Dose diária de demência – segunda-feira – 12/06/06

0:02 | 13/06/06 | Walter Valdevino

- Que saco, deusdocéu – Finalmente o PMDB decidiu não apoiar formalmente nenhum candidato à presidência. Fica livre, assim, para fazer as coligações que bem entender nos estados, dando apoio nacional a Lula informalmente. Simon decidiu acabar com a palhaçada e abriu mão da candidatura. O único impedimento era Marotinho, que poderia insistir na candidatura. Mas a Folha informa, hoje, que Marotinho deixará o PMDB, vai entrar para o Partido Social Cristão (PSC) e retornar em julho ao cargo de supersecretário (Governo e Coordenação) do Estado do Rio, chefiado pela mulher, Rosinha Matheus.

- Brasileiro é tudo analfabeto – O PSDB, preocupado com o fato de que ninguém no país consegue pronunciar o nome de seu candidato à presidência, decidiu mudar TUDO. Agora é GERAAAALDO PRESIDENTE.

- Advogado de bandido – Eis que aparece um ex-cliente de Márcio Thomaz Bastos dizendo que enviou grana para o ministro no exterior. Já ouve uma investigação pra lá de furada. Obviamente, Bastos nega tudo.

- Agora, só resta a mesada do pai usineiro - PT suspende salário de R$ 6.500 de Bruno Maranhão.

Postado por Walter Valdevino, 0:02, 13/06/06, na(s) categoria(s) Dose diária de demência. Você pode acompanhar os comentários deste post através do feed RSS 2.0. Deixe um comentário ou coloque um trackback em seu site.

Comente