Tag ‘corrupção’

Enquanto isso, no Congresso

15:08 | 08/03/09 | Rodrigo Alvares

Jarbas Vasconcelos afirma que é alvo de espionagem (Folha)

O senador Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) pretende relatar na terça, no plenário do Senado, a denúncia de que teria sua vida investigada por empresa especializada em espionagem.

Segundo o senador, um detetive particular de Pernambuco o procurou para contar que a empresa americana Kroll havia tentado contratá-lo para investigar Jarbas.

Segundo o senador, o detetive recusou. ‘Vou fazer uma breve comunicação sobre o episódio’, disse. A reportagem não conseguiu falar com a Kroll. Segundo a revista Veja, a Kroll diz não espionar políticos.”

Um dia a gente chega lá, Braziu!

14:24 | 23/09/08 | Mário Camera

O Braziu perdeu sete posições no Índice de Percepção da Corrupção feito pela ong Transparência Internacional e agora ocupa o 80º lugar. Não foi por causa de esforço. Foi incompetência, mesmo.

Em 2008, o bra$ileiro corrompeu a mesma coisa que em 2007. A piora só aconteceu porque algumas potências mundiais como Trinidad e Tobago melhoraram seus índices. Nosso sonho de dividir o último lugar com a Somália e se transformar no país mais corrupto do mundo está se tornando realidade graças à iniciativa de nossos aliados nessa luta.

Os bra$ileiros precisam corromper mais se quiserem ser os melhores do mundo no quesito (sempre), ou então vamos ter que dividir a tabela com o Burkina Fasso, Marrocos e Arábia Saudita (o que já é respeitável).

A Suazilândia (vai procurar no Google onde fica) já passou nóis!

Vai Braziu!

Cobertura dos Jogos Paradesgovernados - 2

5:57 | 07/08/08 | Rodrigo Alvares

Manchetes desta quinta-feira no Bovinão:

ZERO HORA Três faculdades gaúchas estão entre as 25 melhores do Brasil

CORREIO DO POVO Lair Ferst admite abrir o jogo no caso Detran

Vamos lá, força.

Cobertura dos Jogos Paradesgovernados

17:55 | 06/08/08 | Rodrigo Alvares

Alguém precisa avisar a imprensa gaúcha que o Rio Grande do Sul não é a China. Até os cegos em Seattle já entenderam como se faz jornalismo com a Rede Mondial de Computadores. Os pulitizadus precisam que a Folha, o Estadão, a Veja e até a carta Capital preencham as lacunas e o silêncio que reina no Estado.

Para começar, ninguém se importa com o Bovinão, mas os jornais e revistas do centro do país insistem em fazer matérias para explicar o fenômeno de escândalos que o desgoverno Yoda apresenta a cada semana.

Óbvio que a Mídia Má, Feia e Bobona deslocou todos os seus recursos - um punhado de repórteres - para Porto Alegre tendo em vista a derrubada de desgovernadora. É um absurdo que esse pessoal saia por aí fazendo perguntas e descobrindo coisas dificílimas para a mídia local conseguir.

Uma intervenção é mister de ser feita não só no governo, mas também na mídia bovina. Nem preciso bancar o petista e escrever que isso é culpa do monopólio da RBS, porque não é. O apagão jornalístico é de todos os veículos.

Mas é inconcebível que o presidente da ANJ admita que o seu jornal leve tantos furos e se resigne a publicar um “De acordo com a Folha” para cada volta que a Zero Hora leva e não investigue o que acontece não só nesse, mas em todos os governos.

Porque não dá para crer que ninguém nas redações de Porto Alegre não tenha se atinado em coisas básicas de reportagem, como procurar o cartório onde está o registro da casa de Yeda, ligar para Lair Ferst ou simplesmente perguntar quem diabos comprou o tal apartamento em Capão da Canoa ou o Passat da desgovernadora.

Mais uma vez, isso não é uma questão partidária ou ideológica. Mas viver 40 anos sem concorrência é um caso grave e o silêncio sobre as falcatruas, constrangedor. Aí me aparecem esses repórteres do centro do país e publicam coisas que os pulitizadus não estão interessados em saber ou que os outros saibam.

Parece que todos no Bovinão estão mais interessados é em garantir o seu e seguir sua vidinha sem incomodar a catrefa que comanda a vala há décadas. Nada moralmente mais brasileiro.

Uma chance para adivinhar

10:59 | 05/08/08 | Leandro Demori

No mesmo presídio, Beira-Mar e Abadía formam quadrilha e são transferidos para PF

Da Folha:

“Uma operação da Polícia Federal, Ministério Público Federal e Justiça Federal do Mato Grosso do Sul teve como resultado a transferência dos traficantes Juan Carlos Ramirez Abadía e Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, do presídio federal em Campo Grande (MS). Eles são acusados de, juntamente com outros presos, formar uma quadrilha para praticar crimes de dentro da penitenciária.”

Baira-Mar e Abadía estão presos sob o Regime Disciplinar Diferenciado (RDD). Vou facilitar a tua vida e explicar em tópicos o que isso significa [daqui e daqui].

- Cela individual monitorada por câmera, com saídas diárias para banho de sol por apenas 2 horas diárias.

- Isolado 22 horas por dia, pode receber visita de apenas duas pessoas por semana, mas sem contato físico.

- Proibido assistir televisão, ouvir rádio e ler jornais e revistas.

- Comunicação do detento com os próprios carcereiros é indireta. Os funcionários do presídio utilizam microfones ligados a caixas de som nas celas para passar ordens.

- Criminosos controlados por áudio e vídeo em todas as dependências. São 200 câmeras dispostas em locais estratégicos, dentro e fora da unidade.

- Inicialmente, entram em uma sala, blindada, onde passam por uma triagem preliminar e têm os objetos pessoais guardados em armários.

- Os presos são submetidos a um aparelho de biometria, que coleta impressões digitais por impulsos elétricos, e por uma inspeção por espectrômetros, que detecta substâncias que vão da pólvora até as usadas em armas químicas letais.

- O isolamento é garantido por raio-x, detectores de metais de extrema sensibilidade e paredes blindadas.

- Não há muralhas, mas duas cercas com arame farpado. Entre elas, cães treinados para atacar qualquer pessoa que entrar nesta área.

- Além de usarem uniformes da cor azul-bebê [que amor], os presos só têm direito a receber visita depois de 30 dias. Esse tempo é usado para investigar tudo sobre a pessoa que se cadastrar como visitante.

- Advogados têm de fazer o registro biométrico antes de entrar para conversar com o cliente, o que será feito apenas por meio de interfone e sem contato físico, pois ambos são separados por uma parede com vidro blindado.

Agora vou deixar a imagina$$aum de vocês voar para tentar imaginar como é possível FORMAR UMA QUADRILHA em um local desses.

Quem chega primeiro no cartório em Capão da Canoa?

23:15 | 04/08/08 | Rodrigo Alvares

Adorei a simpatia do assessor de incomunicação da desgovernadora, Joabel Pereira, durante coletiva para anunciar mais quatro secretários inúteis quando todo mundo queria saber por que o papai de Delson Martini comprou o tal apaprtamento em Capão da Canoa. Do Blog da Rosane:

“Ela não vai falar sobre a casa. Se alguém fizer alguma pergunta sobre a casa, ela irá encerrar a entrevista.”

Que gente corajosa. Ainda bem que eu fui embora. Mas sobre o apê em Capão ela tentou - daquele jeito caractezidamente desgovernado - falar:

“Este momento é de uma grandiosidade tal de estar mostrando um time de quatro novos secretários, então vamos fazer uma outra ocasião em que a gente fale de outras coisas. Este é um tema de oposição, não é um tema de jornalismo, tá? No seguinte sentido, quem fez o negócio, o proprietário da casa, já declarou em alto e bom som na sexta-feira em coletiva tudo o que tinha para declarar.

Não vamos estragar este momento.

Vamos dedicar este tema a um outro horário.

Eu nunca me recusei a falar isso.

Durante o tempo da CPI eu deixei a CPI e durante esta vivência que eu tenho advogado, para o advogado. Não entendi.

É realmente um dia muito importante para o Piratini, para o governo e eu faço questão que ele não seja perturbado por alguma coisa de detalhe em relação a algum item de oposição.”

Espero que os repórteres estejam em direção a Capão da Canoa para evitar outra volta da Folha.

Mídia Má x Mídia Bovina Watch

21:23 | 29/07/08 | Rodrigo Alvares

No Estadão, às 20h37:

PT quer ampliar investigações sobre casa de Yeda

A deputada estadual Stela Farias (PT) pediu hoje ao procurador-geral do Ministério Público de Contas, Geraldo Da Camino, que amplie as investigações sobre a aquisição da casa da governadora do Rio Grande do Sul, Yeda Crusius (PSDB).

O PT considera que uma promessa de compra do imóvel por R$ 1 milhão, assinada pelo empresário José Luís Borsatto em agosto de 2006, indica que a aquisição feita por Yeda e seu marido, Carlos Crusius, em dezembro do mesmo ano, pode conter irregularidades porque o negócio foi registrado por um valor inferior, de R$ 750 mil.

Nota do editor: uau, descobriram a roda.

Além disso, o partido quer que o Ministério Público de Contas verifique se o Banco do Estado do Rio Grande do Sul (Banrisul) lançou na conta de provisão de créditos de liquidação duvidosa dívidas que o vendedor do imóvel, Eduardo Laranja da Fonseca, teria com a instituição. (…)”

Nota do editor: A/C Fernando Lemos; Cco: Paulo Feijó.

Oi, quer fazer o meu trabalho?

21:42 | 28/07/08 | Rodrigo Alvares

O advogado da desgovernadora Paulo Olímpio Gomes de Souza, refutou as novas suspeitas sobre a compra do imóvel do casal, feita em dezembro de 2006, depois da campanha política e antes da posse:

“A imprensa está sendo induzida ao erro”, afirmou Paulo Olímpio nesta segunda-feira, após analisar as matérias publicadas no final de semana indicando que o negócio teria sido fechado por R$ 1 milhão e não pelos R$ 750 mil declarados pelo casal.”

Que curioso. Muito parecido com o que li sábado e domingo na imprensa bovina para desqualificar a reportagem. Mas tu acha que ele falou isso para a Zero Hora. Tolinho. Olha aqui de quem o jornal comprou a matéria. O nível de comprometimento é realmente algo.

Por sinal, faltou mencionar nela as desculpas de Yoda para a compra da casa. Na primeira, justificou a origem dos recursos para a compra com a venda de um carro e dois apartamentos. Um dos imóveis nunca saiu do nome da governadora por causa de um bloqueio judicial. A segunda, apresentada ao MP na semana passada, é mais detalhada. Ainda assim, as contas não fecham. Permanece sem explicação consistente a origem de cerca de R$ 200 mil reais.

Quero ver quem são os tais politizados

10:39 | 27/07/08 | Rodrigo Alvares

Eu comentei na época em que saiu a primeira matéria na Veja sobre as falcatruas do desgoverno e da desgovernadora: a última coisa que Yeda Crusius poderia ter feito era criticar e questionar a matéria da revista. Não deu outra.

Um mês de investigações depois, a principal publicação da Mídia Má, Feia e Bobona fez a alegria de petistas e demonistas. Coisa rara. Pois dois dias antes do Ministério Público de Contas se manifestar sobre a documentação entregue por Yeda, a revista publicou uma reportagem que simplesmente não tem como ser contestada. É documento de cartório, mas nenhum repórter de Porto Alegre calhou de pesquisar por lá. Padrão Funai de Jornalismo Investigativo.

yodacasa1.jpg

Assim como no caso do carro, não existe idiota que abaixe em R$ 250 mil o preço do seu imóvel. O documento é muito claro e espero que a imprensa bovina investigue e aprofunde o caso. Que os deputados façam seu dever básico. Um ano antes de ser negociada, a casa era anunciada por um milhão e meiô.

É impossível não pensar no impeachment de Yeda Crusius ou até mesmo na sua renúncia. Quero saber por que os jornalistas patrocinados pelo governo via Banrisul não escreveram nada sobre o caso. Eles também não tiveram o ensejo de ir no cartório, claro. Muito mais confortável ficar com a bunda na cadeira e tentar processar quem está atrás da Verdade. Até porque essa semana a bomba do Banrisul tá programada para estourar.

Pode discordar de mim, mas nunca vi um governo gaúcho passar por tantos constrangimentos de casos de corrupção e com tantas provas em tão pouco tempo - e olha que a galeria de governadores vai longe, de Simon a Rigotto, com destaque para Antônio Britto e Olívio Dutra.

É isso que as pessoas não entendem: não se trata mais de uma questão partidária ou ideológica. É de caráter. Os gaúchos se orgulham tanto em dizer que são politizados, mas são completamente coniventes com a corrupção no Estado e em Porto Alegre há anos. Depois não sabem por que estão falidos financeira e moralmente.

Apareceu a Margarida, olê, olê olá!

20:59 | 21/04/08 | Leandro Demori

Delúbio celebra aliança PT-PMDB

Um dos articuladores da união entre os partidos, Ex-tesoureiro
petista participou de churrasco e admitiu ter atuado pelo acordo

Até agora restrito às articulações de bastidores em prol da aliança entre PMDB e PT em Goiânia, o ex-petista Delúbio Soares tomou parte ontem nas comemorações do sucesso do acordo, em churrasco promovido em uma chácara, e admitiu ter trabalhado pelo resultado. Expulso do PT em função do escândalo do mensalão, Delúbio se intitulou “defensor histórico” da união e disse que os dois partidos devem se unir contra PSDB e DEM no Estado.

(…)

“Defendo há muito tempo essa aliança entre PMDB e PT e não tenho dúvidas de que ela dará certo”, disse o ex-tesoureiro, na Chácara Samambaia, localizada na região do Câmpus 2 da Universidade Federal de Goiás (UFG). “Estou muito satisfeito com essa aliança, não como filiado do partido, mas como petista”, disse, segundo relatos de petistas presentes no churrasco.

(…)

Delúbio aproveitou o discurso para falar de seu envolvimento no escândalo do mensalão. Disse que se sente “injustiçado” pela acusação de que operacionalizou a distribuição de dinheiro a parlamentares em troca de apoio no Congresso.