Uma vez Pê Tê, sempre Pê Tê

14:38 | 07/05/08 | Walter Valdevino

Do G1:

‘Virei a página’, diz novo presidente do TSE sobre PT

Depois de atuar como militante do PT durante 18 anos, o novo presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Carlos Ayres Britto, disse nesta quarta-feira (7) que “virou a página”.

Em sua primeira entrevista coletiva após tomar posse, na terça-feira (6), Ayres Britto contou que, apesar de não ter fundado o PT, entrou no partido por causa de duas “bandeiras” que foram hasteadas e, para ele, permanecem norteando a legenda: a democracia e a ética política [kadghsakdjhasda].

ayresbritto1.jpg
Pê Tê joinha (Foto: Gervásio Baptista/ABr)

Ayres Britto esclareceu, no entanto, que resolveu “virar a página” ao ser indicado para uma vaga de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), em 2003. Ele foi indicado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O ministro ressaltou que nenhum juiz pode ter preferência partidária.”

Tags: , , , ,

Postado por Walter Valdevino, 14:38, 07/05/08, na(s) categoria(s) Petistas. Você pode acompanhar os comentários deste post através do feed RSS 2.0. Deixe um comentário ou coloque um trackback em seu site.

7 comentários para “Uma vez Pê Tê, sempre Pê Tê”

  1. Guillermo diz:

    “nenhum juiz pode ter preferência partidária.” Putz… esqueceram de dizer isso ao ex-presidente do Supremo, amigo do DEMO…

  2. Fróid diz:

    Esqueceram de dizer isso pra todos eles……

  3. Paulo diz:

    Guillermo = leitor assíduo dos blogs chapa vermelha! ops, branca!!

    “duas “bandeiras” que foram hasteadas e, para ele, permanecem norteando a legenda: a democracia e a ética política.”

    Faltou negrito em PERMANECEM NORTEANDO A LEGENDA.

    Nesse trecho ele demonstra bem a preferência partidária dele.

    Pensando bem, NEGRITO NO TEXTO TODO DJÁ.

    Só me preocupa uma coisa: o “ex-presidente do Supremo, amigo do DEMO”, como disse o Pê Tê Guillermo, era um dos que tinha uma visão mais “advanced”. Adeus tenéti.

  4. gg diz:

    Na foto, Carlos Ayres Britto assina com o dedão na cerimônia de posse.

    Indagado, alegou que, devido aos seus laços com os movimentossociasorganizadosedemocráticos, preferiu assim fazer, num gesto simbólico, para mostrar que a Justiça não se distancia dos pobres e analfabetos do país.

  5. Paulo diz:

    gg = melhor comentário…

  6. coelho diz:

    Assisti hoje à uma sessão do STJ, por mera curiosidade. Tratava-se de uma ação contra o sr Ciro Nogueira. Creio ser esse o nome do réu. Reconheço que sou absolutamente leigo nessa àrea, mas ainda como leigo, era visível que a argumentação do brilhante ministro Marco Auélio Mello era inquestionável. Ainda assim … demorou para o ministro Carlos Ayres Britto se convencer e enfim mudar seu voto.
    Fiquei contente por perceber que a minha avaliação sobre o debate estava correta. Mas que demorou, demorou.

  7. A Nova Corja » Blog Archive » Campanha na tenéti (zzz….ronc…zzz…) diz:

    […] Rodrigues, na Folha de S. Paulo de hoje, cita o presidente do T$€, o ex-petista Ayres Britto, um dos poucos que entendeu mais ou menos a tenéti (grifo$ […]

Comente