Tem dó, assiste a reprise da entrevista desgovernada

20:41 | 19/04/09 | Rodrigo Alvares

Quase fiquei com pena da desgovernadora Yeda Crusius (PSDB) ao ler o texto de Rosane de Oliveira, na Zero Hora de hoje, sobre tudo o que tem dado errado para Yeda desde o início de 2009.

Sorte que a TVE vai reprisar daqui a pouco a entrevista que ela concedeu ao programa Frente a frente.

Na solidão do poder

Quem convive com a governadora Yeda Crusius ficou com a impressão, nos últimos dias, de que ela nunca esteve tão só. Amargurada, queixa-se da equipe, reclama dos aliados que não defendem o governo, repete que a mídia está contra ela e que o vice Paulo Feijó conspira dia e noite, suspeita de um complô comandado pelo ministro Tarso Genro.”

O resto do texto é uma lista de infelicidades que a desgovernadora passou nos últimos meses. Que dó:

1) A saída do secretário da Fazenda, Aod Cunha;

2) Uma crise que, por muito pouco, não resultou na demissão da secretária Mariza Abreu;

3) O anúncio, contra a vontade da maioria dos secretários, da disposição de comprar um avião novo;

4) Gritedo com o primeiro-damo Carlos Crusius no auditório da Procergs lotado de funcionários;

5) Extinção do Conselho de Comunicação por ele presidido;

6) Expôs o rompimento da relação com o ex-marido;

7) Cobrada a dar explicações sobre uma viagem sem foco pelo país;

8) A morte do ex-assessor Marcelo Cavalcante – e até hoje não se sabe se foi suicídio ou homicídio;

9) As denúncias da deputada Luciana Genro (PSOL) e do vereador Pedro Ruas;

10) Até a nomeação da procuradora Simone Mariano da Rocha, feita dentro das regras do jogo, virou crise;

11) Alvo de críticas por viajar ao Exterior sem transmitir o cargo para o vice;

12) Denúncias contra o secretário da Irrigação, Rogério Porto, investigado na Operação Solidária;

13) Citação de sua assessora Walna Vilarins Meneses no mesmo inquérito;

14) Seu amigo e ex-secretário Delson Martini é investigado e não simples testemunha no processo da Operação Rodin.

Tags: , , ,

Postado por Rodrigo Alvares, 20:41, 19/04/09, na(s) categoria(s) Desgovernada Yeda. Você pode acompanhar os comentários deste post através do feed RSS 2.0. Deixe um comentário ou coloque um trackback em seu site.

10 comentários para “Tem dó, assiste a reprise da entrevista desgovernada”

  1. César diz:

    15) A própria entrevista patética a ser reprisada, a qual se resume como eu-estou-certa-todos-estão-errados.

    16) A invenção de uma embaixada !!!!!! do RS em Brasília.

    17) A ficção !!!! do fim da violência e da criminalidade no RS logo nos primeiros meses de governo.

    …….

  2. GBRL diz:

    Eu vi um pedaço mínimo da “entrevista”, mas não vi essa parte do fim da violência. É sério isso? Ela falou essa besteira? Cara, isso é motivo pra mais do que impedimento: é motivo pra linchamento. Vai ser irresponsável e cara de pau assim no cu da mãe.

  3. Felipe do Campo dos Bugres diz:

    Tudo isso agora será esquecido após as duas passagens emitidas pelo PSOL para o delegado Protógenes…

  4. Tiele diz:

    Chorei demais. Dó infinito.
    Da próxima vez que tiver de abra$$ar um amigo jornalista, abra$$a o PB, tia!

    PB > Sant’Ana.
    Vai por mim!

  5. luiz carlos diz:

    Na capa do Diário Oficial de hoje (20/04) a Senhora Walna foi agraciada pela Governadora com uma Medalha por relevantes serviços… E tem outros agraciados também…

  6. Zé-Ó diz:

    Os relevantes serviços da Walna todo mundo já sabe: distribuição de men$alão a jornalistas, sendo que dois estavam na entrevista. A seguir, homenagem póstuma ao Bu$atto e alvorada festiva para o Porco Mende$.

  7. André Carvalho diz:

    Uma única palavra: CRÉU!

  8. Gustavo Nunes diz:

    Quem tem pena é galinha…
    Eu tenho é um alimentado e nutrido ódio por esse aborto da vida chamada Yeda…

    Eu ainda ei de vê-la cuspir sangue, com os chutes dos revolucionários e ser pisoteada pela massa oprimida e manipulada. Levá-la de avião para o oriente médio, para que lá, possa ser apedrejada até no último fio de vida, seja-lhe amputada, aos poucos partes do seu corpo, a apartir dos dedos, dentes e, por conseguinte, a língua…

  9. Ariela diz:

    Achei que era um pesadelo incrível, que era coisa da minha cabeça, pois, como tenho acordado cedinho, já estava no outro mundo na hora que passou a entrevista — mas a TV ficara ligada. Lembro remotamente de pensar na governadora completamente engazopada, fosse de bolinha tarja-preta ou cachaça mesmo, pois era muita coisa absurda.

    Ai, tava com saudade de vocês.

  10. EXTRA! Bin Laden já atacou o RS! | Cão Uivador diz:

    […] A Nova Corja (é claro!) já avisara sobre a entrevista, que é qualificada pela Marcia Benetti como “pronunciamento oficial” e “propaganda”, não entrevista. […]

Comente