Tag ‘Cururu’

Opção de voto para Campinas do RS Pelotas

14:00 | 22/08/08 | Walter Valdevino

Dica lá da excelente coluna da Larissa Magrisso na Zero Hora com os lances mais geniais da eleição:

E não deixe de visitar o blog do De León, ex-a$$e$$or do nosso querido Cururu, que também está concorrendo este ano e que também tem o seu blog.

OBS.: Leandro Demori mandou avisar que usará a frase abaixo de De León em seu epitáfio:

Os políticos são como as fraldas que devem ser trocados constantemente e sempre pelo mesmo motivo.

Pára, Gasparzinho!

16:35 | 24/03/08 | Leandro Demori

Nosso vereador cassado, xamã dos pampas e mártir Cururu fez uma grave denúncia hoje: disse que seu armário na Câmara Municipal de Pelotas foi arrombado. Segundo Cururu, foram levadas provas de falcatruas feitas por seus pares queridos.

De acordo com o ex-vereador (volltará), sua assessora encontrou as portas do armário abertas na manhã desta segunda-feira, portas que, segundo a própria assessora, deveriam estar chaveadas.

A sala onde está o armário foi fechada e um sargento da BM entrou na Câmara para averiguar a ocorrência. Como não tinha mandado, o sargento acabou sendo detido. O presidente da Casa, Otávio Soares, solicitou ao CSI PELOTAS uma perícia da sala. Impressões digitais e imagens do circuito de TV serão analisadas na capital bovina. Para o presidente, no entanto, não houve arrombamento algum. “É boato”.

Prestigeia já! uma entrevista com o Cururu sobre o arrombamento fantasma.
Ápice do vídeo (momento off topic) é o sono GOSTOSO de um dos vereadores em plena sessão que cassou nosso rei (aos 08:00).

Save Cururu

3:01 | 21/03/08 | Leandro Demori

Depois de encarar sete horas de viagem e passar por todas as cidades com nome indígena do Bovinão (Iraí, Seberi, Sarandi… ler com o beiço caído), abro a capa da Zero Hora digital e me deparo com o impensável: Cururu foi cassado. Sim, caro leitor bovino, expulsaram o vereador, mártir e xamã gaudério da câmara de Pelotas. O motivo foi seu nobre (e altamente necessário) exorcismo feito em janeiro desse ano. Para os colegas de bancada, o vereador feriu o DECORO PARLAMENTAR.

Apesar da injustiça, Cururu teve julgamento digno de um mártir. Os vereadores  precisaram de mais de sete horas pra sessão do descarrego. Combalido, mas jamais derrotado, Cururu recorrerá pra tentar anular a decisão.

Em reunião rápida e de conclusão fundamentada nos princípios da piada livre, o Conselho Cômico-Jurídico (CCJ) desta Corja determina a reintegração imediata de Cururu à Casa pelotense. FREE CURURU!

Veja vídeos do nosso mártir aqui e aqui.