Tag ‘Demência’

Tem hora para tudo

8:49 | 06/08/09 | Rodrigo Alvares

O timing para o último post do A Nova Corja não poderia ser melhor. Se alguém ainda duvidava do que alertamos aqui desde 2006, é melhor levar em consideração o que os procuradores do Ministério Público Federal aturaram em uma ação de 1,2 mil páginas, feita com base em cerca de 20 mil ligações telefônicas.

A farsa do desgoverno Yeda Crusius está escancarada. Espero que no meio dessa investigação esteja o documento que fez o governo do Estado entrar com uma medida cautelar covarde contra este blog. Yeda e seus amigos apenas vão colher o que plantaram nos últimos anos.

Ah, sim: não sobrou apenas para a desgovernada. O MPF também indiciou Carlos Crusius, os deputados José Otávio Germano, Luiz Fernando Záchia, Frederico Antunes, o ex-secretário Delson Martini, a assessora Walna Vilarins Meneses, o diretor do Banrisul Rubens Bordini e do presidente do Tribunal de Contas do Rio Grande do Sul, João Luiz Vargas. Todos muito assíduos por aqui nos últimos tempos.

Apesar das várias aporrinhações pelas quais passamos, os melhores momentos destes cinco anos vão perseverar.

Agora, enquanto a desgovernadora está awol, é preciso manter a consciência e saber que ela é apenas a ponta dos problemas. Não sei como vai manter sua mansão com as contas bloqueadas, mas isso não é mais problema meu. Por conta de compromissos profissionais, não posso mais manter atualizações como gostaria, e prefiro fechar o blog a fazer um trabalho meia boca.

Espero que o A Nova Corja permaneça como registro da demência que assola não só o governo Yeda, mas a política gaúcha e brasileira. As eleições do ano que vem serão as mais importantes desde 1989, e boa parte da bandalha praticada por eles ultimamente está nos arquivos do blog.

ABRA$$O

Dose F5 de demência - 28/07/2009

17:32 | 28/07/09 | Rodrigo Alvares

BM flagra bateria e carregador de celular com
pombo-correio próximo ao Presídio Central (Zero Hora)

Policiais militares flagraram pouco antes das 13h desta terça-feira um pombo-correio no 4º Regimento de Polícia Montada (RPMON) da Brigada Militar no bairro Partenon, zona leste de Porto Alegre.

A ave caiu no pátio da corporação enquanto transportava um carregador e uma bateria de celular dentro de uma mochila, de acordo com o major João Diniz Prates de Godoy, que responde pelo comando do 4º RPMON:

Foto:André Feltes
6750485.jpg

‘Conseguimos ver que a pomba se dirigia ao Presídio Central.’

De acordo com o major, a força do vento ou o peso do equipamento teria derrubado o pombo, que não apresentava ferimentos graves. Mesmo assim, será encaminhado ao departamento veterinário da Universidade Federal do RS (UFRGS) para observação.

O major Godoy informou que o monitoramento será reforçado no entorno do presídio.”

Vou cobrar royalties do PSOL

17:28 | 27/07/09 | Rodrigo Alvares

“NOTA OFICIAL: PSOL questiona paradeiro da governadora Yeda

O (des)governo gaúcho

O PSOL - Partido Socialismo e Liberdade do Rio Grande do Sul - repudia o sumiço injustificável da governadora Yeda Crusius, que se encontra em lugar incerto e não-sabido, sem que tenha passado o cargo ao vice-governador, Paulo Feijó, como determina a Constituição.

Ainda com as férias do presidente da Assembleia Legislativa, o Executivo gaúcho está acéfalo. O PSOL entende que o povo gaúcho não merece tamanho abandono e questiona o paradeiro da governadora.

Roberto Robaina

Presidente do PSOL/RS

Pedro Ruas

Secretário de Relações Institucionais do PSOL/RS

Discordo. O povo gaúcho merece muito mais demência. O potencial é quase ilimitado.

Update 17h40

Yeda está no Palácio Piratini (André Machado/ZH)

A governadora Yeda Crusius está despachando neste momento no Palácio Piratini. A agenda também não é confirmada pela assessoria, mas envolveria a conversa com secretários. O destino, por enquanto não é o Palácio das Hortênsias.

A informação pode ser que acalme o ânimo do PSOL que protestou pelo fato da governadora Yeda Crusius não ter transmitido o cargo ao vice-governador Paulo Feijó nestes dias em que está fora do Palácio Piratini.”

É uma farra governar o Bovinão

23:40 | 21/07/09 | Rodrigo Alvares

Agenda da governadora Yeda Crusius
para 22 de julho, quarta-feira

Porto Alegre

12 horas - Lançamento estadual do acendimento da Chama Crioula 2009 - Festejos Farroupilhas.

Local: Palácio Piratini.”

É uma loucura governar o Bovinão

19:14 | 19/07/09 | Rodrigo Alvares

Agenda da governadora Yeda Crusius
para segunda-feira, 20 de julho

Porto Alegre

9h30min - Reunião Grupo de Comunicação.

Local: Palácio Piratini

15h30min -Solenidade de Assinatura do Certificado de Fornecedor do Estado nº 10 mil, à empresa Dotcom Soluções em Informática Ltda.

Local: Palácio Piratini

Tratamento de choque

11:48 | 18/07/09 | Rodrigo Alvares

Tiroteio (Painel/FSP para assinantes)

‘Não bastasse a precariedade das condições políticas, a governadora Yeda Crusius agora precisa de tratamento terapêutico.’

Da deputada Maria do Rosário (PT-RS), sobre a reação da governadora gaúcha, que chamou de ‘torturadores’ professores que faziam manifestação em frente à sua casa, na quinta-feira.”

Barraco nacional

10:48 | 17/07/09 | Rodrigo Alvares

furia.jpg

clipboard01.jpg

clipboard02.jpg

Yeda Crusius quer passar o transtorno adiante?

18:08 | 16/07/09 | Rodrigo Alvares

As imagens com os netos da desgovernadora Yeda Crusius (PSDB) durante o protesto de hoje são sem dúvida deprimentes. Não vou entrar em questões familiares, mas como as sequências de fotos e o vídeo da Zero Hora não dão a noção exata da ordem cronológica dos acontecimentos, tem algo a ser considerado seriamente.

Foto: Roberto Vinícius/Agência Free
protestocasayeda4.jpg

A luminosidade das fotos da manifestação ajuda a esclarecer algumas coisas. Antes de a Brigada Militar retirar o pessoal do Cpers da frente da residência, Yeda aparece na parte de dentro do pátio com a filha, Tarsila, e os dois netos. Em outras imagens, aparece segurando um cartaz chamando os professores de torturadores.

Interlig Propaganda/Hopi Chapman
09197192.jpg

Não é exatamente um caso no qual a ordem dos fatores altera o produto, mas se Yeda decidiu fazer um show ao levar seus netos para a frente da casa e usá-los para passar de vítima, seria o aspecto mais condenável dessa história toda. Se tem 500 pessoas na porta da minha casa pedindo o meu laquê, a última coisa que vou fazer é levar meus filhos para perto delas.

Foi um constrangimento desnecessário. Se as crianças não conseguiam sair de casa para ir ao colégio, que tivesse deixado-as lá dentro ou que saíssem direto da garagem. Agora, ao invés de discutirem as condições precárias da Educação no Rio Grande do Sul e o protesto em si, as pessoas culpam o Cpers por traumatizar as crianças.

Não quero defender os professores, muito pelo contrário. O problema é a expressão de desdém misturada com felicidade que Yeda fez enquanto escrevia e mostrava o cartaz para que todos tirassem fotos das verdadeiras vítimas desse barraco todo. Se expor os netos a uma horda de manifestantes vai deixar marcas psicológicas neles, seria interessante saber quem decidiu montar esse circo na parte de dentro da mansão.

Update 19h24

Assista e tire sua própria conclusão:

Reprodução

yeent2.jpg

“Todos sabem onde eu moro. É uma casa sem muros”

Tucanos gaúchos têm bicos de lata

15:12 | 16/07/09 | Rodrigo Alvares

Nota Oficial do PSDB e da bancada do PSDB na AL

É com profunda tristeza e repúdio que os deputados do PSDB assistiram às ações truculentas protagonizadas no protesto que militantes caracterizados por partidos políticos e alguns sindicalistas realizaram hoje pela manhã em frente a casa da governadora Yeda Crusius.

O PSDB não pode acreditar que estas ações de violência tenham a aprovação da maioria do magistério. Continuamos acreditando que a maioria dos professores está junto com o Governo do Estado na busca da melhoria para a Educação do Rio Grande do Sul.

Ações como esta mostram cada vez mais que estes movimentos agem movidos por interesses político-partidários e não a favor de categorias e em benefício do Rio Grande do Sul. Democraticamente, respeitamos toda forma de protesto das categorias de classe.

Entretanto, ações de violência descabida como estas, descaracterizam o movimento que, por várias vezes, tem agido de forma irresponsável. Movimento que hoje protagonizou uma pressão moral e psicológica em crianças que precisavam ir para a escola.

Esta não é uma forma legítima de reivindicação. Não é dessa forma que se promove o desenvolvimento do Rio Grande do Sul. Não podemos permitir que movimentações como estas descaracterizem a gestão competente que tem sido demonstrada pela governadora Yeda Crusius.

Deputado Estadual Adilson Troca Líder da Bancada do PSDB na AL

Deputada Estadual Zilá Breitenbach Presidente Estadual do PSDB”

Escola de lata e demência
na casa de Yeda Crusius

13:23 | 16/07/09 | Rodrigo Alvares

Finalmente, alguém saiu do Twitter e resolveu fazer um protesto de verdade contra Yeda Crusius (PSDB). Pena que tinha mais oficiais da Brigada Militar do que manifestantes do Cpers em frente à casa da desgovernadora, na rua Araruama.

Não costumo ver os brigadianos prenderem os motoristas de ônibus quando trancam a avenida Mauá por ordem dos patrões e ferram com a vida de meia Porto Alegre. A menos que tenham pensado que os manifestantes fossem invadir e saquear a mansão de Yeda para descobrir por que diabos a desgovernadora não fala a verdade. Ela respondeu à altura, como sempre.

Fotos: Roberto Vinícius/Agência Free Lancer/AE
despeito.jpg
“Vou colocar vocês em uma escola de lata e jogar no Guaíba, caso voltem”

Como se pode ver nas fotos e no vídeo abaixo, o lugar não é exatamente movimentado para se dizer que estavam atrapalhando a ordem pública. Era tão pouca gente que bastava ficar do outro lado da rua. A Brigada só precisava esperar que eles gritassem, chamassem um pouco de atenção e fossem embora. Claro que não foi isso que aconteceu.

despeito-2.jpg
“Cadê o coronel Mendes quando eu preciso? Vocês não são de nada”

Se o Cpers começou o barraco, quem comandava do outro lado não fez questão de se lembrar do cargo que ocupa para ao menos se portar como tal. Saiu e ainda jogou gasolina na situação. Esse comportamento chulo de Yeda Crusius periga conseguir que todos passem a se comportem como ela, que chega ao absurdo de usar os próprios netos para condenar o protesto:

“A violência e o absurdo são tão grandes que só posso descrever com os meus netos. Crianças de oito e 11 anos saem chorando de casa. Esses falsos professores, eles não são professores porque professores não torturam crianças. Saiu o carro com minha filha e as crianças, mas duvido que possam fazer aula ou provas em condição normal. Tive que pedir desculpa para os meus netos. Vocês não são professores. Vocês são torturadores de crianças

protesto.jpg
“Do ponto de vista semiótico, a gente devia ter feito o protesto no dia 14″

Com certeza, a prole dos Crusius não estudam em uma escola de lata. Os manifestantes estão em frente na Praça da Matriz neste momento. Espero que a desgovernadora tenha o bom senso de mostrar um cartaz mais elaborado da sacada do Palácio Piratini. De preferência, de cabeça para baixo, como está acostumada a fazer.

Nem o servidor aguenta tanta demência

18:58 | 15/07/09 | Rodrigo Alvares

Reprodução
viars.jpg

Até o site do Bovinão está fora do ar

Cuidado com a gripe bovina

8:12 | 10/07/09 | Rodrigo Alvares

Agenda da governadora Yeda Crusius
para 10 de julho, sexta-feira


PORTO ALEGRE


9h30min -
Reunião com o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, e prefeitos dos municípios de fronteira com a Argentina e o Uruguai.

Local: Palácio Piratini.”

Todo mundo tá molhado

0:25 | 10/07/09 | Rodrigo Alvares

Otaviano deixa a Secretaria da Transparência (ZH)

clipboard01.jpg

O secretário da Transparência, Carlos Otaviano Brenner de Moraes, oficializou na tarde desta quinta-feira sua saída da pasta. O pedido de renúncia ao cargo foi entregue a governadora Yeda Crusius no Palácio Piratini. A relação com a chefe do executivo se deteriorou depois que Otaviano sugeriu o afastamento da assessora direta da governadora, Walna Menezes.

A assessoria do Palácio Piratini divulgou uma nota assinada por Brenner que continha 10 pontos. No documento, ele nega qualquer desavença com a governadora e afirma ter certeza que cumpriu com o seu dever. (…)

Em reunião com o conselho político no Palácio Piratini na noite da última segunda-feira, a governadora Yeda Crusius garantiu que Brenner não deixaria o cargo ‘pelo menos por enquanto’. Segundo participantes do encontro, Yeda disse que ele teria uma ‘missão’ e ‘ficaria para cumpri-la’.

Entre os desafios do secretário estava colocar no ar o site Portal da Transparência, que vai divulgar o caminho do dinheiro público desde a arrecadação até o gasto detalhado do Estado.

Estressado por causa das críticas da oposição sobre a demora em tomar atitudes em relação a suspeitas de corrupção na administração, Otaviano entregou à governadora, por meio da Casa Civil, suas conclusões sobre as denúncias contra a assessora Walna Vilarins Meneses, na sexta-feira.

Otaviano sugeriu o afastamento de Walna e a abertura de sindicância. (…) Nas últimas semanas, Otaviano vinha reclamando de abandono no governo e da falta de defesa dele na Assembleia Legislativa.”

Esclarecimentos requentados

15:06 | 06/07/09 | Rodrigo Alvares

A desgovernadora reclama dos “fatos requentados” publicados pela Zero Hora - e pela A Nova Corja desde o ano passado -, mas bem que poderia ser mais original na hora de tentar remendar os estragos. Ao menos, entendi porque a agenda de Yeda Crusius (PSDB) hoje serve apenas para reuniões internas.

Nota de Esclarecimento

Em face das informações publicadas no jornal Zero Hora, de 06 de julho corrente, o Governo do Estado, em respeito à democracia e à população do Rio Grande do Sul esclarece que:

1º. Não há nada de novo na divulgação do referido jornal.

2º. Todas as supostas denúncias são fatos já mencionados no passado, sem qualquer comprovação, com o claro objetivo de criar dúvida e estabelecer desconfiança na relação do Governo com a Sociedade;

3º. A eleição terminou. Todas as contas da campanha eleitoral foram julgadas, auditadas pelos órgãos competentes e aprovadas, o que permitiu a diplomação da Governadora. As mesmas estão à disposição no Portal do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul.

4º. Em relação à compra da casa, o fato já foi investigado pelo Ministério Público Estadual, que determinou o arquivamento da investigação dado a legalidade comprovada pela análise da farta documentação disponibilizada pela Governadora.

5º. O Governo continua empenhado em manter a governabilidade do Estado e garantir o cumprimento de suas responsabilidades na gestão dos serviços públicos.

6ª. Celebrando o pleno Estado de Direito vigente no País, o Governo do Estado aguarda com serenidade o desenvolvimento das investigações, confiando que a Justiça seja feita e respeitando todos os princípios democráticos reafirma sua obrigação de responsabilizar os que na ânsia de atacar e agredir, afrontam a verdade e violentam a imagem de pessoas e instituições.”

Todo o universo é provinciano

3:11 | 04/07/09 | Rodrigo Alvares

Entendo os nervos à flor de pele por causa dos fracassos conjuntos do futebol gaúcho nesta semana. Jamais exaltarei o bovinismo - até porque saí daí por criticá-lo -, mas enquanto somos chamados de bairristas e provincianos pelo centro do país, essas coisas ainda acontecem. Será que dá para ser mais original?

Juiz paulista diz que RS deveria ter deixado o país (ZH)

Sorte dos gaúchos que os poderes do desembargador Paulo Octávio Baptista Pereira estarão restritos ao Tribunal Regional Federal da 3ª Região. O presidente eleito da Corte, com sede em São Paulo, afirmou recentemente que melhor seria se o Rio Grande do Sul não fizesse parte do Brasil.

“Se não fosse a Revolução Farroupilha, ou se nós não fizéssemos uma oposição a ela, quem sabe nós teríamos nos livrado do Rio Grande do Sul. Assim, o Estado estaria hoje ao lado do Uruguai”, disse Baptista Pereira.

As declarações do desembargador foram divulgadas durante um julgamento realizado no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de São Paulo no dia 16 de junho. A Corte analisava o direito dos presos provisórios de votar. Para Baptista Pereira, os defensores da proposta estavam querendo oferecer o ‘direito aos piores da sociedade, aos que estão presos‘. (…)

A polêmica veio à tona porque as declarações e a gravação da sessão foram divulgadas por reportagem do site Consultor Jurídico, especializado em Direito e Justiça. Na Justiça gaúcha, o teor gerou indignação. O diretor de Comunicação da Associação dos Juízes (Ajuris), desembargador Túlio Martins, disse lamentar a ‘bobagem’ dita pelo colega:

‘Esse desembargador esqueceu que jurou a defesa da Constituição. Trata-se de um comentário preconceituoso, superficial e pouco inteligente.’

O presidente da OAB gaúcha, Claudio Lamachia, considerou ‘inadmissíveis e despropositadas’ as declarações. Para ele, Baptista Pereira ‘pecou na falta de equilíbrio e ponderação’:

‘Tivesse o ilustre magistrado separatista a oportunidade de ter compartilhado com o povo gaúcho, certamente não estaria hoje com sua eleição contestada judicialmente‘, disse Lamachia, em referência a uma liminar do Supremo Tribunal Federal (STF) que impediu a posse de Baptista Pereira na presidência do TRF.”

Não gosto de me ufanar, mas alguém precisa dizer a esse beócio que os gaúchos têm orgulho, sim, de fazer parte da federação. A menos que defender um estado fronteiriço com dois países não seja suficiente, aconselho o nobilíssimo a ir ao acampamento farroupilha, em setembro, trajando o uniforme da seleção argentina. Aí sim, vai saber o que é ser gaúcho e brasileiro - quer dizer, se a gauderiada deixar o infeliz sair de lá.

Oduj muito a mentalidade bovina, mas chega uma hora em que o vivente cansa de ouvir essas bobagens de separatismo e argentinismo. Pessoas morreram para defender as fronteiras e os gaúchos são estigmatizados por causa de uma guerra que durou dez anos, e não dez dias, como a “Revolução Constitucionalista”.

Está mais do que na hora de passar por cima desse provincianismo.