Jornalista Felipe Vieira processa A Nova Corja - parte I

12:47 | 25/03/09 | A Nova Corja

Como você está cansado de saber já deveria saber há muito tempo, essa coisa de Tran$parência não combina muito com a cultura bovina. Mas A Nova Corja tenta contrariar esse hábito demencial que toma conta do nosso grande pasto.

Portanto, todos os processos que são movidos contra integrantes (ou ex-integrantes) deste blog merecem um destaque especial ali na coluna da direita. Tudo público e bem tran$parente, como o universo deveria ser.

Também é algo altamente aconselhável para que us puliça saibam quem procurar caso aconteça algum “acidente” (tropeçar e cair de alguma ponte, esse tipo de coisa…) com alguém que teve ou tem relação com o blog, amigos, familiares, gatos, cachorros etc.

Desta vez, integrantes e ex-integrantes do A Nova Corja estão sendo processados pelo jornalista gaúcho Felipe Vieira, âncora do jornalismo da Band RS.

No processo, Felipe Vieira discorre sobre constrangimentos que estaria sofrendo por causa de posts publicados há quase um ano neste blog. A queixa-crime, por injúria e difamação, é dirigida contra Rodrigo Oliveira Alvares, Leandro Demori, Walter Valdevino Oliveira Silva, Mário Camera e Jones Rossi.

As alegações são praticamente as mesmas utilizadas pelo jornalista e advogado Polibio Braga no processo criminal contra Walter Valdevino (confira toda a história aqui), que foi rejeitado por INÉPCIA*.

* INÉPCIA, segundo o tiu Huáis:

Substantivo feminino

1. Falta de inteligência; estupidez, imbecilidade
2. Qualidade, caráter do que é inepto; incapacidade
3. Ação ou fala absurda, incoerente, confusa; despropósito, disparate
4. Rubrica: termo jurídico.

. Característica da petição inicial, denúncia ou queixa que, por não atender às exigências legais ou por ser contraditória, é rejeitada pelo juiz, não produzindo os efeitos previstos

. Burrice, estultice, estultícia, estupidez, estupideza, hebetismo, idiotice, idiotismo, imbecilidade, inaptidão, incapacidade, ineptidão, necedade, nescidade, palurdice, parvoíce, parvulez, parvuleza, patetice, sandice, tarouquice, toleima, tolice, tontice;

Polibio foi condenado a pagar as custas processuais (R$ 950,00) e R$ 500,00 em honorários (ainda não pagou). O processo cívil continua.

O jornalista Felipe Vieira tem como advogados Norberto Flach (OAB/RS 25.889), Alexandre Masiero Bittencourt (OAB/RS 58.314) e Fernanda D’Oliveira Bataiolli (OAB/RS 68.770). Flach é defensor, entre outros, do Rei Roberto Carlos e do ex-secretário-geral do governo do Estado do Bovinão, Delson Martini, citado por Flavio Vaz Netto e Antônio Dorneu Maciel como apaziguador de ânimos na disputa pela roubalheira no DETRAN-RS.

Bittencourt defendeu, entre outros, a empresa SP Alimentação e Serviços LTDA, envolvida no “desvio de mais de R$ 5 milhões em verbas públicas federais e municipais na licitação e no contrato para fornecimento de merenda escolar” no município de Canoas (RS), na esteira das Operações Solidária e Rodin, da Polícia Federal. Segundo a Justiça, o processo tem como interessados diretos Chico Fraga e Marcos Ronchetti, respectivamente ex-secretário de governo e ex-prefeito de Canoas.

A inicial do processo criminal movido pelo jornalista Felipe Veira você pode ler na íntegra, em pdf, clicando aqui (tem quase 1 Mb o arquivo). Para facilitar a con$ulta no site do Tribunal de Justiça, o número do processo é 001/2.08.0084554-5 e está no 3o Juizado Especial Criminal do Foro Central de Porto Alegre.

Por fim, imbuídos mais uma vez do espírito $olidário e In$ub$tituível da transparência, informamos que a primeira audiência está marcada para o dia 30/03/2009, próxima segunda-feira, as 15h15, na rua Márcio Luis Veras Vidor, 10, 4o andar, sala 419.

Ah, sim… o “parte I” ali do título, como você já deve ter imaginado, significa que este é só o primeiro de vários posts. Tchau.

Tags: , , , , , , , ,

Postado por A Nova Corja, 12:47, 25/03/09, na(s) categoria(s) Cara de pau, Demência moral. Você pode acompanhar os comentários deste post através do feed RSS 2.0. Deixe um comentário ou coloque um trackback em seu site.

137 comentários para “Jornalista Felipe Vieira processa A Nova Corja - parte I”

  1. Tiele diz:

    Felipe Vieira = curso, leituras e “conhecimentos” (será?) JOGADOS FORA. INÚTEIS.
    Aposentadoria URG.

    EU APOIO A NOVA CORJA.

    Fora bandidági.

    Abra$$o o móndo.

  2. Luís Felipe diz:

    interessante a origem dos advogados.

    minha pergunta: por que Felipe Vieira não rebate às acusações no mesmo foro, o blog?

  3. João diz:

    Lembro que o Flach era advogado da NET (RBS), trabalhava contra os piratas de TV a cabo, era também professor de Direito Penal da PUCRS.

  4. GBRL diz:

    Quanta chinelagem.

  5. Nitrium diz:

    Bom, não dá para esperar muito mesmo de quem apresenta um programa com o Diego Casagrande.

  6. Pellizzari diz:

    Bem, pelo menos desta vez o processo não é ANALFABETO.

    Mas é coisa de BICHINHA CHORONA, óbvio.

  7. Marcelo Amorim diz:

    Não acho uma boa tática divulgar quem os advogados representam em outros processos. Seria o mesmo que culpar um médico por salvar a vida de um assassino. Advogado é profissional como qualquer outro, e todos têm direito à defesa.

    Daqui um pouco alguns comentaristas vão dizer que Roberto Carlos, Chico Fraga e Delson Martini fazem parte de uma quadrilha porque dividem o mesmo advogado.

  8. Moses diz:

    Lamentável.

  9. dante diz:

    amorim: e É uma tática? tem certeza?

    achei que fosse apenas uma informação.

  10. Luis diz:

    O boca mol da Band apresenta um telejornal diário que ninguém assiste porque é na hora da novela e agora quer fazer chamarisco usando a NC como escada. Deprimente.

  11. Carmencita de la Manzana de las Luces diz:

    Mas por que o nome do Träsel também não foi incluído entre os processados? Ele também era titular quase um ano atrás.

    A propósito, o locutor autor do processo não é aquele que já conseguiu pegar no sono na hora de locutar?

  12. marlon diz:

    adevogado não é “profissional como qualquer outro”. bá, mas não é mesmo.

    não li o pdf, mas - profundamente lamentável. meu UTMOST RESPECT aos integrantes desta corja pela coragem e pelo SACO de ter que passar por tudo isso.

  13. Carolina Maia diz:

    Estou adorando o processo. Tem um parágrafo magistral, ressaltando que nem é preciso pesquisar para saber do processo do Políbio Braga. E usa a palavra ENTREVERO. É muita informalidade numa peça judicial só.

    Acho que o Felipe Vieira se sentiu mais diminuído como jornalistão do que incomodado pelo “mensalinho”. Pode ver como ele destaca a acusação de irrelevância. Snif, snif…

    E a informação dos clientes dos advogados é importante sim - mostra em que nível ($$$) eles estão. Jornalista não é exatamente uma raça das mais ricas, como Felipe Vieira está pagando isso? Para pen$ar…

  14. Max Colorati diz:

    Ah. Bom!!! Agora entendi, Tiele. Não liga não, sou poeta e escritor, gente mentalmente lerda por natureza.

    Nunca ouvi falar deste tar de Philleep Viera!!!!

    Âncora??? da Band???? bom, nem sabia que ainda pegava esta tal de band. Pensei que já fazia coro com a TV Tupi e com a rede Manchete.

    EU APOIO A NOVA CORJA!!!!

  15. Max Colorati diz:

    “O boca mol da Band apresenta um telejornal diário que ninguém assiste porque é na hora da novela e agora quer fazer chamarisco usando a NC como escada. Deprimente.” (sic)

    ahahahahaha ahahahah ahahahaha

    O único jeito de aparecer é aqui!!!!! de carona na NC….

    ahahahahahahahahahahahahahaah ihihihihihihih uuhuhuhuhuh

  16. Tiele diz:

    Vou chamaGr um pessoal pGra me ajudaGr a pGrotestaGr contGra essa baGrbaGridade que estão fazendo com a nova coGrja. Pessoal nuas, de pGrefeGrência.

    Atenção: eu não tenho a língua pGresa. Me deixem.

  17. Carmencita de la Manzana de las Luces diz:

    o querelante colaciona notícias e informações

    Copiar. Colar.

  18. Tiele diz:

    *Pessoas nuas, OK?

  19. Andreas diz:

    O curioso disso tudo é o seguinte: ao processar a Nova Corja, o próprio Felipe Vieira cria um factóide que dá ainda mais repercussão e visibilidade às “injúrias” da quais ele se sente vítima.

    Pior ainda: ao dar esse grau de importância ao caso, Felipe Vieira abre espaço para mais questionamentos quanto à veracidade de tais “injúrias”. Se ele tivesse simplesmente ignorado o caso, teria dado um “tapa de luva” na Nova Corja e se mantido totalmente isolado de desconfianças e questionamentos.

    E ninguém lembraria que ele estava citado no referido post (até então, a grande “estrela” do caro era o Políbio Braga).

  20. Milton Ribeiro diz:

    Felipe Vieira é um imbecil completo. Que piada.

    Dá para assistir a audiência?

  21. MONJOLODUJ diz:

    “Seria o mesmo que culpar um médico por salvar a vida de um assassino. Advogado é profissional como qualquer outro, e todos têm direito à defesa”.

    Boa piada.

  22. Leonardo diz:

    Andreas, isto só mostra uma coisa: naum intendeu a ténéti.

  23. Anderson Passos diz:

    O “Chilique” Vieira, como é conhecido pelos produtores que já trabalharam com ele, processando a Nova Corja? Ah, perdão, eu tou com uma preguiça de ler os autos. Bem, se os argumentos forem os mesmos do Polibium, me tirem os tubos e chamem a Dercy e a Clodovéia para me levar para o túmulo. Bem, se a moda pega, faltam mais dois ou três da confraria do “Banco Imobiliário” a processar a Corja. A saber: Menrenguelski, Bighouse e aquele advogado gremista da Farsul…Medo, muito medo…

  24. Paulo diz:

    “…seu bastante procurador”?!? Entendo que o termo está correto, mas o português do mundo advocatício é BIZARRO.

  25. marlon diz:

    Tiele:

    concentração da ALA FEMININA do protesto na minha casa.

    hfajksdfhak

  26. Luís Felipe diz:

    Andreas, daí a minha pergunta: por quê não responder ali mesmo, no blog dele?

    Eu lembro o caso Nassif-Mainardi-Janaína Leite. Quando Nassif atacou Janaína Leite e recebeu uma violenta resposta no blog dela e do amigo dela (cujo nome não lembro), perdeu total a credibilidade que tinha adquirido com o dossiê Veja.

    Se o cara realmente se sente mal com tudo aquilo, vai lá e responde. Até a Nova Corja está fazendo um favor para o Felipe Vieira ao publicar o processo, pois está publicando os argumentos que o cara têm - até agora, os argumentos dele são totalmente desconhecidos.

  27. João diz:

    Amorim: não tive essa pretensão ao citar outro cliente do devogado, somente quis mostrar a qualificação ($$$) do mesmo.

    Andreas: vc tem razão… fui direto lá no site do cara verificar os anunciantes: DAER e FARSUL, se não me engano, entre eles.

  28. Camilo diz:

    http://img510.imageshack.us/img510/206/felipeemoferta.jpg

    n. é. feiq.

    PRO$$E$$O! PRO$$E$$O.

    (e ainda faltam 3 meses para eu terminar de pagar ANC :~~).

    Ojud ojrnalistasinhso metiod a experto so para ganhar recusrsos.

  29. Tiele diz:

    marlon: fechado. enviarei requisitos por e-mail.

    Camilo: DGÊNIO supremo! ajsdahsvds. morro.

  30. Juca Brito diz:

    “e todos têm direito à defesa”

    Todos deveriam ter direito a uma defesa honesta. Do jeito que algumas delas (=[todas-1]) são conduzidas - melhor seria dizer perpetradas - acho que Sua Eminência, o doutíssimo Senhor Doutor Advogado de defesa poderia perfeitamente compartilhar a pena com o réu, talvez com um ou dois agravantes por cima do lombo.

  31. Nova Corja é processada mais uma vez | träsel/blog diz:

    […] Nova Corja está sendo processada mais uma vez. Desta feita, o reclamante é o jornalista Felipe Vieira, âncora da BandRS. Reproduzo […]

  32. alex diz:

    Dos antônimos de inépcia apresentados, do que mais gostei foi palurdice. É uma palavra que tem a cara dos membros da velha corja.

    E.T.: Acho que o boca-mol é meio Dãããhhh

  33. Tiele diz:

    DOUTÔÔÔÔô!

  34. André diz:

    Sei lá , vai ver o Trasel ficou de fora pq é professor da PUCRS ….

  35. vAZ Bisneto diz:

    vou ler no blog do trasel que é mais legal.

  36. zeleandro diz:

    “Paga ingressos do seu bolso. Sempre no câmbio negro. O colorado, que foi ao Japão ver o Inter sagrar-se campeão do mundo, já é chapa dos cambistas.”

    Quando crescer, quero ser jornalista. Salários milhardários, viagens inesquecíveis e, o mais importante, NUNCA PREOCUPAR-SE COM OS PREÇOS, porque isso é coisa de pobre.

  37. É uma máfia! « Interpretando diz:

    […] feito em seu blog Ponto de Vista, chegou a vez do jornalista Felipe Vieira, do Grupo Bandeirantes, processar o blog A Nova Corja, que já fora processado por Políbio Braga, que escreve para a Rede […]

  38. Gustavo diz:

    Troço chato. Cansou.

  39. Redator diz:

    Jornalista é engraçado. Quando escreve algo de alguém (governo, por exemplo) e é repreendido ou sofre um processo, reclama que é a “liberdade de imprensa”. Agora, quando outro jornalista escreve sobre jornalista ae eles acham ruim. Mete bala NC

  40. Caue diz:

    Recomendo fortemente a leitura do pdf:

    “…As ofensas alcançavam até mesmo a dimensão de importância do trabalho do querelante em sua página na internet, que é tachada de ‘irrelevante’ e indigna da publicidade de governo alegadamente recebida.
    Desnecessário seria maior digressão sobre o caráter gravemente difamatório de tais imputações…”

    “… ressalve-se que não esteja em discussão o direito dos querelantes de se manifestarem e expressarem o seu pensamento e as suas opiniões…”

    Enfim, né. Inépcia.

  41. Diogo diz:

    Bom.

    Para uma coisa o processo serviu: vim tomar conhecimento da existência do jornalista Felipe Viera.

    Porque acompanho o blog a mais de uma ano, e esses posts que o estariam constrangindo me passaram tão desapercebidos, mas tão desapercebidos, que nem os arquivei no HD cerebral.

    Até o momento.

    Portanto, de minha parte, pode se sentir constragido, SÓ AGORA, Felipe Vieira.

  42. André diz:

    Technorati no Felipinho ! Mesmo com três horas e pouco de exposição no Grupo Band ( AM , FM, TV) não tem um décimo da audiência desta corja em seu blog .

  43. André diz:

    zeleandro diz:
    16:15, 25/03/09

    “Paga ingressos do seu bolso. Sempre no câmbio negro. O colorado, que foi ao Japão ver o Inter sagrar-se campeão do mundo, já é chapa dos cambistas.”

    Quando crescer, quero ser jornalista. Salários milhardários, viagens inesquecíveis e, o mais importante, NUNCA PREOCUPAR-SE COM OS PREÇOS, porque isso é coisa de pobre.

    Mensalinho bovino ???

  44. adso diz:

    ah
    nao creio
    ele processou por causa da avaliação do blog dele?
    surreal

  45. Marcelo Oliveira da Silva diz:

    Faltou dizer o que exatamente desagradou o Felipe Vieira nos comentários da Nova Corja. Que abrir 1MB de processo pra descobrir isso é fosco, pouco tran$parente.

  46. Camilo diz:

    @vAZ Bisneto: “vou ler no blog do trasel que é mais legal.”

    ATÓRON: http://www.trasel.com.br/garfada/

    CORRÃO PRA LA

  47. Max Colorati diz:

    Daí, já viram o vídeo da Abelha Rainha. Falando sobre o chefa. Achei bom…. Claro que tem de dar um desconto pois vem da RBÇ….

    http://www.clicrbs.com.br/blog/jsp/default.jsp?source=DYNAMIC,blog.BlogDataServer,getBlog&uf=1&local=1&template=3948.dwt&section=Blogs&post=163347&blog=218&coldir=1&topo=3951.dwt

  48. Migosrs diz:

    camposadv tem alguma coisa a ver com campus do vale?

  49. Migosrs diz:

    como outro já disse: adoro posts assinados pela Nova Corja.

  50. Migosrs diz:

    complementando o Nitrium: eu sempre achei o Diego Casagrande mais centrado com o PoDeR. acho que ele proce$$ar seria muito óbvio.

  51. Francisco Luz diz:

    Cacete, eles não desistem?

    O brabo é pensar que, daqui um mês, o BIBO NUNES pode fazer o mesmo.

  52. claudia diz:

    Marcelo Amorim,

    os mais antigos diziam, que, quando havia um crime e o réu contratava o escritório do Lia Pires ou o do Amadeu Weinmann, ali poderia ter coisa!!!
    Por quê? Porque eram [são] advogados muito caros e que tinham condições de prestar um serviço à “altura” do necessitado.

    Claro que se tratava de tagarelice popular, quem afirma se o réu é culpado ou não é a Justiça.

    O que está se mostrando no blog, é que o Felipe Oliveira quer intimidar os réus, ao escolher escritório caríssimo para representar os seus interesses. E que esse pessoal tem equipe para ir fuçar a lei, tem [trocentos estagiários, por ex.]. Assim, pode ser que “sobre” alguma pena para os acusados. Está aí a peça acusatória de 1 mega pra provar o saramaleque que é escrever sobre “eu não gostei da tua opinião ao meu respeito, por isso te processo”.

    Como é o caso do WU: é processado pela sua opinião, o que é um baita ato de censura!!! E, ainda por cima, parte de colega de profissão!!!

  53. Luis Fernando diz:

    Acompanhei o caso do Políbio contra vocês e a Petição Inicial era
    muito ruim.
    Já a do Felipe “boca mole” “lingua plesa” viera tá bem fundamentada.
    O entrevero pampeano vai ser divertido.
    O que deve ter indignado o cara foi a insignificância do blog do vivente.
    O cara é um mala.
    Não dá para aguentar a dupla, Felipe e diego, na Band News de manhã.

  54. Gustavo Nunes diz:

    Quem é Políbio Braga? Ele não pagou ainda? A justiça não mandou ele pagar? BARRABAAAAAAZZZZZZZZZZ!!!

    E, por sinal… Felipe Vieira não é aquele xarope, chatonildo, que vive tendo chilique? Aquele que dormiu quando tinha que fazer locução? Que numa dupla com Diego Casagrande faz como nos filmes… Ou seja, eu sou o bonzinho… você faz o cara mau…

    Penso que há dedo governamental ni$$o…

    Contudo, é bom que façamos uma bela recepção lá no dia, ao Chilique Vieira, quem sabe algumas perguntas sobre o caso para publicarmos em blogs…

  55. Rodrigo Veleda diz:

    Manda o teu advogado tocar um Herrera-Ulloa vs Costa Rica (http://www.corteidh.or.cr/docs/casos/articulos/seriec_107_esp.pdf) e que a queixa do seu Vieira vai pro espaço sideral.

  56. Fábio Carvalho diz:

    Luiz Felipe,

    Gostaria de salientar que a reportagem publicada pela Folha de São Paulo no dia 7 de outubro de 2005, assinada pela Janaína Leite, contém informação falsa. A jornalista assinou outras matérias, inclusive no ano de 2006, onde repetiu a informação falsa.

    Minha suspeita surgiu ao comparar matérias publicadas por O Globo e pela própria Folha de São Paulo dias antes, em 2 de outubro de 2005. A juíza Márcia Cunha de Carvalho teve contra si dossiê distribuído em redações da grande imprensa após decidir contrariamente ao interesse do banco Opportunity. A magistrada acusou, publicamente, um lobista do banqueiro de tentar subornar seu marido, que é advogado. Seu marido teria gravado a conversa, aliás. Janaína Leite, ao que parece, reproduziu trechos desse dossiê, sem correta e necessária checagem de fatos.

    Em 2008, o Opportunity foi condenado a pagar 100 mil reais de indenização à magistrada. Cabe recurso à decisão. Por ocasião dessa condenação, mantive contato com o ombudsman da FSP, Carlos Eduardo Lins e Silva, solicitando esclarecimento para a evidente contradição entre as matérias publicadas nos dias 2 e 7 de outubro de 2005 (entre outras reportagens; todas as matérias que continham a informação falsa eram assinadas por Janaína Leite).

    Recebi a resposta, em 16 de dezembro do ano passado, assinada pela Direção de Redação da Folha de São Paulo, que ora reproduzo [colchetes por minha conta].

    “O grupo Opportunity questionou a imparcialidade da juíza Márcia Cunha para julgar o processo que o envolvia. Segundo a assessoria do TJ, o Conselho de Magistratura examinou o recurso do banco e se declarou incompetente para examinar o caso, encaminhado-o para o Órgão Especial - foro adequado para analisar questões disciplinares e administrativas [matéria de 2/10/2005]. No órgão especial, a ação foi arquivada. O problema da reportagem questionada [7/10/2005] é afirmar, em off, que o Conselho de Magistratura havia encontrado indícios de que a juíza não havia escrito a sentença questionada e por isso encaminhou a ação ao Órgão Especial. Não há nada no processo legal que sustente tal afirmação. O Conselho se julgou incompetente e encaminhou o questionamento para o órgão competente, o que não significa que tenha aceitado a tese da parte queixosa. O órgão competente arquivou a ação. A reportagem sustentou uma informação em off, que se mostrou incorreta. O jornal tem feitos esforços para que seus jornalistas usem informações anônimas com parcimônia, sempre ouvindo ao menos três fontes diferentes, como prega o Manual da Redação.”

  57. claudia diz:

    Ops! Errei: É FELIPE VIEIRA!!!
    :-)

  58. elen diz:

    Fábio Carvalho,

    A Janaína Leite é aquela jornalista que aparece nas escutas falando com o Daniel Dantas que tinha dado um jeito no turco?

    Parece que ela saiu de fininho de cena, quando tudo o que o mascate falou dela acabou se confirmando.

  59. Fiona Drexter diz:

    […]O processo cívil continua. […]

    Não entendo nada de Diretio, mas não é CÍVEL?

    Crível,
    Incrível e
    Irascível
    a lei cível.

    O Felipe não deveria ter feito isso, pois 1. ele não é o Políbio; 2. ele pode perder o emprego; 3. eu tô precisando de um; e 4. eu vejo ele em péssimas condições ali na Calçada da Fama, com a camiseta do timão e uma corja petista.

  60. Fiona Drexter diz:

    Max Colorati diz:
    “O boca mol da Band apresenta um telejornal diário que ninguém assiste porque é na hora da novela e agora quer fazer chamarisco usando a NC como escada. Deprimente.” (sic)

    Segundo fontes, ele tem umas batatas nos cantos das bochechas, à Poderoso Chefão com o algodão (era algodão aquilo?). Eu acho que ele fala é com a boca cheia, mesmo. Mas eu não vou ridicularizá-lo aqui, imagina: pelo visto é leitor voraz da NC: vai que me processa? ui.

  61. Träsel diz:

    Ora, vejam onde eu andei jantando e tirem suas próprias conclusões sobre o motivo por que não fui incluído no proce$$o:

    http://trasel.com.br/garfada/?p=796

    No mais, o Felipe Vieira deveria ler esse blog:

    http://www.thestreisandeffect.com/

  62. André diz:

    Primeiro link do Trasel : “Sorry, you are looking for something that isn’t here” .

  63. Träsel diz:

    It’s there now.

  64. André diz:

    Caiu a ficha agora …

  65. Atilio diz:

    Essa gente acha que pode escrever sua pelegagem sem ninguém nunca contrariar? Concordo muito com o Luis Felipe: era preciso que Vieira discutisse suas contrariedades construindo e apresentando argumentos e expondo-os etc. Apelar para a Justiça, no caso, não significa empenho em manter o debate em nível democrático, pelo contrário, evidencia fuga covarde de discutir os pressupostos da covardia do jornalismo que se faz aqui nesse estado.

  66. Tadeu diz:

    Não entendo muito bem essa postura da NC.

    Vcs falam o querem (e têm direito a isso) e estão sujeitos a serem processados. Normal. Ao falar de pessoas num veículo de comunicação com acesso livre, certamente haverá pessoas que se sintam ofendidas.

    Vcs fazem isso e colocam os leitores de vcs (que adoram uma PATRULHA) indignados com algo que não conhecem.

    No mais, vcs acham que nenhum advogado deve aceitar defender os interesses desse jornalista? O Estado de Direito não vale para ele? As vezes vcs são muito sensacionalistas meio facistas até.

    Publicar o nome dos advogados, fazendo ligação aos seus clientes foi uma atitude infantil. Como falei, é pq vcs acham que algum prifisisonal deve se negar a defender qualquer um deles?

    POderia falar mais, mas agora aguardarei o linhamento da PATRULHA.

  67. Ariela diz:

    Olha, Tadeu, não tenho nada contra processo, é uma ferramenta importante como você mesmo disse. Mas tem abuso da alegação de “danos morais” e “difamação” nestas histórias todas. E isso, além de atravancar a Justiça, está deixando muita gente com medo de abrir a boca. Deixa a gente coma sensação de que “tudo pode” (roubar, matar destruir), menos adjetivar/classificar ou opinar sobre alguém.
    Acredite: jornalista processar jornalista por danos morais e difamação soaria deveras estranho há 10 anos.

  68. van diz:

    prifisisonal é um profissional seasonal, só atua alguns meses no ano. No resto descansa pois ninguém é de ferro.

  69. Ariela diz:

    E que o lôca do Barrionuevo também entrou esta semana (mais uma vez) na fila dos processados. Disse ele: “Não quero mais saber de ser jornalista! As condenações judiciais impedem que haja liberdade de imprensa no Rio Grande do Sul”.

  70. adso diz:

    Bom, é meio óbvio que eles querem acoar vocês.

    Mas eles perceberam uma coisita: o popô só ficou conhecido depois que processou vocês.

  71. Ariela diz:

    Ainda bem que sou inimputável: ouço vozes e tenho amiguinhos imaginários. Ufa! até que enfim, isso serve para alguma coisa.

  72. cristiano diz:

    o loco fez um resumão tão bacana da ‘querelada’ q ficou bom de ler!
    ma q baita choradeira do phelipe!

  73. Tadeu diz:

    van sempre com seus comentários inteligentes de uma mulher moderna e bem sucedida. Uma das lideres da patrulha do linchamento. 24 hrs monitorando a internê.

    “Mas tem abuso da alegação de “danos morais” e “difamação” nestas histórias todas” - Pelo que conheço de direito, quem deve achar isso é o juíz no Processo. Por isso que inventaram aquela coisa de DEVIDO PROCESSO LEGAL, CONTRADITÓRIO, AMPLA DEFESA. Essas coisas que nos diferenciam de uma tribo aborigene.

    Sem bem que é Rio Grande do Sul, talvez os aborigenes sejam um pouco mais evoluídos.

  74. adso diz:

    só uma dúvida (não entendo muito de direito, mas…):

    quanto ao polibio braga: ele ter entrado como inépcia não torna possível voces processarem o cujo por abuso do judiciário, ou má fé, ou sei lá o que?
    já ouvi falar disso, mas não sei se se aplica.

  75. Roger diz:

    Realaxa. Pela qualidade da petção, vem outra inépcia por aí.

  76. J. Bravo diz:

    Tadeu, vou te dar uma luz (nunca comentei aqui, hoje é o dia):

    Vcs falam o querem (e têm direito a isso) e estão sujeitos a serem processados. Normal. Ao falar de pessoas num veículo de comunicação com acesso livre, certamente haverá pessoas que se sintam ofendidas.

    Correto. E, depois disso o blog continua tendo o direito de publicar as coisas. Pelo que entendo, e sou leitor há anos, é uma filosofia deles, tornar as coisas públicas. Acho isso sensacional e revolucionário para um país onde as coisas são feitas por baixo da mesa.

    E outra, vamos combinar: jornalista que processa jornalista é patético. Isso é só UM ponto. O cara tem rádio, TV e blog. Pode mandar email pra nova corja que tenho certeza que publicaria, mas não, ele não quer nada claro, nada público, logo, vai pra Justiça. Só faltou pedir segredo de justiça. De novo, patético. E pela inicial ele não está pedindo retratação em mesmo espaço, como é o praxe de se fazer em imprensa. Então, o que essa gente quer? Deixar as coisas claras é que não é, só querem é acossar, ao meu ver.

    Vcs fazem isso e colocam os leitores de vcs (que adoram uma PATRULHA) indignados com algo que não conhecem.

    Bem, posso te garantir que tem muito leitor que sabe o que fala aqui. Falo por mim e pelo meu ambiente de trabalho.

    No mais, vcs acham que nenhum advogado deve aceitar defender os interesses desse jornalista? O Estado de Direito não vale para ele? As vezes vcs são muito sensacionalistas meio facistas até.

    1. Não vi nenhuma opinião do blog de que não deve defender. Ali está uma informação, clara e precisa, sobre quem são os advogados. A Nova Corja sempre fez isso aqui e não sei por que não faria desta vez.

    2. Alguns “clientes e interessados” tem relação direta com a prefeitura de Canoas e a máfia do Detran. E é SUPOSTAMENTE desses lugares (entre outros) que viria o dinheiro para pagar esses jornalistas. A prefeitura de Canoas, inclusive, tinha banners institucionais em quase todos esses blogs e sites, retirados depois do escândalo da merenda. Interessante, não? Agora pense por um minuto por que desta vez você tem mais uma chance.

    Publicar o nome dos advogados, fazendo ligação aos seus clientes foi uma atitude infantil. Como falei, é pq vcs acham que algum prifisisonal deve se negar a defender qualquer um deles?

    Conforme exposto acima.

  77. Tadeu diz:

    J. Bravo,

    Primeiro agradeço sua luz ela realmente mudou minha vida.

    Vou te dar mais uma chance para pensar também:

    1.
    “Correto. E, depois disso o blog continua tendo o direito de publicar as coisas. Pelo que entendo, e sou leitor há anos, é uma filosofia deles, tornar as coisas públicas. Acho isso sensacional e revolucionário para um país onde as coisas são feitas por baixo da mesa.”

    Também acho que é esse o mérito da NC. Que continuem assim. Vida longa ao NC. Ninguém falou em perder o direito de publicar algo no blog ou não ser transparente, Não coloque uma afirmação dessas onde não existe. Ser processado por alguém não quer dizer que você seja culpado. Qualquer um tem acesso ao judiciário. O que falo é que do mesmo jeito que eles tem esse direito de livre expressão garantido pela nossa Constituição (art. 5º - passa lá iluminado) estarão sujeitos a serem demandados judicialmente por quem se sentir ofendido. Entenda J. Fiat Lux Bravo, não estamos entrando no mérito da questão, sobre quem está certo e quem está errada. Estamos falando de garantias constitucionais de se expressar e de responder por isso caso alguém se sinto ofendido.

    Agora, se existe um código sereto entre jornalistas dizendo que não podem se processar, aí é problema sexual e corporativistas só deles (da classe).

    2.
    “Bem, posso te garantir que tem muito leitor que sabe o que fala aqui. Falo por mim e pelo meu ambiente de trabalho.”

    Vc trabalha na CEEE?

    3.
    “Não vi nenhuma opinião do blog de que não deve defender. Ali está uma informação, clara e precisa, sobre quem são os advogados. A Nova Corja sempre fez isso aqui e não sei por que não faria desta vez.”

    Continuo achando que publicar o nome dos advogados serviu apenas para fins de linchamento moral por parte da Patrulha de Comentaristas.

    E tem aquela de um advogado que num fim de expediente de muito calor convida o colega: “Vamos tomar allguma coisa”, no que o outro responde: “Vamos, de quem?”.

    Advogados são criaturas do mal e sem ética que comem criancinhas no almoço.

    4.
    “Alguns “clientes e interessados” tem relação direta com a prefeitura de Canoas e a máfia do Detran. E é SUPOSTAMENTE desses lugares (entre outros) que viria o dinheiro para pagar esses jornalistas. A prefeitura de Canoas, inclusive, tinha banners institucionais em quase todos esses blogs e sites, retirados depois do escândalo da merenda. Interessante, não? Agora pense por um minuto por que desta vez você tem mais uma chance.”

    Só por isso ele não poe contratar um advogado?

    Mais uma vez, não entro no mérito da questão, mas sim na bateção de bumbo por causa disso.

    Tchau, Iluminado.

  78. Tadeu diz:

    E hoje estou na patrulha também. Jornalistas que são acho que a FONTE apropriada para achar o conceito de inépcia não seria o amigo Huais, mas sim o Código de Processo Civil, acessível a qualquer cidadão ainda mais com o advento da internet, onde, lá pelo seu art. 300, nos diz que a petição inpeta é aquela com defeito insanável. Pode ser um defeito formal até. Esse negócio de burrice, estupidez, não é matéria regulada pelo CPC.

  79. Fábio Carvalho diz:

    Elen,

    Sim, é a jornalista Janaína Leite que aparece em áudio com Daniel Dantas. Isso não faz dela uma criminosa. Não mesmo. Revela, pois, que ela o tinha como fonte. De minha parte, não curto campanhas difamatórias. Mesmo. As tintas do Nassif são do Nassif. Chamá-la de mentirosa contumaz, como ele fez, é over, na minha opinião. As tintas da Janaína Leite são da Janaína Leite. Insinuar vantagem indevida numa renegociação de dívida homologada pela Justiça também me parece over.

    Eu não os conheço. E detesto esse Grenal, onde leitores (incautos?) se alinham à revelia de fatos e argumentos. Eu me interessei pela contenda quando rolou o rebu na blogosfera e pelo silêncio com que a Folha de São Paulo trata o caso até hoje. Penso que Janaína Leite tem uma defesa importante: ela tinha chefes (no caso, o editor imediato é o do caderno DINHEIRO). E isso é relevante, sim.

    Eu fiz um levantamento de várias matérias, dela e de outros repórteres da Folha, que cobriram a perda de controle do Opportunity sobre a Brasil Telecom. Encontrei contradições nas reportagens, indício de informação falsa, mas não deixei de pontuar essa defesa da Janaína. Remeti o texto, com endereços eletrônicos abertos, à Janaína Leite, ao Nassif e ao Gravataí Merengue.

    O Nassif editou trechos do meu levantamento num capítulo d’O Caso Veja, decerto porque corroborava algumas de suas assertivas. A Janaína Leite não se manifestou. Gravataí Merengue, aparentemente, não viu nenhuma contradição e ficou a ajustar trechos da defesa que havia feito de Janaína Leite (ele falava em informações públicas oriundas da Justiça Fluminense e no furo da Janaína, que teria trazido a suposta decisão unânime do Conselho da Magistratura). Um juiz federal, comentador de outro blog, deu uma detonada no Gravataí - com razão, aliás.

    O ocorrido foi o seguinte:

    A FSP, no dia 2/10/2005, informou, mencionando como fonte a assessoria de imprensa do TJ/RJ, que o Conselho da Magistratura havia se declarado incompetente para julgar o caso. Ouvido, o Opportunity disse desconhecer o suposto lobista Eduardo Rascowski. A juíza Márcia Cunha de Carvalho já havia acusado, publicamente, esse suposto lobista de oferecer polpudo contrato de honorários advocatícios ao seu marido (da juíza), que é advogado. Essa matéria está assinada pela sucursal do Rio. Dias antes, O Globo havia furado a Folha com a denúncia da juíza.

    Não tenho dúvida de que foi feito um dossiê desabonador contra essa juíza. Há muitas evidências disso, inclusive no pergunta-e-resposta que Janaína Leite faz com a magistrada (publicado em 7/10/2005). Reproduzir dossiês, sem verficar informações, é, como diria Alberto Dines, “jornalismo fiteiro”. Ou mau jornalismo.

    No dia 7/10/2005, Janaína Leite, enviada especial ao Rio de Janeiro, informa uma decisão unânime do Conselho da Magistratura. O Conselho haveria, segundo a reportagem, encontrado indícios de que a decisão contrária ao interesse do Opportunity não era da autoria da juíza Márcia Cunha de Carvalho. Essa informação colide FRONTALMENTE com a que foi publicada no dia 2/10/2005 na própria Folha! Porque a competência é a primeira prejudicial a ser avaliada pelo Conselho da Magistratura, segundo regimento interno disponível na internet. Nesse mesmo dia, ouvido, o Opportunity disse que Eduardo Rascowski prestava serviços ao banco. Ou seja, o banco mentiu para a Folha de São Paulo no dia 2. E a Folha? Nem tchuns.

    Por fim, penso que essa briga de jornalistas é véu, ou café pequeno, ressalvada a possibilidade de articulação criminosa. Existem coisas muito maiores, Elen, corrupção grossa - que talvez dependa de articulações dentro da imprensa, não estou certo disso. Mas eu não acho ser coincidência o vazamento da Operação Satiagraha (que permitiu a Daniel Dantas ingressar com HC preventivo) ter sido publicado pela Folha de São Paulo no dia 26 de abril de 2008. Nesse dia, a manchete do jornal foi, justamente, a fusão da BrOI. Com dinheiro do BNDES. Uma operação ilegal, pois o plano de outorgas da Anatel foi modificado para permitir essa fusão. Não acho que a repórter Andréa Michael seja criminosa. Não mesmo. Sei que ela tem editores. No caso, o editor imediato é o do caderno DINHEIRO.

    A decisão de publicar o vazamento, portanto, foi do jornal (Por que “furar” uma investigação policial que envolve Daniel Dantas? Quem vazou a operação? Bob Fernandes, do Terramagazine, dá pistas no dia 8 de julho de 2008). Por outro lado, as informações levantadas pela repórter Andréa Michael estão corretas, não há manobra ou informação falsa ali.

  80. EU diz:

    Que tanta discussão imbecil.

    Quero ver vocês terem a coragem de encampanhar a campanha

    FALA PEDRO SIMON!!!

    Quero ver, quero ver…

  81. Max Colorati diz:

    Ariela.

    Então também sou inimputável….

  82. J. Bravo diz:

    J. Bravo,
    Primeiro agradeço sua luz ela realmente mudou minha vida.

    De nada.

    Entenda J. Fiat Lux Bravo, não estamos entrando no mérito da questão, sobre quem está certo e quem está errada. Estamos falando de garantias constitucionais de se expressar e de responder por isso caso alguém se sinto ofendido.

    Sim, e? A nova corja fala, é processada e publica o processo. Por mim, tudo normal. Não entendi onde você quer chegar.

    Agora, se existe um código sereto entre jornalistas dizendo que não podem se processar, aí é problema sexual e corporativistas só deles (da classe).

    Não existe um código, só acho coisa de jornalista patético. Antes de mais nada você pode se defender sozinho, tem condições técnicas e os meios para isso. Depois, pode entrar em contato com quem “te ofendeu”, no caso este blog. Mas não, fazer isso traria a discussão à tona e mostraria que esses caras, bem, talvez não tenham mesmo como se defender.


    Vc trabalha na CEEE?

    Não, mas bem lembrado: a CEEE também patrocinava alguns desses blogs. A valores altos. Blogs, como bem sabido, com audiência ínfima. Mas tudo bem, não é mesmo? Quer dizer, o dinheiro está lá, vamos usar.


    Continuo achando que publicar o nome dos advogados serviu apenas para fins de linchamento moral por parte da Patrulha de Comentaristas.

    Bem, aí é o que você acha ou o que eu deixo de achar. A postura, no entanto, é coerente com tudo o que este blog sempre faz, publicando tudo, deixando tudo muito claro.

    Advogados são criaturas do mal e sem ética que comem criancinhas no almoço.

    Eu tiraria a parte das criancinhas.

    “Alguns “clientes e interessados” tem relação direta com a prefeitura de Canoas e a máfia do Detran. E é SUPOSTAMENTE desses lugares (entre outros) que viria o dinheiro para pagar esses jornalistas. A prefeitura de Canoas, inclusive, tinha banners institucionais em quase todos esses blogs e sites, retirados depois do escândalo da merenda. Interessante, não? Agora pense por um minuto por que desta vez você tem mais uma chance.”

    Só por isso ele não poe contratar um advogado?

    Podem, repito, no post não diz que não podem. Mas se você não consegue ligar alguns pontos básicos nunca vai conseguir entender esse quebra-cabeça. Teimosia não vai te ajudar a entender como funciona todo esse esquema.

    Tchau, Iluminado.

    Tchau.

  83. J. Bravo diz:

    Jornalistas que são acho que a FONTE apropriada para achar o conceito de inépcia não seria o amigo Huais, mas sim o Código de Processo Civil, acessível a qualquer cidadão ainda mais com o advento da internet, onde, lá pelo seu art. 300, nos diz que a petição inpeta é aquela com defeito insanável. Pode ser um defeito formal até. Esse negócio de burrice, estupidez, não é matéria regulada pelo CPC.

    Não vou “patrulhar” e dizer que você usou má fé, só apontar que talvez você tenha pulado essa parte do post:

    “Característica da petição inicial, denúncia ou queixa que, por não atender às exigências legais ou por ser contraditória, é rejeitada pelo juiz, não produzindo os efeitos previstos”

    Ler é chato, mesmo, ainda mais na letra miúda.

  84. alex diz:

    “o dinheiro está lá, vamos usar” Mas este é o problema! E o dinheiro não é da CEEE! É nosso! E por que a CEEE precisa de propaganda se não concorre com ninguém? Dá prá comprar luz do concorrente? Vá catar coquinho!

  85. Tadeu diz:

    NC contratem o J. Bravo para defender vcs no processo. Bom e iluminado adEvogado.

  86. Tiele diz:

    Deprê isso aqui. Isso tudo! Pior do que minha gripe e febre! :/

    Da-lhe Grêmio!
    Adeo$.

  87. dante diz:

    tomo a parte de j. bravo e pergunto ao sr. tadeu por que ele chama os CIDADÃOS [grazie, roma] que aqui comentam de “patrulha do linchamento”.

    se o sr. gosta de ser roubado, ou no mínimo de não saber pra onde vai o seu dinheiro, o problema é seu. eu não me alimento de banners.

    de resto, consulte o dicionário.

    comece pela letra U, de universo.

    ***

    e o sr. felipe vieira, hein? gênio.

    melhor viral. eu nunca tinha ouvido falar desse sujeito.

  88. Lula Lelé diz:

    Eu, vai ler o rsurgente.

  89. Bozo diz:

    Tadeu,

    Uma pergunta…

    Já deu o teu…?

  90. Ariela diz:

    Acho que vou reunir os comentários deste blog e organizar num livrinho, venderá horrores na feira sob autoria de Danus Morais.

    Baterá David Coimbra.

  91. Juca diz:

    Mas é bem rostão esse Felipe Vieira! Jornalista processando jornalista é de uma demência INIMAGINÁVEL.
    AGUANTE Nova Corja.

  92. GBRL diz:

    A Ariela deu uma bela ideia.

  93. João Carlos Cembranel diz:

    Bom o “debate” entre o J. Bravo e o Tadeu, sendo que este, me desculpe, tem argumentos pífios.
    Relacionar os clientes dos advogados pelo blog beira a má-fé, com a devida desculpa, pois por óbvio que os clientes dos advogados não são só “aqueles”, se a intenção era ser o.b.j.e.t.i.v.o. e passar uma informação c.l.a.r.a., por certo que os advogados não patrocinam só “aqueles” clientes e sim outros.
    O blog pecou e grave ao fazer tal afirmação e deixar uma mensagem não-tão-subliminar, pois se fosse mais contundente, tipo: “Temos suspeitas e evidências que este processo é uma orquestração porque é patrocinado por tal e tal, belano e fulano, etc.”, não teria problemas, já que é direito de todos ter suspeitas, e suspeitar não é a mesma coisa que acusar. Mas da forma como foi feita, no ímpeto e sem a devida orientação e aconselhamento (bem coisa de radical da esquerda), vai ocasionar mais um processo de indenização (pelo escritório de advocacia, que com certeza não vai deixar barato) e provocar mais defecções na equipe deste blog.
    Afinal… não foi por causa desses processo e tal que o filósofo e o DEMORI se escafederam?
    Quem são os prejudicados? Vocês mesmos, e só vocês!
    Acham que alguém que lê e admira este blog vai mover um músculo para salvá-los ou auxiliá-los? No máximo um apoio “moral”.
    Eu, quando fecharem este blog, vou lamentar, mas entre um chimarrão e outro já acabarei esquecendo.
    Enfim… é a vida, e a vida é isso aqui mesmo.
    Abra$$o!!

  94. João Carlos Cembranel diz:

    PS: o blog vai acabar e nada das provas do PSOL, aliás, tais provas virão no dia de São Nunca!!!!!!!

  95. Carmencita de la Manzana de las Luces diz:

    Por que as pessoas falam aos Santos quando podem falar diretamente a Deus?

    Procure diretamente o PSOL. Ele tem a resposta.

    E se o blog fechar, é só abrir outro com outro nome.

  96. Marcelo Amorim diz:

    http://www.videversus.com.br/index.asp?SECAO=99&SUBSECAO=0&EDITORIA=14303

  97. Max Colorati diz:

    O Amorin? Até parece que você não conhece a peça. Esse cara aí tinha mais é que toma processo mesmo!

  98. Marcelo Amorim diz:

    Não dá pra entender esse preconceito contra advogados. Acredito que o pessoal aqui (alguns comentaristas) nunca recorreu a algum, ou nunca recorrerá caso seja processado, e se tiver dinheiro para pagar o melhor, não o fará. Hahaha

    Bom, o ideal mesmo seria não haver advogados, nem Justiça, pois tudo isso é uma criação do Estado burguês e só serve aos interesses da classe dominante. O povo é que deve julgar e condenar (condenar sempre e de forma bem rápida) aqueles que lutam contra a vontade popular, que é soberana.

    tá bom

    ah, não sou advogado

    Como eu já disse. Para acabar com qualquer suspeita de compra de jornalistas por estatais é só privatizar todas as empresas que estão agora nas mãos do governo.
    E tem gente que ainda chora a privatização da CRT e da Vale (ler rsurgente). Quanto maior o número de estatais, maior serão a corrupção, sobretudo nos países de cultura ibérica, como o nosso querido Braziu.

  99. Marcelo Amorim diz:

    Max Colorati

    Bom, então você concorda que o pessoal do Nova Corja seja eventualmente condenado a pagar uma baita indenização ao Felipe Vieira? Os dois processos não têm grandes diferenças.

  100. Marcelo Amorim diz:

    Eu sei que muitos consideram a Constituição uma construção burguesa que serve apenas para defender os interesses da classe dominante. Mas, concordem ou não com ela, é lá que estão as bases da nossa legislação.

    Dos direitos e garantias fundamentais
    Art 5º
    (…)
    IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;
    (…)
    IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença;
    (…)
    X - são invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas, assegurado o direito a indenização pelo dano material ou moral decorrente de sua violação;

  101. fernando diz:

    Tadeu == armando pinto

  102. Nitrium diz:

    Bom Marcelo, mas não acho que a questão é que ele não tem o direito de processar - pelo menos não vi esse questionamento de algumas pessoas sensatas aqui. A questão é que é um atitude attention-whore, medíocre - para dizer o mínimo.

  103. Diogo diz:

    Será que vai rolar um direito de resposta à la Leonel Brizola?

    Queria ver o contraponto do jornalista aqui.

    Seria hilário.

    Nova Corja má, feia e bobona!

  104. marlon diz:

    Cembranel,

    “não foi por causa desses processo e tal que o filósofo e o DEMORI se escafederam[?]”.

    não. eles têm uma coisa chamada VIDA, que não se restringe à Nova Corja (oduj).

    os dados sobre os adevogados e cliente estão disponíveis a qualquer um que acesse o processo. até onde sei, são públicos. não vejo como seja possível ser processado - e perder o processo - somente por colocar esses dados na internet, sem o menor juízo de valor.

  105. marlon diz:

    *como seria possível

  106. Diogo diz:

    “Burrice, estultice, estultícia, estupidez, estupideza, hebetismo, idiotice, idiotismo, imbecilidade, inaptidão, incapacidade, ineptidão, necedade, nescidade, palurdice, parvoíce, parvulez, parvuleza, patetice, sandice, tarouquice, toleima, tolice, tontice”

    E o pulso, ainda pulsa?

  107. Andreas diz:

    Eu vejo cada coisa aqui…

    Publicar o nome dos advogados, fazendo ligação aos seus clientes foi uma atitude infantil.

    Por que seria infantil? Se tais advogados defenderam tais clientes, qual é o problema de se dar visibilidade a esse tipo de informação? Eu só acharia “infantil” se essa informação fosse desnecessariamente ofensiva, o que não é o caso. Ora, a informação é verdadeira! Se isso eleva ou mancha a reputação de tais advogados, bom, isso não é problema da NC, e sim dos próprios advogados, não?

    Relacionar os clientes dos advogados pelo blog beira a má-fé, com a devida desculpa, pois por óbvio que os clientes dos advogados não são só “aqueles”, se a intenção era ser o.b.j.e.t.i.v.o. e passar uma informação c.l.a.r.a., por certo que os advogados não patrocinam só “aqueles” clientes e sim outros.

    Meu Deus! Mas qual é o problema de a NC ter listado somente “aqueles” clientes? Essa crítica é muito incoerente, sinceramente. Os caras chegam aqui dizendo que advogados podem e devem defender qualquer pessoa, gostemos dela ou não. Até aí, tudo perfeito, não há do que discordar. Mas depois acham “feio” ou “má fé” divulgar quem são os clientes dos advogados em questão, como se essa informação fosse quase uma calúnia, um tabu… Ora, afinal de contas, os advogados podem ou não podem defender quem eles bem entendem? Decidam-se, por favor.

    Não se pode impedir que advogados defendam seus clientes? Bom, da mesma forma, não se pode impedir que os blogueiros deem suas opiniões — sejam elas fundamentadas ou não — sobre qualquer coisa. O que importa são as consequências. Por exemplo:

    - É inegável que um advogado pode colocar sua reputação em risco ao defender um “cliente-falcatrua”. Isso é do jogo, não depende da NC e de nenhum blog. Isso é um risco que o próprio advogado assume ao aceitar defender esse tipo de cliente.

    - A mesma lógica, aliás, se aplica ao direito de expressar opiniões em blogs: a NC pode “se queimar” e até ser processada ao fazer acusações alegadamente injustas. Isso é do jogo - é um risco que a própria NC assumiu ao aceitar publicar aquele post.

    Paz no mundo.

  108. João Carlos Cembranel diz:

    A questão é exatamente esta: “- É inegável que um advogado pode colocar sua reputação em risco ao defender um “cliente-falcatrua”. Isso é do jogo, não depende da NC e de nenhum blog. Isso é um risco que o próprio advogado assume ao aceitar defender esse tipo de cliente.”
    EXATAMENTE ISTO.
    Pois é este juízo de valor que o “Andreas” postou que foi provocado, sucitado e motivado por pinçarem exatamente “aqueles” clientes.
    Uma vez perguntaram a um velho advogado: “E se te contratarem para defender o pior de nós, o que você faria, aceitaria ou, espero, recusaria a defesa?”
    E o velho advogado disse: “Eu aceitaria com muito prazer, mesmo sabendo que ele é culpado e digno da mais alta repulsa social”.
    - Mas por quê? perguntou estupefato o cidadão.
    - Porque se a lei e sociedade não permitir a defesa do pior de nós, o que sobrará para “o melhor de nós”?

    Por tais razões achincalhar com os advogados, equiparando-os com os clientes que eles defendem, é uma atitude muito triste e deveras repulsiva.

  109. Daniel Duende diz:

    Daniel Duende apóia esta Nova Corja. :)

    Em tempo: este auê todo pela citação dos nomes de alguns colegas do jornalista na clientela de seus advogados me parece muito estranho. Então os advogados não tem, como disse muito bem o João Carlos logo acima, a função de defender até mesmo “a pior das pessoas”? O que há de mau então em se citar os clientes “falcatrua” dos digníssimos advogados citados. Convencer um juiz da inocência de pessoas… como as citadas… pode ser visto até como um tributo à capacidade destes advogados. Ou será que eles se envergonham do que fizeram? Ou será que os comentadores que se melidraram com a citação destes clientes estão sofrendo de vergonha alheia?

    Temei, Nova Corja… o inepto processo movido pelo jornalista narcoleptóide está sendo levado em frente por advogados de aptidão confirmada, e com um fã-clube um bocado preocupado. ;)

    Mas eu continuo torcendo por vocês.

    Abraços do Verde.

    p.s. Parabéns ao colega Rodrigo pela indicação para blogar o G20. Quem é bom, alcança a marecida projeção. Quem é inepto, tem que processar os outros pra ganhar algum holofote…

  110. Thales Barreto diz:

    Só a titulo de curiosidade… A BandRS ta pagando BEM, ne? lembram do Caso do Záchia? agora o FV com dinheiro pra pagar OTEMOS advogados… É… Quero uma vaguinha na BAND!

    E concordo que Jornalista processar jornalista é falta de caráter.

    Abraços…

  111. outro Edson diz:

    Ô, Amorim, os casos Barrionuevo/Nova Corja são diferentes. Barrionuevo usou de “uma adjetivação eventualmente excessiva” ao falar de não-jornalistas e estes, por não terem o mesmo espaço de debate, o processaram. Acontece. Nem vou entrar no mérito, já que conheço muito pouco dos 80 processos que ele tem nas costas. A Nova Corja levantou uma suspeita sobre outro jornalista, alguém que, diga-se de passagem, tem muito mais espaço de resposta que a própria Nova Corja. Ele tem o direito de processar? Ninguém aqui diz que não. O que se discute aqui é a NECESSIDADE de um processo quando se tem amplo direito de resposta, não a sua LEGALIDADE. Mas é interessante o caso Barrionuevo entrar em pauta: as pessoas que sempre acharam que a liberdade de expressão estava sendo ameaçada no Rio Grande do Sul, quando cidadãos não-jornalistas estavam processando (e ganhando, diga-se) jornalistas, agora tentam, mesmo que veladamente, defender que jornalistas processando jornalistas é uma coisa normal. E não estou falando do Amorim, fique claro.

  112. el barto diz:

    o que esses caras precisam (braga, vieira e outras porcarias quetais) é levar uns belos de uns laçaços no lombo pra deixarem a hipocrisia de lado. falam e escrevem as m#$@$#@ que escrevem e não querem troco? como diria a hebe, “graxinha…”.

  113. Quaresma diz:

    A coisa engrossou, ao contrário do advogado Popô, o nobre causídico da vez pelo menos conseguiu os endereços para promover a citação dos réus. Mas por ser um escritório grande, é possivel que quem tome conta do processo seja um estagiário ou advogado jovem que venha a fazer alguma cretinice.
    No mais, preparem as provas pq cabeça de juiz e desembargador é algo além da compreensão humana. Até porque, apesar de algumas melhoras, ainda num tenderam tenéti.

    Quanto a discussão sobre os advogados, sim as pessoas tem o direito de buscarem sua defesa, mas os advogados não são tão respeitáveis assim. Muitas vezes as pessoas entram ou seguem no processo por que o advogado mete pilha, mesmo sabendo que o coitado vai perder ou que com um acordo resolveria melhor a situação. Entrar na justiça deveria ser o último recurso.

  114. Träsel diz:

    FREE UNGARETTI:

    http://www.rsurgente.net/2009/03/jornalistas-tem-alergia-critica.html

  115. Celso Roth diz:

    Pelo menos a equipe foi aguerrida e conseguimos os três pontos na partida de ontem.

  116. prof jack diz:

    seria interessante vcs colocarem um link desse post da nova corja no qual ele se baseia no processo. só pra ter uma ideia…

  117. Juca Brito diz:

    Por tais razões achincalhar com os advogados, equiparando-os com os clientes que eles defendem, é uma atitude muito triste e deveras repulsiva.

    Se essa foi para mim, exijo retratação! Eu disse que alguns advogados deveriam compartilhar a pena com o seu cliente, mas com agravantes! Em outras palavras, não equiparei ninguém.

    Mas é claro, se o advogado não incita ninguém ao perjúrio, se não inventa falsidades, se não forja álibis, se não combina histórias inverídicas com o seu cliente, se não tenta distorcer deliberadamente a lei com interpretações fantasiosas, se não abusa de expedientes de caráter meramente protelatórios, se não tenta confundir e desinformar o juri com recursos teatrais, se, sabendo da culpa de seu cliente, concentra-se apenas em possíveis e reais atenuantes, enfim, se age pelo menos no patamar absolutamente mínimo de honestidade e ética, então acho que a sua existência e atuação é totalmente íntegra e legítima. E, nesse caso, evidentemente, não merece compartilhar a pena com o cliente.

  118. Cahê Gündel Machado diz:

    Sou aluno do Prof. Norberto Flach na PUC. Dizer, em tom de galhofa, que ele defende Delson Martini é estupidez, até porque nada foi provado contra ele. Ou para vocês a lei não passa de mero formalismo? A liberdade de imprensa é garantida, mas nem por isso pode-se acusar sem provas - a menos que você seja do P-SOL. Se o que vocês escreveram for tipificado como crime, serão punidos. Se não, seram inocentados, como ocorreu no processo do Políbio Braga. É fácil ficar na frente do PC escrevendo besteira, caluniando outras pessoas. Veremos como vocês se sairão nessa.

  119. Juca Brito diz:

    Responda rápido:

    O que é um Professor Doutor no Brasil?

    (a) docente com PhD
    (b) técnico de futebol formado em direito

  120. A Nova Corja » Blog Archive » Jornalista Felipe Vieira processa A Nova Corja - parte 1,5 diz:

    […] será postada a “Parte 2″ sobre o processo movido pelo jornalista e âncora da Band RS, Felipe Veira, contra integrantes e ex-integrantes da Nova […]

  121. Ariela diz:

    GBRL, esta seria uma ação beneficente, e a faríamos, se a Corja liberasse.
    Claro que serei linchada pelos comentaristas em praça pública, por causa de uma edição rigorosa.
    O lucro seria em prol do pagamento dos honorários do advogado de um camarada aí – e dos futuros advogados, quem sabe.

  122. Praia de Xangri-Lá » Blog Archive » Jornalista Felipe Vieira processa A Nova Corja - parte 1,5 diz:

    […] será postada a “Parte 2? sobre o processo movido pelo jornalista e âncora da Band RS, Felipe Vieira, contra integrantes e ex-integrantes da Nova […]

  123. adso diz:

    Cahê:
    Nós sabemos que tem MUITA GENTE no Brasil que pode fazer o que bem quiser que jamais será condenado a absolutamente nada.

    Naquela boa tradição grega:
    Se a boa política é a desinstitucionalizada, a boa justiça idem.

  124. Thiago de Medeiros diz:

    “O que mais preocupa não é o grito dos violentos, dos corruptos, dos desonestos, dos sem caráter, dos sem ética. O que mais preocupa é o silêncio dos bons.” M.L.K.

    Grande Abra$$o

  125. Andreas diz:

    Pergunta objetiva (por favor, respondam também com objetividade:

    - Por que relacionar os advogados com seus respectivos clientes, sejam eles quais forem, configuraria um “achincalhamento”?

    Agora uma pergunta objetiva ao João Carlos Cembranel:

    - Por que relacionar os advogados justamente aos seus “piores” clientes seria justificativa para, nas tuas próprias palavras, “ocasionar mais um processo de indenização (pelo escritório de advocacia, que com certeza não vai deixar barato) e provocar mais defecções na equipe deste blog”?

    Ah, um comentário sobre o teu último post (em que tu me respondeste): Ora, se os advogados estão assim, dotados de tão nobre motivação ao defender o “pior dos clientes”, fazer a relação que a NC fez não deveria ser motivo de orgulho para os advogados em vez de revolta?

  126. Elton diz:

    Pode colocar um hyper-link no trecho “posts publicados há quase um ano neste blog”? Queria ler os posts…

  127. Modesto Fortuna diz:

    Cahê:

    Antes de mais nada, sugiro aprender português, se pretende ser advogado. A grafia correta do verbo Ser no futuro é “serão”.

    Quem viu galhofa na listagem dos clientes do Sr. Noberto Flach foi você. Ou não é verdade que ele defendeu o Martini e que o Martini foi “citado por Flavio Vaz Netto e Antônio Dorneu Maciel como apaziguador de ânimos na disputa pela roubalheira no DETRAN-RS.”? Vaz Netto podia até estar mentindo, mas que falou, falou. Ser inocentado pela Justiça não apaga automaticamente a memória das pessoas nem os fatos passados.

    No mais, essa reação dos bacharéis à transparência diz muito mais sobre a mentalidade advocatícia do que a própria listagem dos clientes.

  128. Camilo diz:

    Elton, se joga:

    http://www.novacorja.org/?p=3876
    http://www.novacorja.org/?p=3908

  129. João Carlos Cembranel diz:

    ANDREAS: agora estou ocupado, mas vou estudar no final de semana e se conseguir elaborar uma resposta dentro dos padrões de qualidade exigidos, eu posto na terça antes de ir ver Brasil x Peru no Beira Rio.
    Qualquer coisa me dá teu endereço que te mando a resposta com um livro.
    Abra$$o!

  130. Bozo diz:

    Mas e o Tadeu, Deu ou não deu?

    Abra$$o

  131. Como a mídia tenta calar a mídia. Blog Ponto de Mídia, do professor universitário e repórter fotográfico Wladymir Ungaretti, é processado por “Ronaldo Bernardi, funcionário da RBS”. « Relatividade diz:

    […] a equipe do Blogue Nova Corja que passa por algo semelhante, ainda que, vá levando com bom humor (Jornalista Felipe Vieira processa A Nova Corja - parte I). Vale a […]

  132. Grande mídia segue processando blogues (Economia Solidária RS/Post 419) « Economia Solidária/RS diz:

    […] a equipe do Blogue Nova Corja que passa por algo semelhante, ainda que, vá levando com bom humor (Jornalista Felipe Vieira processa A Nova Corja - parte I). Vale a […]

  133. Arthurius Maximus diz:

    O problema desses caras é que se acham donos da verdade. Inclusive constroem suas imagens assim. Ao serem apanhados com as calças na mão; tentam calar a voz que os expõe judicialmente.

    Resta saber se o Judiciário não se prestará a mais uma palhaçada, caso o pessoal daqui tenha razão, e não julgue o mérito da “celebridade” como foi feito no caso do Flit Paralisante; quando o blogueiro-delegado sequer foi ouvido no processo em que foi censurado liminarmente.

  134. Praia de Xangri-Lá » Blog Archive » BESTUNTO DE TV BANDALHA ESPANCA GEOGRAFIA diz:

    […] estava corretíssimo”. Para quem não sabe, o Sr. Vieira é o mesmo que ficou dodói com uma postagem do blog Nova Corja e resolveu apresentar uma “queixa-crime” contra os blogueiros, […]

  135. Moacir Moreira diz:

    As elites estão oferecendo um péssimo ensino de Direito aos seus prepostos.

    Temo que a classe dos advogados deva ser uma das menos confiáveis para o público consumidor, ao lado dos jornalistas, médicos e engenheiros.

  136. Lucas Galli diz:

    Felipe Vieira, seja homem!

  137. Monsueto Araujo de Castro diz:

    MOVIMENTO NACIONAL PELA VALORIZAÇÃO DO VOTO – MONAV
    Na luta contra a fraude e a corrupção eleitoral

    VOTE BEM - OS DEZ NÃOS

    1º - Não deixe de votar, valorize o seu voto

    2º - Não vote contrariando a sua opinião, o seu voto é secreto

    3º - Não vote para contentar parentes ou amigos, escolha o melhor candidato

    4º - Não venda o seu voto, garanta a sua liberdade de escolha

    5º - Não troque o seu voto por favores, o seu voto é livre e soberano

    6º - Não vote sem conhecer a capacidade e o programa do candidato

    7º - Não vote sem conhecer a competência e o passado do candidato

    8º - Não vote sem conhecer o caráter do candidato, o seu voto merece respeito

    9º - Não deixe nenhuma pesquisa mudar o seu voto, use de sua firmeza

    10º - Não vote em candidato com Ficha Suja, deve ser Ficha Limpa

    ESCOLHA BEM NA HORA DE VOTAR

    Site: http://www.monav.com.br
    Email: contato@monav.com.br

Comente