Mais polêmica na Câmara Municipal!

12:49 | 21/06/06 | A Nova Corja

O vereador João Antonio Dib (PP) encaminhou à prefeitura de Porto Alegre pedido de providência para que as faixas de segurança, no município, sejam feitas em blocos de concreto. Conforme Dib, esse tipo de sinalização poderá substituir a tradicional pintura sobre o asfalto. Com essa iniciativa, argumenta o vereador, também haverá maior agilidade na mudança de local, se necessário. O tema, polêmico, deve enfrentar resistências. Que venha o debate! Para contribuir com a discussão, A Nova Corja conversou com o vereador sobre o assunto:

A Nova Corja – Como os blocos de concreto substituiriam a pintura?
Dib – Serão blocos de concreto com corante permanente, preto e branco.

A Nova Corja – Que vantagens isso traria para a cidade?
Dib – Economia, durabilidade.

A Nova Corja – O senhor afirma que seria mais fácil transportá-las. Me parece que, sendo blocos de concreto, ficaria mais difícil.
Dib – Blocos podem ser utilizados tal como se fosse um calçamento em paralelepípedos. Passíveis, portanto, de serem removidos.

A Nova Corja – De onde o senhor tirou essa idéia?
Dib – Fiz uma experiência quando fui Secretário Municipal de Obras e Viação. A faixa ficou implantada por mais de dez anos na Avenida Borges de Medeiros. Quando foi asfaltado aquele trecho da Borges, também a faixa de segurança em concreto foi coberta, apesar de apresentar ainda excelente estado de conservação. Não sei se existem em outros lugares.

A Nova Corja – O senhor não acha que seria mais importante fazermos uma campanha forte para que os motoristas da cidade respeitem as faixas?
Dib – Sem nenhuma dúvida. Mas não pode, entretanto, ser um fato isolado, posto que é meu entendimento que a localização de muitas das faixas de segurança deve ser reexaminada.

A Nova Corja – O senhor já teve problemas para atravessar em faixas de segurança?
Dib – Não.

Postado por A Nova Corja, 12:49, 21/06/06, na(s) categoria(s) Porto-alegrenses. Você pode acompanhar os comentários deste post através do feed RSS 2.0. Deixe um comentário ou coloque um trackback em seu site.

11 comentários para “Mais polêmica na Câmara Municipal!”

  1. Walter diz:

    Idéia mais demente do universo.

  2. Patricio diz:

    multa resolve 98% dos problemas de trânsito.

  3. Cy diz:

    Talvez eu não tenha conseguido imaginar direito essa tal faixa de segurança, mas… de concreto?! Como os carros passam sobre ela?

  4. GBRL diz:

    Mas que muitas faixas precisam ser trocadas de lugar, isso precisam.

  5. Rodrigo diz:

    A carroça que esse vereador puxa deve passar pelos blocos numa boa.

  6. träsel diz:

    a última pergunta foi a melhor. muito bom, brust.

  7. JJ diz:

    Replace(”faixa de segurança”,”faixa de pedestre”)

  8. A Nova Corja » Blog Archive » Muay Thai x Vereadores de Porto Alegre diz:

    […] na Câmara. Nem todos os vereadores, no entanto, engoliram o puxão de orelha. O decano da Casa, João Dib (PP), aproveitou um aparte para repreender a atitude do estrangeiro, depois de sua […]

  9. Praia de Xangri-Lá » Blog Archive » Muay Thai x Vereadores de Porto Alegre diz:

    […] na Câmara. Nem todos os vereadores, no entanto, engoliram o puxão de orelha. O decano da Casa, João Dib (PP), aproveitou um aparte para repreender a atitude do estrangeiro, depois de sua […]

  10. Novas do Estado-Babá petista | Implicante diz:

    […] com o pequeno discurso de quatro minutos sobre criancinhas, como explicou o decano da Casa, João Dib (PP): – Ele não estava trajado convenientemente. Eu não merecia ter a atenção chamada […]

  11. Jackson diz:

    Esqueceu de comentar que o vereador João Dib levou um tiro nas pernas e não mal consegue caminhar com o auxílio de muletas.
    Ele já foi prefeito, e vejam o que fez em 999 dias:
    “duplicação das avenidas Baltazar de Oliveira Garcia e Sertório, a modernização do Hospital Pronto Socorro, a implantação de 66 quilômetros de rede de água, 25 quilômetros de rede de esgoto e a construção de 65 escolas e 2,4 mil habitações populares”
    Fonte, wikipedia: http://goo.gl/s036y

Comente