aos bois, publicamos documentos, não moderamos comentários de nenhum tipo, tornamos públicos até mesmo os autos de processos nos quais nós somos os réus.

É este o caminho que escolhemos por acreditarmos que, para existir imprensa minimamente livre e confiável, é preciso abrir todas as cartas na mesa.

Hoje, este blog saiu do ar mais uma vez. Misteriosamente. Simplesmente. Assim. Pela segunda vez em menos de um mês nosso host diz que não há defeitos técnicos - nem com o blog, tampouco com o provedor - não há manutenção prevista, nada. Obviamente temos backup de tudo e o blog está de volta com todos os arquivos desde 2004.

Algumas histórias que aconteceram nos últimos dias nos levam a crer que fomos hackeados. Há muita gente interessada em ver A Nova Corja fora do ar para sempre. Essas pessoas, assim como William Jennings Bryan, não conseguem aceitar a evolução, não querem sentir o chão tremer, têm medo porque, assim, seus castelos de cartas podem começar a ruir. Ou podem ruir ainda mais. Ninguém tem interesse em balançar a primeira peça do trilho de dominós. Nós temos.

Esperamos sinceramente que tudo não passe de um engano e que não estejam tentando nos derrubar. Isso pode ser a atitude mais imbecil a ser feita em qualquer situação. Repensem o universo.

Esta última queda fez com que 27 comentários do post abaixo - e sabe-se lá quantos de outros posts - fossem perdidos. Pedimos desculpas por não recuperá-los.

Zzzzzzzzzzz…

20:48 | 09/01/09 | Jones Rossi

“Diante do agravamento do conflito entre Israel e os Territórios Ocupados da Palestina, a Comissão Teotônio Vilela (CTV) crê ser oportuno a expressão de apoio da sociedade civil brasileira ao cessar fogo, à proteção das populações civis e o acesso à ajuda humanitária, essenciais à retomada do diálogo na região.

Contando com a presença de Marilena Chauí (musa), Eduardo Suplicy (sono), Fernando Gabeira (unzito), Maria Helena e José Gregori, Margarida Genevois e Paulo Sérgio Pinheiro, entre outros membros da CTV, convidamos para uma reunião e coletiva à imprensa.

Durante a reunião, será lançado um documento contra a violência e de apoio à paz. Durante o ato, o documento será aberto para assinaturas.

Data: 13 de janeiro de 2009 (terça feira)

Horário: 14h

Local: Memorial da América Latina Anexo dos Congressistas - CBEAL

Avenida Auro Soares de Moura Andrade, 664 Portão 13

Barra Funda São Paulo SP”

Se eu consegui, o Estadão também conseguiria - 2

16:22 | 27/11/08 | Rodrigo Alvares

Acabei de conversar com o repórter do Estadão que foi incumbido da responsabilidade de ligar para o ex-deputado Luiz Eduardo Greenhalgh (PT/ SP), como o próprio me recomendou no post abaixo.

O que não me espantou foi que, ao invés de ligar para o escritório de Greenhalgh, ele obviamente tirou da agenda os números dos dois celulares para falar direto com o advogado, e não com seu assessor de imprensa.

Infelizmente, a caixa postal dos aparelhos impediu que o repórter falasse diretamente com Greenhalgh. Mesmo com todos os recados, o advogado não retornou ao repórter. Se isso não serve para escrever que “o advogado não foi localizao para comentar iniciativa”, desisto.

Objetivo de ação é obter auxílio do repórter, diz Greenhalgh

O ex-deputado e advogado Luiz Eduardo Greenhalgh disse ontem, por nota, que o pedido que encaminhou à 1ª Vara Federal de Brasília ‘não é de busca e apreensão na casa de repórter, simplesmente’. ‘Trata-se de requerimento para que se tomem providências judiciais necessárias à execução de decisão que condena a União a abrir os arquivos da ditadura referentes ao episódio denominado Guerrilha do Araguaia.’ Ele ainda completou: ‘O objetivo é que o repórter preste esclarecimentos e auxílio aos autores da ação.’ (…)

‘O pedido é para que sejam ouvidos todos os que nos últimos anos revelaram-se portadores de informações que possam colaborar para a reconstrução dos acontecimentos’, explica, acrescentando que o jornalista do Estado Leonencio Nossa deve ser ouvido ‘por ser autor de reportagens sobre o tema’. (…)

Apesar de ter sido procurado, mas não encontrado, Greenhalgh protesta pelo fato de a reportagem ter sido publicada sem a sua opinião. Ele rejeita, ainda, qualquer paralelo de seu pedido com investidas contra a imprensa.”

“Vou ficar aqui sentada esperando a ajuda Dele”

8:55 | 07/11/08 | Rodrigo Alvares

De dar dó essa enquete no site do PT:

enquetept2.jpg

Mas deprimente mesmo é o resultado:

enquetept.jpg

Isso me lembra aquele episódio dos Simpsons no qual a Marge fica sentada, esperando que Deus aja enquanto ela fica parada. Até ela se cansa e para a luta.

Não me mande livros. Sei onde encontrá-los

20:00 | 29/10/08 | Rodrigo Alvares

Foto: Midori De Lucca
1178914vogue_pauta_daniel_galera_vogue_334_469.jpg
Na corrida até para comprar o livro novo do Galera. Inveja do Parada

A Nova Corja é finalista no The Bobs 2008

14:04 | 27/10/08 | Rodrigo Alvares

É com orgulho que venho aqui postar para anunciar que A Nova Corja está entre os dez finalistas para a votação de Melhor Weblog em Português no The Best of the Blogs, concurso mundial promovido pela Deutsche Welle.

bobs2.jpg

Antes de mais nada, é preciso comemorar. Mas não te esquece de votar e deixar seu comentário, claro. Esta indicação coroa mais de quatro anos de esforço diário com o qual todos que já participaram da nossa equipe se dedicaram.

Todas as ameaças, censuras e processos covardes que recebemos - especialmente em 2008 - só nos fortaleceram e me faz crer que estamos no caminho certo.

Apesar de tudo e todos, nós somos A Nova Corja.

À Meia-Noite Levarei Sua Alma

1:49 | 09/10/08 | Leandro Demori

Foto: Janine Moraes/ABr
ze_caixao.jpg

ELES estão voLLtando.

Sério.

“E essa faixa, Zé?” Coloca ali, ó.

12:59 | 02/10/08 | Leandro Demori


from Nova Corja on Vimeo.

Mudança participativagratuitapúblicaedequalidade

12:19 | 30/09/08 | Leandro Demori

Da Folha. Comentários meus.

“Consulta pública sobre nova ortografia recebeu só 12 e-mails

Antes de elaborar o decreto que foi assinado ontem pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o MEC (Ministério da Educação) realizou uma consulta pública para que os brasileiros fizessem sugestões de como a nova ortografia deveria ser posta em prática. Ao longo das três semanas da consulta, chegaram ao governo apenas 12 mensagens. Nenhuma delas foi aproveitada.

O MEC recebeu as contribuições no mês passado, pelo e-mail acordoortografico@mec.gov.br. A consulta pública havia sido noticiada em todo o país por sites e jornais. [Não vi NADA de NADA disso em lugar algum da face da terra.]

A não ser por F.G. (o MEC forneceu à Folha apenas as iniciais dos nomes), que sugeriu que o “senhor ministro da Educação” fizesse um “pronunciamento à nação sobre as mudanças”, as mensagens simplesmente não trataram da implementação das novas regras.

V.R. questionou sobre a existência do hífen em “afrodescendente” e “afro-brasileiro”. E.B. solicitou uma cópia das novas regras “em PowerPoint”. [Única coisa a ser feita]

A maioria dos participantes pediu mudanças no acordo. L.K. se queixou do “abuso na eliminação dos acentos”. Para ele, “dar um ar inglês ao português não ajuda a difundir” o idioma. [???] R.M. não gostou de saber que ainda haverá grafias diferentes em Portugal e no Brasil –isso, na opinião dele, “gera transtornos”. [Nossa, passo a vida INTEIRAMENTE TRANSTORNADO por causa disso]

D.T. foi ainda mais longe e sugeriu que o português seja escrito tal como é pronunciado. Ele deu exemplos: “caza” em vez de “casa”, “xave” no lugar de “chave” e “teliado” em vez de “telhado”. “As regras da língua portuguesa são exageradas. Se escrevêssemos como falamos, facilitaria a vida de todo mundo”, argumentou.

[Concordo e vou além. No interior do Paraná (Pinheirão), “porta” deveria ser “póirta”, “amor” deveria ser “amoir” e “dor”, “doir”. No Bovinão deveríam eliminar o plural e nos deixar lavar livremente “as mão” e “os pé”, e em Santa Catarina (Praião) as raquetes de matar mosca poderiam ser rebatizadas como “pá di moxca”].”

(…)

Bovinão humilhado, Fumação wins

23:36 | 28/08/08 | Leandro Demori

Promotoria denunciará por homicídio responsáveis por cratera no metrô em SP

O Ministério Público de São Paulo recebeu nesta quinta-feira o laudo do IC (Instituto de Criminalística) sobre o desabamento da estação Pinheiros do Metrô, que matou sete pessoas em janeiro de 2007. Segundo o promotor criminal Arnaldo Hossepian Junior, responsável por investigar o caso, pessoas envolvidas diretamente na construção e fiscalização da obra serão indiciadas por homicídio culposo –sem intenção de matar– até o final deste ano.

O laudo do IC, adiantado pela Folha, aponta que a tragédia não foi resultado de uma fatalidade, conforme parecer do Consórcio Via Amarela. Segundo o documento, não há um motivo único do desabamento, mas sim cinco fatores que prevaleceram como causas, além de uma série de outros fatores que contribuíram para o acidente.

Na lista das causas aparecem a seqüência de explosões para a abertura do túnel no solo de “rocha podre” –mesmo depois do rebaixamento do terreno–, a falta de reforço nas paredes antes do aparecimento de sinais de instabilidade e a não conclusão da instalação de tirantes (estruturas de sustentação).

” “A grosso modo’, ele [laudo] concluiu que houve culpa na execução e fiscalização da obra e, conseqüentemente, prestigia o que estamos sustentando, ou seja, homicídio culposo“, disse Hossepian Junior.”

XXX

Construtoras responsáveis por cratera vencem nova licitação do Metrô

As construtoras Camargo Correa e Queiroz Galvão venceram a licitação para a construção da via permanente e do sistema de terceiro trilho da expansão da linha 2-Verde do Metrô de São Paulo. Os envelopes com as propostas foram abertos na manhã de hoje e o orçamento das construtoras, de R$ 219,7 milhões, foi o escolhido.

Queiroz Galvão e Camargo Correa são duas das empresas que fazem parte do consórcio Via Amarela, responsável pela construção da linha 4-Amarela e pela cratera que se abriu em janeiro do ano passado nas obras da futura estação Pinheiros. Sete pessoas morreram. Além das duas vencedoras, só a Andrade Gutierrez e a OAS –que também fazem parte do Via Amarela– foram consideradas aptas a participar da concorrência. Perderam.

A licitação era contestada pelas construtoras Tejofran e o consórcio formado pela Carioca, Convap e Sutelpa junto ao próprio Metrô e na Justiça.

As outras duas também fazem parte do consórcio Via Amarela, ou seja, apenas as responsáveis pela cratera puderam participar da nova licitação. As outras construtoras foram desconsiderados por não cumprir critérios jurídicos ou técnicos.”

Honra Bovina ferida. Paulistóide melhor em tudo. Adeos.

E aí, comeu?

15:51 | 22/08/08 | Leandro Demori

O nobre leitor não deve lembrar porque a memória bovina é curta [isso aqui só pode ser piada]. Então vamos lá.

Esse é o Pastor Osvaldo e sua saga santa:

- Flagrado negociando propina de R$ 300 mil com a empresa SP Alimentação em troca de um contrato para fornecimento de merenda escolar por um ano à prefeitura de Sapucaia do Sul. Valor do contrato - R$ 4 milhões - foi obviamente superfaturado.

- Depois que a mídia má [”RB$ MENTE”] divulgou a matéria, Pastor Osvaldo milagrosamente sumiu [impossível evitar].

- Dias depois postou no Orkut uma foto totalmente genial (clique imediatamente para morrer muito) quando, como bem observou esta Corja, Pastor Osvaldo se mostrou um gênio da fuga. O homem foi se esconder no Ceará, que ninguém sabe onde fica, portanto, jamais o acharão.

pastor_osvaldo_ceara
Quem me achar come de graça o ano todo

- Na mesma semana, Pastor Merenda lança na tenéti um making off de seu NU ARTÍSTICO [assim, um bônus mesmo].

pastor_osvaldo_praia
Batismo: não penteei as pernas, descuLLpa

Então, pergunta nosso estimado leitor, o que DIABOS (ops) temos de novo sobre o Pastor Merenda?

Olha, sobre ele, NADA. Acontece que o proce$$o que corre sob segredo de justiça interfonado hoje pela imprensa tem tudo para se ligar perfeitamente à saga do santo-homem-do-pão-com-banha.

Se não, olha:

“O Ministério Público Federal (MPF) em Canoas (RS) propôs ação de improbidade administrativa contra o prefeito de Canoas, Marcos Ronchetti, o secretário de governo, Francisco Fraga, o secretário de Educação, Marcos Zandonai, além dos proprietários e representantes das empresas SP Alimentação e Gourmaitre Cozinha Industrial e Refeições, por fraude superior a 5,6 milhões de reais em processo licitatório e no contrato para fornecimento de merenda escolar no município. (MPF/RS - 12/12/2007)

Fraga está filiado ao PTB desde setembro de 2003, mas suas ligações políticas são mais fortes no PSDB e no PMDB. Entre os tucanos, ganhou notoriedade na gestão de Ronchetti, que foi coordenador político da campanha da governadora Yeda Crusius. Durante o período de transição, foi visto na sede provisória do novo governo articulando com a então governadora eleita.

Segundo políticos de Canoas, Fraga também tem fortes laços com o deputado federal Eliseu Padilha. Sua mulher, Maria Dolores Fraga, trabalha no escritório político do deputado na Capital. A distância com o PTB é tanta que o companheiro de partido e deputado estadual Cassiá Carpes já pediu sua expulsão da sigla.” (ZH - 01 de abril de 2008 [não é piada])

Aí assim, bovino leitor: isso tudo é só uma suposição assim NEM TÃO VAGA para que você entenda o que está acontecendo. Este post também serve de apoio a Eliseu Quadr Padilha e a Alceu “sem noção” Moreira, que não têm a mínima idéia de nada e não entenderam nada de nada + nada.

Abra$$o.

$chirmer = Pen$ant

10:43 | 25/07/08 | Leandro Demori

Do Diário de Santa Maria [não tem RSS, mal roda no Firefox]:

“Está marcada para hoje a grande festa de lançamento da candidatura de Cezar Schirmer (PMDB) à prefeitura.”

Para comemorar a data, esta Corja publica alguns fatos instrutivos sobre o candidato, baseados em relatórios obtidos com nossas fontes golpistas.

$ - O nome de Cezar Schirmer aparece no relatório da PF, que mostra ligação entre o Emedebista [™Pedro Simon] com a Pen$ant Con$ultores, empresa da Famiglia Fernandes, operadora da fraude do Detran.

$$ - A ligação é bem clara: nas eleições de 2006, a Pensant ajudou a financiar duas campanhas eleitorais, não por acaso, ambas de Santa Maria, sede das fundações que serviram à bandidage para afanar dinheiro público. Os nomes: Tubias Calil e Cezar Schirmer.

$$$ - Tubias concorreu a deputado estadual. Schirmer, a federal. Com as candidaturas, a Pen$ant juntava forças para uma falcatrua de proporções bananenses [anotem isso, semana que vem a gente vai mostrar tudu para você].

$$$$ - Uma de nossas fontes malévolas jura de reáu em punho que, ao final da campanha, derrotado e semi-falido, Schirmer teria entregue nas mãos de uma gráfica a chave de um apartamento, como forma de pagar contas [Professor Fernandes = sovina]. Esta Corja nega, veementemente, esta informação. Apesar disso, Schirmer, como suplente, acabou amealhando uma cadeirinha na Câmara.

$$$$$ - Assim como Schirmer, Calil também faliu [rimou] e não conseguiu se eleger, o que prova que deus não é gaúcho.

Apesar de tudo, Schirmer, não desanime: o povo está contigo!

É hoje, Guerrilheiro Toddy?

16:50 | 11/07/08 | Rodrigo Alvares

Fale o que quiser de Bob Fernandes, mas as reportagens dele desde a época do Jornal do Brasil fazem parte dos melhores textos jornalísticos do país. Discórdias existem, como a Carta Capital pode provar - a qualidade da revista caiu vertiginosamente depois que ele saiu de lá. Óbvio que com o estouro completo do esquema de Daniel Dantas ele iria se esbaldar. Basta ver o texto abaixo:

Dantas: “Vou contar tudo! Detonar!”

Bob Fernandes

“Os intestinos do Brasil.

Daniel Dantas está numa sala da Superintendência da Polícia Federal em São Paulo. Seu advogado, Nélio Machado, está próximo.

Diante do banqueiro, o delegado que coordenou a operação Satiagraha, o homem que o prendeu por duas vezes em 48 horas. São 8 da noite da quinta-feira, 10 de julho. (…) O tempo, pouco tempo, dirá o quanto há de cálculo, quanto há de desabafo no que começa a despejar sobre o delegado Protógenes Queiróz. Primeiro, a senha:

- Eu vou contar tudo! Vou detonar!

Antes ainda, o delegado lhe passa um calhamaço, o relatório das investigações, o fruto de anos de investigações, e diz, na longa conversa informal:

- …sua grande ruína foi a mídia…você perdeu muito tempo com isso, leia esse capítulo sobre a mídia e entenda porque você está preso…sua defesa começa aqui, com todo o respeito que eu tenho ao seu advogado aqui presente…

Daniel lê, atentamente. (…) Protógenes Queiroz fecha o cerco:

- …vamos fazer um acordo, você me ajuda e eu te ajudo….

Daniel, aquele que é tido e havido como uma mente brilhante, decide. O tempo dirá se cálculo ou rendição:

- Eu vou contar tudo!

E faz jorrar, devastador:

-…vou contar tudo sobre todos. Como paguei um milhão e meio para não ser preso pela Polícia Federal em 2004…

[Nota do editor: quando foi mesmo que Roberto Jefferson vendeu o PTB por R$ 4 milhões para o PT?]

Prossegue a torrente de Daniel:

- …tudo sobre minhas relações com a política, com os partidos, com os políticos, com os candidatos, com o Congresso… tudo sobre minhas relações com a Justiça, sobre como corrompi juízes, desembargadores, sobre quem foi comprado na imprensa…

O delegado, avança:

- Vamos fazer um acordo, mas é ponto de honra você não mentir. Não abro mão dessa investigação e seus resultados, mas muito mais fundamental é contar tudo sobre a corrupção no Brasil…quero saber a quem você pagou propina no Judiciário, no Congresso, na imprensa…

Em meio à torrente, em algum momento o advogado Nélio Machado pondera:

- …você vai estar mais seguro na cadeia do que fora, fora você correrá risco de ser morto!

Tarde da sexta-feira 11 de Julho. Daniel Dantas está na Superintendência da Polícia Federal, São Paulo, onde será ouvido formalmente pelo delegado Protógenes Queiróz a partir das 15h30.”

O jeito é esperar. Pelo menos agora os petistas nem precisam se preocupar com a confirmação de que o mensalão existe. Me contento com as trampas que o governo FHC soube esconder e, claro, as falcatruas de um certo ex-governador gaúcho, depois conselheiro do Opportunity e Telefonica chamado Antônio Britto.

Em tempo: por onde andará Márcio Thomaz Bastos?

Tutti buona genti

15:25 | 10/07/08 | Marcelo Träsel

Lista dos senadores que criticaram a atuação da Polícia Federal na prisão de Daniel Dantas et caterva, acompanhada das ocorrências de denúncias a respeito.

Gilmar Mendes (Presidente do STF) - STF arquiva duas ações de improbidade administrativa contra Gilmar Mendes, STF = Máfia

Pronunciamento: Presidente do STF: ‘espetacularização das prisões’ em operação da PF

Agripino Maia (DEMO-RN) - PF investiga ex-assessor da liderança do DEM no Senado, Renan investiga os negócios de filho de Agripino

Pronunciamento: Agripino quer que Conselho Nacional de Justiça discipline atuação da PF

Arthur Virgílio (P$DB) - O presidente do Senado, Renan Calheiros, requisitou um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) para levar parlamentares ao enterro da mãe de Virgílio, no Rio de Janeiro, A Controladoria Geral da União (CGU) cobra a restituição de R$ 154,7 mil aos cofres públicos, devido à falta de comprovação da aplicação de recursos transferidos pelo extinto Ministério do Interior à Prefeitura de Manaus em 1989, quando Virgílio era prefeito

Pronunciamento: Criticar “espetacularização” de ações da PF não é defender os “tubarões”

Não quero prisão arbitrária de ninguém e não estou defendendo ‘tubarão’ nenhum. Vossa excelência é contra a violência sobre os pobres, eu também. Vossa excelência é a favor da prisão de bandidos ricos, eu também. Agora, eu sou contra prisão arbitrária de pobre e de rico. Eu sou contra prisão ilegal ou discricionária de pobre ou de rico. Eu sou contra agressão ao Estado de Direito, tratando-se de pobre ou de rico. Sou a favor da democracia e sou a favor da posição do ministro Gilmar Mendes.

Francisco Dornelles (PP-RJ) - TRE-RJ Representação Nº1/2006 - Captação de sufrágio e propaganda irregular - distribuição de camisetas.

Pronunciamento: Dornelles apóia declarações do presidente do STF sobre a Polícia Federal

Heráclito Fortes (DEMO-PI) - Contratou uma irmã e uma sobrinha em seu gabinete

Pronunciamento: Heráclito diz que não tem “qualquer relação” com Daniel Dantas

Heráclito disse que foi obrigado a conhecer Daniel Dantas quando, durante a instalação de comissões parlamentares de inquérito (CPIs), foram criadas duas bancadas, uma para defender os interesses do Citibank e outra para defender os interesses do banco Opportunity, de propriedade de Dantas.

Para o senador, as opiniões de Gilmar Mendes representam “o posicionamento de todos aqueles que desejam a consolidação do regime de liberdade, das liberdades individuais, isto é, do próprio regime democrático do país”.

Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN)
- STF Petição Nº3166/2004 - Investigação em sigilo, Investigado pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte por contratação de empresas de publicidade sem licitação quando governador, Gastos da sua campanha de 2002 teriam sido cobertos por um suposto esquema de desvio de recursos públicos, Investigado pelo Supremo Tribunal Federal sobre o envolvimento em suposto desvio de recursos do Programa do Leite, implementado quando era governador do Rio Grande do Norte, Durante seus dois mandatos como governador do Rio Grande do Norte, vários de seus parentes foram nomeados para cargos na administração estadual

Geraldo Mesquita Júnior (PMDB-AC) - Acusado de utilizar notas fiscais falsas para comprovar gastos com a verba indenizatória de seu gabinete no senado, Acusado de recolher 40% do salário dos funcionários de seu gabinete, Contratou nove parentes no seu gabinete no Senado Federal, Teria contratado como secretário parlamentar um motorista para sua família

Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) - Nada consta.

Sérgio Guerra (P$DB-PE) - TRE-PB Ação de Impugnação de Mandato Eletivo Nº1/2002 - Sob segredo de justiça, Poderia perder o mandato se respeitado o percentual de faltas à sessões plenárias permitido

Tasso Jereissati (P$DB-CE) - Artigo sugere relações de sua família com os negócios de Daniel Dantas, de qualquer modo, participou ativamente da doação — perdão! — venda da Embratel para o consórcio de Dantas no governo Fernando Henrique.

Tião Viana (PT-AC) - Teria sido beneficiado pela máquina pública do Estado do Acre nas eleições de 2006, quando concorreu novamente ao Senado