Arquivo para a categoria ‘Porto-alegrenses’

Muay Thai x Vereadores de Porto Alegre

7:56 | 18/06/09 | Rodrigo Alvares

Quem me conhece há uns bons anos sabe que sou entusiasta do Muay Thai. Por isso, a vergonha absoluta quando esse tipo de coisa acontece em uma Casa onde a prioridade é nomear ruas e expulsar os gatos do perímetro.

Foto: Camila Domingues/ Câmara POA
dida.jpg
“Tenho contrato com a Nike. E esse teu terno reversível do Tevah?”

ETIQUETA NO PARLAMENTO (Zero Hora)

Olha quem está falando ao microfone
Reação de francês a suposto descaso na
Câmara da Capital acende controvérsia

A indignação de um lutador multicampeão francês, o franco-argelino Dida Diafat, com a suposta desatenção a seu pronunciamento na Câmara Municipal de Porto Alegre na tarde de segunda-feira expôs uma polêmica: quem presta atenção ao que é dito no parlamento?

Na tarde de segunda-feira, Diafat falou por cerca de quatro minutos como convidado do vereador João Pancinha (PMDB) na mesa da Câmara e impôs constrangimento a um grupo de parlamentares que conversava no plenário.

Aos 39 anos, 11 vezes campeão mundial de muay thai (arte marcial também conhecida como boxe tailandês), ator de filmes nos quais contracenou com o astro Jean-Claude Van Damme, Diafat defende há 15 anos a aplicação do esporte como forma de tirar crianças da miséria.

Ele se sentou à mesa da Câmara ao lado do presidente da Casa, Sebastião Melo (PMDB), por volta das 15h30min. Vestindo camisa polo e calça jeans, foi apresentado e convidado a saudar os presentes com um breve discurso logo após o também breve pronunciamento do compatriota François Sabado, dirigente do Novo Partido Anticapitalista (NPA), que foi à Câmara a convite do PSOL. Falando em inglês com forte sotaque, o visitante contou um pouco da sua vida e de como se salvou da pobreza por meio do boxe tailandês.

Diafat era traduzido por uma intérprete. Irritado com vereadores que conversavam no plenário, pediu atenção dos parlamentares.

– Sou próximo do governo francês e, quando falo com ministros, por exemplo, eles estão focados. Fiquei irritado ontem (segunda-feira) porque tive a sensação de que os políticos não se importam muito com as crianças brasileiras – disse Diafat ontem, rumo o aeroporto Salgado Filho, onde embarcaria para a França.

Depois de pedir atenção, Diafat repetiu parte da sua história e, novamente chocado com as conversas, fez um novo alerta.

O lutador, que veio ao Estado a convite da Confederação Brasileira de Muay Thai Tradicional para palestrar sobre o esporte, não culpa todos os parlamentares pelo incidente e espera que o ocorrido tenho sido resultado do seu inglês. Mas, ainda assim, saiu surpreendido pelo recepção.

– Nos Estados Unidos, Alemanha e Espanha, quando falamos de crianças, todo mundo escuta porque ama as crianças – disse ontem.

Diafat foi aplaudido e tirou fotos com parlamentares na Câmara. Nem todos os vereadores, no entanto, engoliram o puxão de orelha. O decano da Casa, João Dib (PP), aproveitou um aparte para repreender a atitude do estrangeiro, depois de sua saída.

– Ele não estava trajado convenientemente. Eu não merecia ter a atenção chamada por um diabo que veio sei lá de onde. Ele pode ser artista de cinema, mas eu sou vereador de Porto Alegre – disse o ex-prefeito, relembrando o episódio. (…)”

Falando nisso, já tiraram as crianças das esquinas da avenida Ipiranga? Ou das pontes que cruzam o Dilúvio? Era uma tarefa do PT e que José Fogaça (PP$/ PMDB) não consegue resolver há cinco anos. Alguém protesta? Claro que não. Dá trabalho ir até a prefeitura. É sujo e tem ciganas lá, cruzes.

Sim, são 20 anos de incompetência crônica dos bovinóides. E o que vocês fazem? Montam banquinhas na Redenção. Bom mesmo é providenciar para que as faixas de segurança de Porto Alegre sejam feitas em blocos de concreto.

Perdi miseravelmente

19:35 | 23/03/09 | Rodrigo Alvares

Aposentado cobra de Fogaça situação das calçadas (Zero Hora)

Foto:Marcelo Oliveira
poeta.jpg
“Blog? Isso é coisa de guri de apartamento. Agora canta, Poeta”

Ao ver o prefeito José Fogaça apresentando o novo sistema de coleta seletiva da cidade, hoje pela manhã, no largo Glênio Peres, o vendedor aposentado Edeu Rodrigues, 81 anos, não se conteve e aproximou-se. Com o dedo em riste, Edeu reclamou da situação das calçadas da área central. Segundo ele, a prefeitura deveria se preocupar mais com as calçadas inacabadas ou destruídas. No final, Edeu convidou o prefeito para visitá-lo e conhecer a calçada na frente da casa do aposentado. Fogaça apenas apertou a mão e agradeceu.

“Ao invés de ficar apresentando a coleta seletiva, ele deveria se preocupar em multar estes proprietários que não cuidam das calçadas. Hoje, eu quase caí numa delas“, saiu falando alto o aposentado, antes de desaparecer entre os pedestres.

Contraponto

Segundo a Prefeitura Municipal de Porto Alegre, questionado sobre a conservação das calçadas, o prefeito respondeu que a prefeitura fiscaliza e multa, mas a responsabilidade da conservação é dos proprietários dos prédios. Fogaça perguntou o endereço do cidadão Edeu Rodrigues e se ele cuida de sua calçada. O prefeito ainda agradeceu por sua preocupação com a cidade.”

Poeta queria ser Obama

9:52 | 17/03/09 | Rodrigo Alvares

Do Blog da Rosane (Zero Hora):

Fogaça não revela voto

Acredite se quiser: autor do projeto que autoriza a construção de prédios residenciais no pontal do Estaleiro, o prefeito José Fogaça disse há pouco que ainda não sabe como vai votar no referendo que a prefeitura fará nos próximos 120 dias. Fogaça diz que não quer influenciar os cidadãos. Vai ficar na condição de magistrado.

O referendo será organizado pela prefeitura, sem interferência da Justiça Eleitoral.

Fogaça não descarta a possibilidade de usar a Internet no referendo.

Kenny queria viver

19:44 | 27/11/08 | Rodrigo Alvares

Novos cestos de lixo são alvos de vandalismo

O Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU) contabiliza a necessidade de recuperação de mais de 1% dos 5.500 cestos coletores de lixos instalados neste ano nas vias urbanas de Porto Alegre.

Foto: Divulgação
kenny.jpg

Nos 11 meses de 2008, o DMLU contabilizou a perda de apenas sete lixeiras por algum tipo de acidente. Outros 54 cestos coletores estão recolhidos de volta à Divisão de Apoio Operacional alvos de vandalismo.

Cada lixeira custa em média R$ 127 para voltar às ruas da cidade. A Divisão de Limpeza e Coleta analisa, no momento, 96 solicitações de instalação de novos cestos coletores.

Espigou geral

20:03 | 12/11/08 | Rodrigo Alvares

É nessas horas que sinto falta do Isaac Ainhorn para botar ordem na vala:

Pontal do Estaleiro: manifestantes protestam dentro e fora do Plenário (ZH)

Os manifestantes, que planejaram um protesto silencioso para o debate sobre o Pontal do Estaleiro, não resistiram aos discursos acalorados dos vereadores e iniciaram uma série de insultos e vaias nesta quarta-feira, na Capital.

Foto: Pedro Revillion
espiga.jpg
É demais para mim. Insira legenda

Estudantes e integrantes de entidades ambientalistas ocupavam a Câmara, dentro e fora do plenário. O público foi formado também, por uma minoria de representantes do Sindicato da Construção Civil de Porto Alegre, que só observava a sessão.

Aqueles que não receberam uma senha, puderam acompanhar os discursos do lado de fora do plenário onde foi instalado um telão, com toldo e cadeiras. Munidos de pandeiros, megafones e tambores, o espectadores vibravam e chegaram a atirar moedas contra o equipamento instalado no saguão.

Elson Sempé Pedroso
haroldo.jpg
Democracia não tem vez em estádio de futebol

Com o ato, o grupo insinuava que os parlamentares favoráveis ao projeto estavam recebendo dinheiro das empresas privadas envolvidas na obra. Do lado de fora do prédio um estudante se vestiu de espigão para simbolizar a construção do empreendimento.”

PMDB Fight (política de segurança)

16:11 | 27/10/08 | Leandro Demori

O goLLpe finaLL da campanha de José Fogaça dado ontem em um repórter da Folha (Petista-Rosarista-malvada) acalmou a bovinagem. Pela primeira vez na história da capital melhor em tudo um prefeito mostra que tem condições de assumir a segurança da cidade. No melhor estilo Cel. Mendes, o PMDB gaúcho deu sinais de que está disposto a resolver tudo de forma democraticamente esbofeteada.

Abaixo, um furo de reportagem: trecho exclu$ivo de um vídeo em que o prefeito reeleito José Fogaça mostra para o coordenador-de-campanha-caído (culpa da Folha, obviamente) Fernando Záchia como o partido pretende tratar os jornalistas du centru du país que descem até o Pampa para atiçar os melhores políticos do mondo. Foram poucos segundos de filmagem antes de nosso câmera…

Estão querendo destruir a orla do Guaíba

17:15 | 07/08/08 | Marcelo Träsel

Depois da volta do projeto morto-vivo para o Cais do Porto, ontem houve uma audiência pública na Câmara de Vereadores sobre o projeto de mudar o Plano Diretor de Porto Alegre para permitir a construção de um projeto faraônico na ponta do antigo Estaleiro Só, bem ao lado do novo museu Iberê Camargo. A idéia é assinada pelo escritório Debiagi, coincidentemente um dos candidatos a reformular o Cais do Porto — o que faz imaginar se no fim das contas o Governo Estadual não escolheu mesmo o projeto menos invasivo.

Relatos sobre a questão são preocupantes, especialmente no que concerne às opções estéticas e urbanísticas do escritório Debiagi. A tropa de choque de 17 vereadores favoráveis ao projeto é capitaneada por João Carlos Nedel — “um vereador católico atuante” –, que se candidatou a deputado estadual nas últimas eleições, mas não entrou. No Portal Excelências não há nada de claramente desabonador, exceto que o maior contribuinte de campanha foi a Gerdau Aços Longos, com R$ 60 mil, quatro vezes mais que os outros principais contribuintes. Adivinhem de quem a indústria da construção civil compra vergalhões? Pois é. Enfim, pode ser mera coincidência o vereador tentar retalhar o Plano Diretor, o que certamente causaria um aumento da demanda por aços longos. A única incorporadora a doar para o caixa um foi a Goldztein, com miseráveis R$ 500.

O outro líder é o vereador Dr. Goulart (PTB), cujo maior contribuinte de campanha em 2006 foi - surpresa! - a Gerdau Aços Longos (R$ 20 mil), seguida pela Goldztein (R$ 15 mil).

Porto Alegre se livrou do Isaac Ainhorn, responsável pelas maiores atrocidades urbanísticas das últimas décadas, mas pelo jeito nunca vai se livrar das tentativas de transformar a cidade em uma distopia arquitetônica.

O proce$$o $ecreto do Cais do Porto

18:14 | 04/08/08 | Walter Valdevino

Como o Träsel já postou abaixo, foi no mínimo estranho que a desgovernadora Yeda tenha apresentado, do nada, sem aviso nem debate público, o projeto de revitalização do Cais do Porto da capital bovina.

Logo na capital bovina, tão democrática, participativa e com um povo tão pulitizadu

O consórcio vencedor foi liderado pela consultoria M. Stortti e é composto pela Construtora Camargo Correa, Jaime Lerner Arquitetos Associados, Landside (Espanha), Pro-Activa (Espanha), SPIM (Espanha) e GIS Trade Center (Espanha).

Edemar Tutikian, diretor de marketing da Caixa RS e Presidente da Comissão Técnica de avaliação do Projeto Cais Mauá - como também foi destacado no post -, concedeu entrevista à Zero Hora, em 9 de maio de 2008, dizendo que era normal a escolha do processo ter acontecido na moita:

Zero Hora - Os consórcios foram proibidos de tornar públicas suas propostas para o cais?
Edemar Tutikian
- Houve um pedido nosso para que não tornassem públicas as propostas. Por um motivo muito simples: se vocês tivessem na mão um plano desses, estavam me ligando para perguntar o que eu achava. E eu não ia ter como responder, porque nós não estudamos ainda. Como vamos tornar público e criar uma enorme discussão, se não lemos o material ainda e não baixamos a cabeça sobre os números?

ZH - Então, os consórcios, se quiserem, podem tornar públicos os estudos?
Tutikian
- Podem. Mas nós pedimos, por escrito, para não divulgarem. Não há penalidade nenhuma.”

Pois bem. O lado bom de ganhar notoriedade ao ser proce$$ado é que um monte de gente começa a despachar pombos-correios até nossas janelas. Além de ficar sabendo de um monte de fatos e$cabro$o$ (todos sob investigação do Setor de Inteligência da Nova Corja), também obtemos coisas como o documento da SEDAI (Secretaria do Desenvolvimento e dos Assuntos Internacionais) proibindo que as empresas participantes do consórcio fizessem qualquer tipo de divulgação dos projetos:

caisproibicao2.jpg

Quer ver o documento inteiro em tamanho grande? Clica na imagem abaixo:

caisproibicao1.jpg

Desse jeito fica difícil acreditar que vão tirar do papel a tal da lei nº 13.020/2008, que garante a todo cidadão bovinen$e total acesso a informações sobre receitas, despesas e tudo mais que ocorre no nosso grande pasto.

Yeda ressuscita projeto do Cais do Porto

15:44 | 03/08/08 | Marcelo Träsel

Então que essa semana, do nada, sem aviso nem debate público, a desgovernadora Yeda vem com um novo projeto para o Cais do Porto da capital gaúcha. O projeto foi desenvolvido pela consultoria M. Stortti — dica para a empresa: contratem uma consultoria de webdesign — sem qualquer discussão com a população de Porto Alegre, a portas fechadas.

Edemar Tutikian, diretor de marketing da Caixa RS (que todos imaginavam fechada, mas reapareceu esses dias fazendo propaganda em certos blogs de jornalistas gaúchos), bem que tenta se defender da acusação de arbitrariedade em entrevista à Zero Hora. O projeto segue para a Câmara de Vereadores e diz ele que “o momento da Câmara é o momento da sociedade”. É, vai nessa.

O consórcio liderado pela consultoria M. Stortti é formado por Construtora Camargo Correa, Jaime Lerner Arquitetos Associados, Landside (Espanha), Pro-Activa (Espanha), SPIM (Espanha) e GIS Trade Center (Espanha). Uma pesquisa por aí indica que a M. Stortti é séria — apesar de prometer, por exemplo, diminuir o muro da Mauá sem nem mesmo ter ouvido o diretor do Departamento de Esgotos Pluviais.

Ninguém aqui na Corja tem condições de julgar o mérito arquitetônico do projeto. Esses arquitetos aqui parecem ter gostado muito. De fato, é bem menos horrendo do que a proposta do Porto dos Casais feita ainda no governo Britto. Porém, um hotel de 20 andares perto da ponta da Usina do Gasômetro parece meio exagerado. As torres comerciais estarão numa região onde não atrapalham muito a vista, já que ninguém pára na rodoviária para apreciar a paisagem, mas no Gasômetro é diferente. Outra coisa: a cidade realmente precisa de mais um shopping? Não seria mais lógico incentivar os turistas do futuro cais a gastarem seu dinheiro no comércio do Centro, em vez de criar concorrência?

De qualquer modo, é apenas um projeto, provavelmente divulgado pelo desgoverno Yeda para ver se desvia a atenção do caos que se instalou no Piratini e da suspeitíssima compra da mansão. Difícil acreditar que sairá do papel, porque vai gerar muito descontentamento em muita gente e grande parte do apoio ao governo estadual foi carbonizado com as últimas crises. A população, então, não pode ver Yeda nem pintada de ouro. O modo obscuro como foi feita a seleção do projeto também não ajuda em nada. Inépcia política típica dessa gestão tucana.

Caso de polícia

21:26 | 27/06/08 | Rodrigo Alvares

É sempre bom quando somos queridos pelo público. Mas o senhor Políbio Braga não precisava disso e terá de se explicar. Sempre levamos ferro e nunca fizemos qualquer tipo de ameaça, tanto física como jurídica:

1)

De: POLIBIO BRAGA (polibiob@plugin.com.br)

Enviada: quinta-feira, 26 de junho de 2008 21:50:22

Assunto: Pedido

Rodrigo,

Podes me mandar teu endereço e teu telefone. Quero te enviar um livro que escrevi, intitulado “Ahú: diários de uma prisão política”. Acho que vais gostar.

Te li,hoje. Tens permitido um contraditório interessante.

Polibio Braga”

******************************

2)

De: Rodrigo Alvares
Enviada: sexta-feira, 27 de junho de 2008 22:12:03
Para: POLIBIO BRAGA (polibiob@plugin.com.br)
Assunto: RE: Pedido

> Não, obrigado. Não tenho o costume de dar detalhes da minha vida para desconhecidos que me enviam e-mails para minha caixa pessoal. Ademais, já tenho muitos livros na pilha. Mas valeu pela oferta. Defina “contraditório interessante”, por favor.

Rodrigo Alvares
www.novacorja.org”

******************************

3)

De: POLIBIO BRAGA (polibiob@plugin.com.br)
Enviada: sexta-feira, 27 de junho de 2008 22:32:48
Assunto: RE: Pedido

Eu vou te achar, cara. Não adianta te esconder. Algum amigo teu vai abrir a boca e contar para onde foste depois que saíste da Cauduro, da Coletiva, da Folha…

Polibio Braga”

******************************

4)

De: POLIBIO BRAGA (polibiob@plugin.com.br)
Enviada: sexta-feira, 27 de junho de 2008 22:32:49
Assunto: RE: Pedido

Avisa os teus quatro amigos da equipe e ao responsável pelo lixo, o Valdevino, que todos vão me enfrentar no campo que escolheram. Vamos ver se consigo enfiar vocês todos na cadeia, se o juiz ajudar. No tribunal, segunda-feira, tu, seu calhorda, e teus amigos, terão a oportunidade de provar o que escreveste. E não vai adiantar a ajuda do PT. Vai pedindo ajuda aos advogados do PT, ao Raul Pont e ao Adão Villaverde, teus amiguinhos.

Polibio Braga”

******************************

Boa sorte, Políbio. Mas acho que na segunda-feira quem vai estar com problemas na Polícia vai ser tu. O e-mail da Plugin até me deixou com dúvidas, mas não creio que exista outra pessoa com essa conta que manda suas colunas para O Informativo do Vale e para a Intelog. Para completar, respondeu para o e-mail do blog:

De: Rodrigo Alvares
Para polibio.braga mostrar detalhes 20:46 (37 minutos atrás) [pol03.jpg]

Olá Políbio,

gostaria de saber se foi mesmo o senhor quem me enviou esse e-mail cujo printscreen está anexado.”

******************************

De: POLIBIO BRAGA
Para: mim mostrar detalhes 21:18 (6 minutos atrás)

Senhor é a nona ! Fui eu, sim;quem mais seria ?
Polibio Braga

******************************

Clica na imagem abaixo para ver os printscreens dos emails:

polibiobragaameaca1a.jpg

VoLLta, Bu$atto

20:49 | 25/06/08 | Rodrigo Alvares

Nota da coluna de Sonia Racy no Estadão de hoje. Antes tarde do que nunca, mas ainda assim à frente da mídia bovina e do Prefeito Soneca:

Pulando muro

“A musa do Congresso Manuela D’Ávila ‘roubou’ o marqueteiro do prefeito José Fogaça, candidato à reeleição em Porto Alegre. Juliano Corbelini - que foi presidente da UNE pelo PT e coordenou a vitoriosa campanha de Fogaça em 2004 - vai trabalhar com a agência baiana Layout.”

Porto Alegre virou uma favela. E vai piorar

19:04 | 24/06/08 | Rodrigo Alvares

niver.jpg

Também estão convidados todos os carroceiros que atravancam as ruas da cidade, as crianças de rua que aprenderam malabares em oficinas de inclusão social e não saem das sinaleiras porque a rua é um espaço lúdico - como uma secretária da Juventude declarou ao Estadão, em 2004 -, os camelôs que dominam o centro, as máfias das cooperativas de llixo, os engenheiros que compraram alvarás para construções irregulares - como a Igreja Universal - e, por último mas não menos importante, toda a tigrada que se instalou a mando do PT como uma verdadeira quadrilha nas seções do Orçamento Participativo.

Bip! Bip! Tsunami de lama a caminho

0:41 | 12/06/08 | Marcelo Träsel

Para não ser pego de surpresa com as implicações das declarações de seu ex-secretário de Governança e agora ex-chefe da Casa Civil, Cézar Bu$atto, o Poeta mandou instalar um sistema de alarme contra fenômenos naturais extremos na capital Bovina. Espera-se que o alarme soe com antecedência suficiente para que o peemedebista possa se refugiar por mais 16 anos em Brasília — onde aliás o clima é melhor para compor canções elogiando o pôr-do-sol do Guaíba.

Quer dizer, isso se alguém se lembrar que ele existe e resolver investigar.

Eia, Pé-de-paaano

15:00 | 13/05/08 | Leandro Demori

Ai como eu queria morar na capital do pudê. Nos últimos anos, 80 dos 80 prefeitos petistas que passaram por Porto Alegre prometeram substituir as carroças puxadas por cavalos sub-nutridos, que fazem coleta de lixo reciclável na Bovilândia, por carrinhos elétricos. Em Neverland-DF, os tais carrinhos já foram comprados, como se pode ver aqui na fota.

Foto: Wilson Dias/ABr
carrinhos_papeleiros

Enquanto isso, no Bovinão, até colunista de jornal anda fazendo bico de carroceiro.

Foto: ZH
santana_papeleiro

Mas, como gaúcho é melhor em tudo, vá lá: com fé na consciência ambiental dos bovinóides, nosso Poeta Fogaça espalhou pela cidade as indestrutíveis lixeiras “oh my god, they killed Kenny!”.

Montagem sobre foto de Ricardo Giusti/PMPA
lixeiras_kenny
Daddy?

Há tantas que dia desses quase tive a perna decepada por uma.

Em plena campanha

15:16 | 05/05/08 | Rodrigo Alvares

Foto: Cristine Rochol/ PMPA
imagem26565.jpg
“Tua batata tá pronta, prefeito”