Tag ‘Câmara’

Disque-sexo para Ética

19:31 | 07/05/09 | Rodrigo Alvares

Conforme prometido, A Nova Corja inicia a campanha eleitoral para que a opinião pública não deixe os jornalistas enrabarem o nobre relator da Conselho de Ética da Câmara, Sérgio Moraes (PTB/RS), e impeçam sua reeleição:

Deputado pagou com dinheiro público
ligações para disque-sexo, acusa MPF (G1)

O deputado federal Sérgio Moraes (PTB-RS) é réu em um processo no Supremo Tribunal Federal com pedido de condenação pelo Ministério Público Federal por utilizar-se de bens ou rendas públicas em proveito próprio ou alheio, em 1997, quando ocupava a prefeitura de Santa Cruz do Sul (RS).

Na acusação, o MPF afirma que até contas de ligações para números de “conteúdo pornográfico”, conhecidos como disque-sexo, eram pagas com dinheiro público. O deputado afirma que o telefone era de um armazém, que pertenceu a seu pai no passado, e que não tinha como controlar as ligações. (…)

Segundo a denúncia do MPF, assinada pela subprocuradora da República Cláudia Sampaio Marques e aprovada pelo procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, a prefeitura instalou um telefone na casa do pai de Moraes, Willy, já falecido, ‘franqueando-lhe o uso gratuito do aparelho e linha’ com as contas sendo pagas pelo município entre os meses de maio e outubro de 1997 . O processo já está pronto para julgamento no STF.

“‘Os documentos que acompanharam a denúncia comprovaram, também, que o terminal instalado na casa do pai do denunciado foi utilizado para inúmeras ligações particulares, inclusive, para outros países, tais como Guiné Bissau, Moldávia, São Tomé e Príncipe, e números de ‘conhecido conteúdo pornográfico’”, diz trecho das alegações finais do MPF. (…)

O deputado afirma que seu pai não residia mais no local em que estava localizado o telefone na época da denúncia. Segundo Moraes, o telefone havia sido instalado há mais de 20 anos para permitir acesso à tecnologia para a comunidade de Cerro Alegre Baixo. Na residência de seu pai, funcionava um armazém e por isso o local foi escolhido. Ele afirma que seu pai vendeu o comércio antes de 1997.

‘Eu não morava, e meu pai também não morava mais nesta casa onde tinha o telefone, que era público. A prefeitura pagava e depois a comunidade ressarcia. Não temos como responder se tinha ou não ligações internacionais ou para disque-sexo‘, disse o deputado ao G1.

Moraes afirmou que seu pai deveria ser homenageado por ter prestado um importante serviço à comunidade nesta época. ‘Além de tudo, o dinheiro que ele recebia das pessoas não cobria as despesas e muitas vezes tinha que completar para pagar a prefeitura. E acabou que o resultado disso é que eu estou sendo processado por meu pai ter prestado um serviço ao público‘.”

O deputado estava certo quando falou para a repórter que ela “Tem que trabalhar com mesquinhez, distorcer, conduzir de forma mesquinha o processo neste parlamento”. Realmente, é uma tristeza ser jornalista e não precisar de 24 horas para começar a descobrir um universo de processos e desvios de conduta de políticos que ainda acreditam ser donos das pessoas.

E olha que o Google ficou fora do ar hoje, deputado. Imagina se O Globo envia alguém para Santa Cruz descobrir mais sobre o caro relator, se isso for possível.

Vergonha alheia

16:12 | 07/05/09 | Rodrigo Alvares

Não dá para esperar muito de um relator do Conselho de Ética como Sérgio Moraes (PTB/RS), que tem no currículo acusações de lenocínio, receptação de jóias roubadas, agressão, e de envolvimento com uma rede de prostituição – crime pelo qual chegou a ser condenado em primeira instância e a melhor: manter um telefone público na casa do próprio pai.

Este é o nível do parlamentar gaúcho que vai pedir o arquivamento do caso de Edmar Moreira, aquele do castelo e alhures. Em entrevista ao jornal O Globo de hoje, Moraes mostrou que os bovinu$ pulitizadu$ estão bem representados na Câmara:

“Eu estou me lixando para a opinião pública! Até porque a opinião pública não acredita no que vocês escrevem. Vocês batem, batem, e nós nos reelegemos mesmo assim”

“O bonito para a imprensa é o Fernando Gabeira, que quando pegaram ele com passagens ele chamou vocês (imprensa) para pedir desculpas e todos se emocionaram. Então eu vou pedir para o Edmar Moreira fazer o mesmo

“Vocês da imprensa publicam só uma parte, só para enrabar a gente

Agora há pouco, voltou a bradar direto da tribuna do plenário da Câmara:

“Ontem, a repórter do Globo disse que era uma vergonha nós estarmos eleitos. Vergonha é ela trabalhar com quem não gosta. Mas ela é induzida. Que triste emprego! Tem que trabalhar com mesquinhez, distorcer, conduzir de forma mesquinha o processo neste parlamento.

Eu não aceitaria, porque minha honra e minha personalidade não permitem mentiras. A minha conduta é reta, e não vou curvar-me. Eu sempre digo: em nome de meus filhos, prefiro apanhar de pé a ser acariciado ajoelhado”. (G1)

Esse é macho. Vou até ignorar a lei eleitoral e começar a fazer campanha para que o nobre deputado seja reeleito no ano que vem. Tenho certeza de que a grana do gabinete dele tem rendido várias coisas interessantes para a opinião pública.

Dose diária de demência - 28/04/2009

23:36 | 28/04/09 | Rodrigo Alvares

Baixo clero se revolta com restrições ao uso
de passagens; líder diz que haverá divórcios (Folha)

A decisão da Câmara de restringir o uso da cota de passagens aéreas da Casa para os deputados e seus assessores diretos revoltou parlamentares do chamado baixo clero –pertencentes a legendas pequenas– que defendem a extensão do benefício aos seus familiares. Nos bastidores, um grupo de ao menos 80 deputados fez duras críticas à decisão da Mesa Diretora, endossada nesta terça-feira pelos líderes partidários da Casa, de modificar a cota das passagens. (…)

Preocupados com o fim da regalia, alguns deputados argumentam que vão terão problemas com suas mulheres porque não poderão mais levá-las a Brasília –onde trabalham quatro dias por semana.

‘A gente vai para um rol de radicalismo que não contribui com a Casa. Muitos parlamentares não têm condições de manter suas atividades aqui e no Estado, precisam levar sua família. Amanhã, [os deputados] vão descasar casais. Muitas mulheres ajudam muito os deputados, elas certamente vão ficar chateadas‘, disse o deputado Luciano Castro (PR-RR).

O deputado Silvio Costa (PMN-PE) –que passou a defender a restrição das passagens depois de criticar publicamente as mudanças– admitiu que muitos parlamentares não ficaram satisfeitos com as limitações. ‘Uma farra de mais 40 anos, quando é mudada, não é muita gente que vai ficar satisfeita. É claro que essa decisão dos líderes deixou muita gente irritada’, afirmou.”

Ex-farra aérea

13:02 | 28/04/09 | Rodrigo Alvares

“Eu tinha crédito, já era meu, não era da Câmara”

- Agnelo Queiroz (PT/DF)

A revelação do uso das cotas dos deputados para viagens era a pontinha do iceberg. O site Congresso em Foco publicou uma informação que também deve ser discutida daqui a pouco, no plenário da Câmara:

Câmara paga passagens para ex-deputados

Mesmo após o fim de seus mandatos, pelo menos 117 ex-deputados tiveram passagens aéreas pagas pela Câmara no período de fevereiro a dezembro de 2007. Desses, 28 usaram a cota mais de 20 vezes, para emitir um total de 896 bilhetes com destinos nacionais. A lista é encabeçada por Almeida de Jesus (PR-CE), com 81 voos, Hamilton Casara (PSDB-RO), com 57 passagens, e Miguel de Souza (PR-RO), com 56.

A relação dos 28 que mais usaram o benefício, mesmo sem mandato, inclui o presidente nacional do PPS, Roberto Freire (PE), o ex-ministro dos Esportes Agnelo Queiroz (PT-DF), o atual vice-governador de Mato Grosso do Sul, Murilo Zauith (DEM), e o ex-deputado Luiz Eduardo Greenhalgh (PT-SP). Procurados pelo Congresso em Foco, apenas Freire e Agnelo se manifestaram sobre o assunto (confira as justificativas).

Quatro ex-parlamentares não viajaram com as cotas, mas transferiram todas as passagens para familiares e terceiros: José Divino (sem partido-RJ), Remi Trinta (PR-MA), Jorge Gomes (PSB-PE) e Reinaldo Gripp (PP-RJ).

Entre os que mais usaram o benefício da Câmara, estão sete ex-deputados denunciados pela CPI dos Sanguessugas em 2006. São eles: Almeida de Jesus (PR-CE), Neuton Lima (PTB-SP), Edna Macedo (PTB-SP), Bispo Wanderval (PR-SP), Jonival Lucas Júnior (PTB-BA), além dos já citados José Divino e Reinaldo Gripp.

O número de ex-deputados que continuaram gastando os créditos da Câmara pode ser ainda maior. Os registros aos quais o Congresso em Foco teve acesso são apenas da Gol e se restringem ao ano de 2007.”

Dose diária de demência - 27/04/2009

13:39 | 27/04/09 | Rodrigo Alvares

Eugênio Rabelo usa cota aérea com time do Ceará (Folha)

O deputado Eugênio Rabelo (PP-CE) bancou com dinheiro da Câmara 77 passagens para 27 jogadores, dois técnicos e três dirigentes do Ceará Sporting Club, além de parentes e amigos dos atletas e radialistas encarregados de cobrir os jogos do time de futebol. (…)

Segundo a reportagem, os bilhetes são de 2007 e foram emitidos no período em que o parlamentar presidiu o clube paralelamente ao exercício do mandato no Congresso.

O Ceará tem a segunda maior torcida do Estado, ao lado de Fortaleza e Corinthians, e atrás do Flamengo, conforme pesquisa Datafolha de 2007.

A Folha informa que, segundo registros das companhias de aviação, Rabelo gastou ao menos R$ 31,2 mil da cota aérea com esses bilhetes. Em pelo menos dois casos, os bilhetes coincidem em data e destino com partidas do Ceará, atualmente na Série B do Campeonato Brasileiro.”

Chamar Temer URG

19:29 | 16/04/09 | Rodrigo Alvares

manu.jpg

O diretor da téneti deve estar sob enorme pressão.

Update 20h10: debandada forte de Brasília. Sorte que ninguém vai sentir falta.

ronc2.jpg

Saudades de Severino

16:29 | 02/02/09 | Rodrigo Alvares

Quando o deputado Michel Temer (PMDB/ SP) começou seu discurso na cadeira da presidência da Câmara com um “Senhoras e senhores”, alguém gritou do plenário “E eleitores”. Temer aproveitou para soltar essas pérolas:

“Eleitores ou não eleitores, somos todos deputados do poder legislativo do Brasil”

“Eu não sou o presidente eleito pelo PMDB. Eu fui eleito para ser o presidente da Casa”

“A imprensa é a irmã siamesa do Legislativo”

Agora é esperar para ver quem será a mulher de malandro até 2010: o PT ou o PSDB.

Trabalho de branco

11:00 | 20/12/08 | Leandro Demori

Estava acessando a Agência Brasil em busca de fotos para tirar Nini ali do banner, mas o link do banco de imagens parace ter antecipado o recesso de verão de Neverland-DF. Como não tenho absolutamente nada pra fazer resolvi dar uma passeada pelo site. Encontrei uma pesquisa interessante na parte de infografia, vi que saiu alguma coisa por aí mas não achei nada na mídia má.

Gente, esse istudu é tudo o que a mídia má pode querer, não? Que gente mais sem criatividade, por deos. Nosso Senado é branco, nossa Câmara é branca, esse país é governado exclusivamente por brancos, tá ouvindo, BRANCOS. Isso é coisa pra espalhar aos quatro ventos e fazer o papel de bom moço que quer defender “historicamente” a Raça Negra. O velho ditado de que algo não funciona porque é “trabalho de preto” caiu por terra. O Brasil, segundo declaram os próprios parlamentares, é um imenso “trabalho de branco”, uma Branquice. Nossa UTI política é trabalho de branco, nossa falta de ética, nossa moral de funkeiro, nossa favela mental - coisa de branco. Toda a roubalheira, toda a corrupção, toda a falta de senso coletivo, o individualsmo malandro, tudo, TUDO, T.U.D.O. coisa de branco.

Só não sei se o mais grave do levantamento é constatar que é a maioria dos parlamentares SÃO brancos ou se DECLARAM brancos.

Por via das dúvidas, de hoje em diante, quando quiser algo bem feito, direi: “vê lá, hein, me faz um trabalho de preto, OK? Não quero saber de trabalho de branco”.

Harmonia natalina

15:45 | 18/12/08 | Rodrigo Alvares

Só mesmo o Natal para nos lembrar dos melhores sentimentos fraternos na Câmara dos Deputados:

Segurança da Câmara tenta enforcar repórter

clipboard01.jpg

Confusão começou quando jornalista não gostou da maneira como foi abordado na entrada do Plenário” (Terra)

Trabalho: não trabalhamos

16:26 | 01/04/08 | Leandro Demori

NOTA
Um vazamento de gás OBRIGOU deputados, CCs e concursados a evacuar a Câmara na tarde de hoje. Como terça é o primeiro dia da semana em Brasília, o expediente se limitará a quarta e quinta. Povo: não insista.

“(…)
No prédio, funcionam 81 gabinetes, a consultoria legislativa, o departamento médico e um restaurante. Cerca de 900 pessoas trabalham no prédio. O diretor-geral da Câmara, Sérgio Sampaio, considerou improvável a volta ao trabalho ainda nesta tarde. “A prudência recomendou a retirada dos funcionários. Não sabemos ainda o nível de periculosidade”.” (G1)

Cardozo pegando Manu - Nova Corja People

12:46 | 11/03/08 | Walter Valdevino

Da Zero Hora de hoje:

Romance na Câmara

Apontada como musa do Congresso desde que pisou pela primeira vez no tapete verde da Câmara como deputada federal, Manuela DÁvila (PC do B) dedicou o dia de ontem a responder a repórteres de todo o país sobre um tema que visivelmente a incomoda: sua vida pessoal.

O motivo é seu namoro com o deputado federal José Eduardo Cardozo (SP), secretário-geral nacional do PT. O relacionamento começou a chamar a atenção há um mês, na festa de 28 anos do PT, num clube de Brasília. Os dois não se preocuparam em disfarçar o enlevo: passaram a noite junto a uma pilastra, aos cochichos e troca de olhares apaixonados. Manuela, 26 anos, encerrou no ano passado um relacionamento com um petista. Cardozo, 48 anos, pôs fim recentemente a um casamento. Os dois estavam sozinhos antes do início do namoro.

manucardozo.jpg
Manu traindo a revolução com petista burguês.

(…)

Mais magra e sorridente, a musa comunista foi à festa de aniversário do PT num belo modelito vermelho, deferência especial ao petista.

No Congresso, a notícia causou ciumeira entre os que suspiram quando Manuela passa. Quem liga para o celular de Cardozo, ouve na caixa de mensagens uma sonora gargalhada, sua marca registrada. Agora, dizem os amigos, ele tem mesmo motivos para rir à toa.”

Blue Boy - Sex Club for Men

21:51 | 28/04/05 | Walter Valdevino

Deputado acha propaganda de prostituição na Câmara

Brasília - Folheto de um clube para homens oferecendo cadeira erótica, show de strippers, cabines com filmes eróticos individuais e coletivas, entre outros serviços especializados de difícil tradução, provocou o protesto no plenário do deputado Pastor Frankemberger (PTB-RR).

Essa daí DEMANDA um CAPS:

(more…)

Tem que dar na cara mesmo

13:16 | 30/03/05 | Walter Valdevino

Sob o argumento de que seria uma “discriminação contra a família constituída” o ministro do TCU (Tribunal de Contas da União) Lincoln Magalhães da Rocha antecipou ontem à Folha que deve dar um parecer contrário à representação do Ministério Público Federal que pede a exoneração de parentes dos deputados federais contratados sem concurso pela Câmara.
“Eu acho que você não pode fazer essa distinção, essa discriminação contra a família legalmente constituída. A família é um dos grandes pilares da sociedade“, disse o ministro, que deixou claro: “Não acho que seja certo discriminar a família, acho negativo e estaríamos cometendo uma inconstitucionalidade”.

(more…)

Clubinho

15:27 | 14/02/05 | Rodrigo Alvares

Chegou a ser constrangedora a entrevista concedida ontem pelo candidato “avulso” à presidência da Câmara dos Deputados Virgílio Guimarães (PT-MG) ao programa Canal Livre, da Bandeirantes. Com todo aquele jeito vaselina característico dos mineiros, o prezado tenta explicar sua indepedência em relação ao partido declarando que “o PT deve se moldar às regionalidades características de cada Estado do país ao invés de impor uma visão centralizada de como as coisas devem ser”.

Peraí, eu ouvi mesmo isso?

O PT pode ter vários defeitos, mas pelo menos é um partido político na acepção literal do termo. Quando o nobre deputado diz que é o candidato de um “novo clero”, que “enxerga essas regionalidades”, defende a natureza mais torpe do Congresso: o corporativismo.
Não é por menos que ninguém leva a sério a Câmara. Deviam aproveitar que todos estarão lá hoje para trancar as portas e janelas e tocar fogo no lugar.

Ninguém ia se importar.