Rumo a Londres

12:58 | 29/03/09 | Rodrigo Alvares

Entenda como a crise afeta cada país do G20 (BBC)

g20lula.jpg

Tags: , , , ,

Postado por Rodrigo Alvares, 12:58, 29/03/09, na(s) categoria(s) Cri$e econômica. Você pode acompanhar os comentários deste post através do feed RSS 2.0. Deixe um comentário ou coloque um trackback em seu site.

33 comentários para “Rumo a Londres”

  1. van diz:

    Protecionismo? O Brasil deveria se fechar em copas, isso sim e esperar a marolinha tsunami passar.
    Todas essas declarações bombásticas do nosso iluminado só servem para nos expor, cada vez mais ao ridículo.
    Os governantes brasileiros se tivessem um pingo de bom senso deveriam aproveitar a recessão para arrumar a casa e educar o povo.

  2. Carmencita Freifrau von Fernsehglotzen diz:

    Eu falei que há muita maldade neste mundo!

    Os bancos usurários criam empréstimos vultosos e as pessoas não têm mais como pagá-los. Agora os próprios bancos experimentam um pouco do resultado da sua própria usura.

    E quem paga pela ganância desmesurada dessa gente é quem menos dinheiro tem.

    Acho que vou dançar um tango hoje.

    Verás que todo es mentira.
    Verás que nada es amor,
    que al mundo nada le importa.
    Yira… Yira…

  3. Sueli- Porto Alegre diz:

    A Carmencita me inspirou…

    Cambalache

    Letra e Música de Enrique Santos Discépolo

    Que el mundo fue y sera una porqueria,
    ya lo se;
    en el quinientos seis
    y en el dos mil también;
    que siempre ha habido chorros,
    maquiavelos y estafaos,
    contentos y amargaos,
    valores y dubles,
    pero que el siglo veinte es un despliegue
    de malda insolente
    ya no hay quien lo niegue;
    vivimos revolcaos en un merengue
    y en un mismo lodo todos manoseaos.

  4. João Carlos Cembranel diz:

    Contrariamente ao que a VAN disse, inobstante a gafe e até a falta de um diploma de nosso governante maior, que por sua vez não lhe é demérito (lembrem que Sarney com todos seus diplomas, galardões e marimbondos, levou o Brasil ao pior momento econômico e social de sua História!), nosso simples e experto Presidente está conduzindo muitíssimo bem o nosso país. Minha irmã vive na Itália, tenho amigos e conhecidos nos EUA, vou regularmente para Argentina e outros países próximo e posso afirmar, estamos muitissimo bem na foto, tanto que embora não seja petista vou orientar meus votos pela política econômica atual.
    E eu sou loiro de olhos azuis, insuspeito portanto, e posso afirmar sem sombra de qualquer dúvida que esta crise foi causada mesmo por “gente loira de olhos azuis”, ou seja, quem controla o mercado especulativo financeiro global, notadamente saxonicos, bretãos, nórdicos, americanos descendentes de europeus e, inclusive, prussianos, não sem dizer que, talvez, o próprio culpado por isso tudo seja o bom e velho capitalismo, num banquete antropofágico que levará a sua própria morte antes de 2011 - isso se não for salvo por seu filho bastardo: o “socialismo”!!

  5. Diogo diz:

    “Os donos do capital vão estimular a classe trabalhadora a comprar bens caros, casas e tecnologia, fazendo-os dever cada vez mais, até que se torne insuportável. O débito não pago levará os bancos à falência que terão que ser nacionalizados pelo Estado” Karl Marx - O Capital

    Bah, agora me deu MEDO do barbudo.

  6. Marcia Costa diz:

    Oi, blog legal o seu. Irei incluí-lo nos meus favoritos porque a liberdade é a melhor notícia que um jornalista pode oferecer ao seu público! Um abraço. Parabéns e sucesso!

  7. Carmencita Freifrau von Fernsehglotzen diz:

    Fotos podem sofrer efeitos de Photoshop. Muitas vezes, quem vê acredita.

  8. Marcelo Amorim diz:

    Diogo
    Esse trecho não faz parte d’O Capital. Marx nunca previu crise desse tipo. Ele previu crises de superprodução, como as que aconteciam à sua época.
    Esse texto está rodando a internet como se fosse de autoria do Marx, mas não tem autor conhecido.

    Carmencita
    “Os bancos usurários criam empréstimos vultosos e as pessoas não têm mais como pagá-los. ”

    Bancos não “criam” empréstimos. As pessoas pegam dinheiro emprestado porque querem. Ainda mais que o governo americano estava praticamente obrigando os bancos a emprestar para pessoas menos favorecidas (imigrantes, negros pobres, latinos, etc…), conforme Community Reinvestment Act. Além disso, por meio das duas agências Fannie Mae e Freddie Mac, o governo vinha realizando uma espécie de “ação afirmativa” na área de crédito imobiliário.

    Cembranel
    Os presidentes do Merryl Linch e da Fanni Mae era negros. E o presidente do Citibank, indiano. Em Wall Street existem executivos de todas as cores e origens.

  9. Marcelo Amorim diz:

    Fannie Mae

  10. Marcelo Amorim diz:

    Aliás, Marx apenas deturpou dados disponíveis na época para escrever suas bobagens. Seria impossível ele prever uma crise desse tipo, visto que ele não era bruxo. Assim como ele não previu o estado atual da economia, no qual é difícil definir quem é proletário e quem é capitalista.
    Se você tiver seu dinheiro do FGTS investido na Vale ou Petrobrás, pode ser considerado capitalista, mesmo que também seja um metalúrgico assalariado da Gerdau.

  11. Diogo diz:

    Marcelo Amorim:

    Bah, então não leio mais jornal.

    Correio Riograndense mente.

  12. João diz:

    Amorim: você já oviu falar em figuras de linguagem? É algo muito simples de se entender…

  13. Andreas diz:

    Sou contra figuras de linguagem racistas.

  14. Carmencita Freifrau von Fernsehglotzen diz:

    As pessoas pegaram, sim, porque quiseram. Porque os bancos os haviam criado. Se não os houvesse, não haveria como pegá-los. Além do mais, há muito empurrismo desenfreado de produtos.

  15. Fábio Carvalho diz:

    Marcelo Amorim,

    Recomendo fortemente a matéria sobre o que os bancos aprontaram na Islândia e a repercussão disso naquele Estado (edição da Piauí de janeiro). Depois de privatizarem os lucros, estão socializando prejuízos; isso não está acontecendo só na Islândia, embora lá o resultado tenha devastado a economia do país, que já jogou a toalha e foi incluído no rol de nações “terroristas” pela Inglaterra. Não são raros os cidadãos da Islândia que compreendem, ainda que identificando a injustiça, a pecha de ladrões que lhes é atribuída.

  16. SBENTENAR diz:

    - O ÚLTIMO ESTÁGIO DO CAPITALISMO É O CAPITALISMO FINANCEIRO”. (Lênin, 1917).

  17. João Carlos Cembranel diz:

    Marcelo Amorin, ser Presidente não é ser dono, e você sabe muito bem disso. Essas pessoas que “não são” loiros de olhos azuis tem poder diretivo, mas a bem da verdade além de não serem donos das empresas são subordinados por um Conselho de Administração, este sim composto pelos “loiros de olhos azuis”, além de que, como bem sabes os proprietários são os do perfil exarado pelo Presidente Lula.
    Aproveito o gancho que tu deixaste para complementar que todas estas políticas financeiras de “aniquilação da carteira de crédito”, pois nos EUA simplesmente emprestaram para quem queria dinheiro emprestado sem analisar se o tomador de empréstimo tinha ou não condições de ter o crédito, foi motivada e construída na época da administração de Bill Clinto, um democrata tal qual Obama (!).

    Abra$$o!

  18. van diz:

    @ Cembra:” E eu sou loiro de olhos azuis, insuspeito portanto….”. Querido, vc. é o suspeito portanto.
    Manchete do New York Post do dioa 27 de março do corrente: ” WHAT A BRAZIL NUT” ‘Blame white bankers”, blast a Lula Lulu. ‘
    Essa é uma prova de como Lula, o iluminado, está “bem na foto”.

    Stanley O’Neal, presidente do Merryll Linch, no auge do sistema financeiro americano, era……NEGRO.
    Mas eu sou historiadora e não sei nada de nada. Tchau.

  19. FitoPlancton diz:

    Marcelo Amorim
    talvez, a Carmencita não esteja errada… e os bancos “criam” empréstimos sim. mas é só um talvez. http://www.zeitgeistmovie.com/

    e não, não é difícil definir quem é proletário e quem é capitalista malvado. um caldeireiro da Gerdau que tem uma grana do FGTS investido em alguma empresa, não é ‘dono dos meios de produção’…

    Marx foi um chato

  20. Gustavo diz:

    Que troço bem ridículo esse de querer defender o comentário do Lula, dizendo que ele “usou de uma figura de linguagem”.

    Eu sempre ouvi que “quem fala o que quer, ouve o que não quer”. Agora ele que aguente o rojão.

  21. Mauricio Azevedo diz:

    parabéns a este blog que eu não conhecia; acabei de saber que o blog existe lendo o http://www.comunique-se.com.br, onde se informa que será o único blog brasileiro credenciado à reunião do G-20, agora em abril, em Londres; estarei acompanhando a novidade, e torcendo para um bom resultado

  22. van diz:

    Não adianta criar UM bode expiatório.

  23. Carmencita Freifrau von Fernsehglotzen diz:

    “usou de uma figura de linguagem”

    Uma figura de Rohrschach.

  24. van diz:

    “Marx foi um chato.”
    FitoPlancton, seu statement me lembrou Nietzsche que disse “Plato was a bore”.
    Cada um vê o chato na medida da sua própria chatice.

  25. Andreas diz:

    Queria saber se a Nova Corja pretende criar um perfil no Twitter ou qualquer outro meio de acompanharmos o G-20 em “tempo real” (expressão meio sem sentido, essa).

  26. FitoPlancton diz:

    e fala o martelo… da van

  27. Caligaris diz:

    Estou à base de calmantes…agora entendo o que a pobre Maria Antonieta passou…sem croissants no petit dejeuner, sem champan, sem Ciroc.
    Já aderi à lista Free Eliana…são absurdos em cima de absurdos, a onda vermelha se esparrama e atravessará o Atlãntico. É o prenúncio do fim.

  28. van diz:

    Fito, sorry mas não foi pessoal.

  29. Marcelo Amorim diz:

    Fito (desculpe a intimidade hehehe)

    Então um acionista não é dono dos meios de produção? Se eu tenho ações da Vale, eu tenho parte da propriedade da empresa, eu recebo parte dos lucros da Vale. Segundo Marx, eu exploro a mais-valia dos trabalhadores da Vale, e sou, portanto, um capitalista. (mais-valia = trabalho não pago = lucro, segundo Marx).
    Não se pode criticar Marx por não ter previsto isso. Pois, como eu já disse, ele não era um bruxo. Na época dele, a economia era bastante diferente, não existiam as sociedades por ações como as existentes hoje, e os professores da Califórnia não eram donos de um dos maiores fundo de pensão dos EUA.
    Marx não foi um chato, foi só um sujeito que manipulou dados para embasar suas teorias. Além de ser tomado de um profundo preconceito racial (vide suas declarações sobre as suposta inferioridade racial dos eslavos - ironicamente, foram exatamente os eslavos que puseram sua teoria desastrosamente em prática hehehe).

    Carmencita

    Respeito sua opinião. Mas me parece significar que os consumidores e tomadores de crédito são passivos demais. Só porque um cocô de cachorro é vendido à 1 centavo, não quer dizer que eu vá comprá-lo. Da mesma forma, só porque os juros estão baixíssimos, não sou obrigado a pegar dinheiro no banco.

    Cembranel

    Bem lembrado em relação à culpa dos democratas na crise.
    E, olha só, Clinton tem olhos azuis http://www.celebtracker.com/uploaded_files/Bill%20Clinton.jpg

    Hehehe, mas continuo discordando de você em relação à fala de Lula. Se formos levar a legislação ao pé da letra, ele praticou um crime:
    Art. 20º da Lei 7716/89: “Praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional. (Redação dada pela Lei nº 9.459, de 15/05/97)”.

    É difícil dizer quem são os proprietários dos bancos hoje em dia. Podem ser os chineses, ou os árabes exportadores de petróleo que compram muitos ativos financeiros com os petrodólares. De qualquer forma, poderíamos também alegar que os maiores culpados pela crise foram os chineses que compraram títulos do Tesouro norte-americano fazendo com que os juros caíssem, permitindo o aumento do endividamento na economia e a bolha imobiliária.
    Ou também poderíamos alegar que a culpa maior é do Alan Greenspan (um judeu de olhos castanhos).

  30. Ariela diz:

    “usou de uma figura de linguagem”

    “Uma figura de Rohrschach.”

    hahahahaha!

    amo.

    Falando sério, como diz o RC, o da perna-fantasma e viva, um paradoxo em si: o Lula fala por figuras de linguagem apenas porque não sabe falar racionalmente. Ele expressa seu pensamento de forma figurativa, porque expressar-se por meio de uma linguagem mais próxima da realidade, dentro de um código lógico “normal” e racional, é mais complexo. Ou, talvez, porque tenha sede de poder e se utilize de um código ambíguo como a metáfora e seus parentes. Ou também por talvez ser criativo.

    Segundo Epstein (Gramática do Poder, 1994), o Código Fraco (figurativo, equívoco, dúbio) é o deafult do “súdito”; o detentor do poder usa o Código Forte, unívoco e racional (com objeto/objetivo especificado claramente, sem deixar margem a dúvidas). Isso se inverte quando a intenção é emitir mensagens confusas que possam ampliar seu âmbito de poder.

  31. FitoPlancton diz:

    van
    sei que não foi pessoal… mas que chatice hein? hehehe

    m. amorim
    “…o estado atual da economia, no qual é difícil definir quem é proletário e quem é capitalista”
    estava apenas me concentrando neste ponto… pois mesmo que eu tenha ‘ações’ da Vale, não quer dizer que eu tenha poder de decisão na mesma, e tão pouco que eu me sustente exclu$ivamente da “mais-valia dos trabalhadores”. Logo, não posso me considerar um capitali$ta sanguinário… favor dar desconto, estou fazendo bastante força com o meu pensamento unicelular. rsrsrsrs

    enfim, fome agora
    abrass

  32. Marcelo Amorim diz:

    Talvez isoladamente o sujeito não tenha participação na tomada de decisão de uma empresa.. Mas se você faz parte de um fundo de pensão (tipo Previ), este fundo pode ter grande poder de decisão dentro de uma empresa, relativamente à parcela de capital que possui.
    Capital é relação social.
    Marx não fez essa diferenciação entre viver somente da mais-valia ou somente da venda da força de trabalho. Mesmo porque, um proletário, que também é acionista da empresa na qual trabalha (ou de qualquer outra empresa) tem os mesmos interesses dos capitalistas - quer aumentar o lucro, ou mais-valia, para ganhar mais proventos.

  33. 50 Bloggers en el G20 diz:

    […] de Rodrigo Alvares de “novacorja.org” de […]

Comente