Pelo “Fica, Sarney” e o “VoLLta, Simon”

14:31 | 14/07/09 | Rodrigo Alvares

Simon pensa em ir para casa (André Machado/ Zero Hora)

O plenário do Senado Federal faz neste momento uma catarse sobre sua crise. Na verdade a oposição no Senado Federal faz a catarse. (…) Os apartes são muitos.

O senador Pedro Simon (PMDB-RS) repetiu o que disse ontem ao Gaúcha Atualidade e disse que não basta mais o afastamento de Sarney. Quer que ele renuncie à presidência.

‘Estou morrendo de vergonha! Me dizem: vá para outro partido. Mas não tenho para onde ir meu Deus. Estou pensando em ir para casa. Não tenho mais nada a fazer aqui’, afirmou.”

Volte para o Bovinão, senador Simon. Se não deu para limpar a Casa em todos esses anos, tempo é o que não falta para colocar ordem no pasto que o senhor deixou em tão boas mãos.

Tags: , , ,

Postado por Rodrigo Alvares, 14:31, 14/07/09, na(s) categoria(s) Aloprando. Você pode acompanhar os comentários deste post através do feed RSS 2.0. Deixe um comentário ou coloque um trackback em seu site.

7 comentários para “Pelo “Fica, Sarney” e o “VoLLta, Simon””

  1. Prolibiore diz:

    Por que não vai pra casa da Yeda?

  2. Camilo diz:

    Rainha do Mar te espera, SIMÃO!

  3. Another diz:

    Estou em crise de abstinência de butiás…

  4. Adir Tavares diz:

    Vá para os quintos do inferno, falastrão!

  5. Cecília diz:

    As irregularidades estão em todos os lugares, principalmente na acusação de Simon contra Sarney só porque ele parou com a batata quente nas mãos.

  6. Julio César Cardoso diz:

    Fica Sarney, a imoralidade política precisa de ti. Tua competência no campo do cabide de emprego de parentes e amigos na administração pública é de invulgar aptidão. O paupérrimo Maranhão, de miseráveis cidadãos, é o retrato desbotado preto e branco de Estado maltratado pela locupletação do conhecido clã Sarney.
    Foi presidente da República por acaso sem receber um só voto, e deixou o país com a maior inflação de sua história: mais de 2000%. Coitadas das (suas) fiscais do Sarney que pagaram um tremendo ‘mico’. Agora, envolvido até o pescoço com maracutaias, se considera um home ‘impoluto’, vítima da mídia brasileira. Deveria ter vergonha de se eleger pelo Amapá, a maior trapaça da história política nacional.
    Infelizmente, a canalhice domina a política brasileira. Confiscar os bens desses ladravazes da nação seria o minimo que - se houvesse Justiça com letra maúscula neste País - se deveria fazer. E depois, cassar os seus mandatos e levá-los às barras dos tribunais.
    E a gente tem que ficar ouvindo o presidente Lula defender o Sarney,bem como a ministra sem diploma da UNICAMP, Dilma Rousseff, xingar que queremos demonizar o “marimbondo de fogo”. Merecemos!!!!!

  7. Farpa diz:

    Senhor JC Cardoso, a canalhice não domina só a “política brasileira”, domina a imprensa, a justiça, a “opinião pública”, as seitas religiosas, ou seja, qualquer coisa que envolva “o todo” do povo brasileiro. Nós SOMOS a canalhice brasileira.

Comente