Tag ‘Feijó’

Olha a conivência com o banditismo, boto

20:01 | 08/06/08 | Walter Valdevino

Do Estadão:

Senador do DEM quer expulsão do vice de Yeda do partido

O senador Heráclito Fortes (DEM-PI), que é membro da executiva nacional do partido, vai pedir na quarta-feira a expulsão do vice-govenador do Rio Grande do Sul, Paulo Feijó (DEM). “Vou propor a expulsão dele do partido porque crime não se combate com crime. Se ele tinha informação de algum erro, que tomasse providências legais para combatê-lo e corrigir o problema. Se denunciamos grampo, escuta ilegal, dossiê, não podemos concordar com isto“, disse Heráclito neste domingo, 8.

heraclitofortesboto.jpg
Virou petista, boto?

Para prejudicar a governadora Yeda Crusius (PSDB), com a qual é brigado, Feijó teria espionado e gravado conversas de aliados para denunciar um esquema de fraude no Departamento de Trânsito (Detran) gaúcho e tornar pública a suspeita de desvio de recursos de órgãos estaduais para financiar campanhas de aliados. “Gravações são instrumentos inaceitáveis para nós, apesar de sabermos que, infelizmente, o governo federal faz uso deles“, diz o presidente nacional do partido, deputado Rodrigo Maia (RJ).

São métodos típicos do Estado policialesco que condenamos e não vamos compactuar com isto“, antecipa, já em resposta a cobranças do PSDB da governadora Yeda Crusius. O episódio de delação pública do vice da governadora tucana provocou abalo na parceria nacional entre o DEM e o PSDB.

O que está acontecendo em setores da administração do Rio Grande do Sul não é bom, mas não se combate nenhum tipo de irregularidade nem se constrói um partido com base no grampo, na traição e na delação“, concorda o deputado José Carlos Aleluia (DEM-BA), que também participa da executiva nacional. Maia e Aleluia insistem na tese de que não se combate um crime praticando outro crime, e argumentam que Feijó tinha muitas alternativas e instâncias para levar as suspeitas ou provas de corrupção, seja dentro do governo ou apelando ao Ministério Público.”

FUNK DO BU$ATTO (te$ão)

16:17 | 07/06/08 | Leandro Demori

Munida de esforços HERCÚLEOS, esta Corja criou, com ajuda inestimável de Nacional Supermercados, mais uma obra-prima da tenéti brazileira. Senhoras e senhores, para deleite de nossos 8 leitores e meio, apresentamos o “FUNK DO BU$ATTO (te$ão)“.

Se quiser baixar, te atira pra cá

By ™ Cézar Bu$atto. Poema final: Alex Barranqueadas. SWING: ™ MC Demori

UPDATE: Desgovernada Yoda acabou de dar entrevista coletiva, transmitida ao vivo pela TVCOM. Bu$atto e Delson Martini FORAM PRO ABRA$$O. Breve cobertura no nosso Twitter.

Yoda torra dinheiro para comemorar crise

14:59 | 07/06/08 | Marcelo Träsel

A desgovernadora vive insistindo em aumentar impostos, porque o Rio Grande do Sul está com o orçamento estourado. Antes mesmo de assumir o Piratini ela tentou aumentar o ICMS, quebrando uma promessa de campanha.

Agora, em meio à crise causada pela CPI do Detran e a gravação em que Bu$atto tenta comprar a conivência do vice-governador Feijó, Yoda prefere carbonizar R$ 16.104,00 R$ 32.208,00 na compra de um minuto comercial na rede RBS (tabela de preços, o valor hachurado era apenas para 30 segundos — sabe como é, jornalista não sabe contar) do que falar com o programa RBS Notícias, que vai ao ar no mesmo horário das 19h.

Se ela desse uma coletiva no Piratini, sua versão dos fatos seria veiculada por todas as emissoras de rádio e televisão do Rio Grande do Sul — e provavelmente algumas do centro do país — de graça. E pensar que na campanha ela ainda se gabava de saber tocar um negócio, por ser economista.

The Paulo Feijó talk to Yoda Show

13:28 | 07/06/08 | Rodrigo Alvares

Não basta a desgovernada ganhar uma página inteira no Estadão, ela também quer um impeachment do vice-governador. Como ela vai conseguir isso, é uma incógnita depois dessa conversa que Paulo Feijó gravou e traçou uma das maiores raposa$ da política gaúcha:

Feijó — (…) Eu só quero, como vice-governador, poder participar das decisões de governo. Eu não quero cargo, não quero secretaria, então “Ah, eu demonstro que não tenho interesse”. Eu não tenho interesse por cargo nem por nomeação nem por secretaria nem por nada. (…) Agora, eu quero entender o seguinte: por que encobrir o Detran? Se sabia, antes de eu entrar na política nós já sabíamos que existia esse esquema no Detran. Todo mundo sabia, era público. Por que não querer mudar? Desde 2003 eu sei que existe uma quadrilha no Banrisul. Por que não querer mudar?

Busatto — E por que quando (inaudível) segundo turno, como está sendo hoje com o Rigotto, (inaudível) conviveu com essas duas situações casualmente?

Feijó — Por quê? Porque quem era eu, Busatto? Por que não fui com o Rigotto? Quem era eu? Eu era um empresário médio do Rio Grande do Sul, presidente da Federasul. Eu vou bater de frente com o governador do Estado? Com um secretário de Estado? Que espaço eu tinha na mídia? Ou que respaldo eu tinha? Nenhum.

(…)

Busatto — Então, entre nós, podemos deixar isso claro. Eu não tenho dúvida de que o Detran é uma grande fonte de financiamento.

Feijó — Do PP?

Busatto — Não é verdade? E o Banrisul, com certeza, né, nesses quatro anos. Eu até acho que, de repente, a governadora pode até ter pensado nisso, mas eu te digo uma coisa: dois partidos (inaudível) do Estado, como é que isso? Isso ia ficar insustentável.

Feijó — Hmm, hmm.

Busatto — Então, assim, eu não creio que a governadora seja totalmente responsável por tudo isso, compreende? Quer dizer (inaudível).

Feijó — Sim, é melhor deixar assim, então?

Busatto — E outra coisa: o custo que teria ela ter que romper com Zé Otávio (José Otávio Germano, deputado federal e um dos principais dirigentes do PP gaúcho)… Pedro Simon (senador e ex-governador do PMDB)… (inaudível)

Feijó — Sim, para mim tá claro, ela rompeu comigo e se abraçou com o Simon na época lá, quando ela pediu que eu renunciasse.

Busatto — É, é… mas eu quero te dizer o seguinte: não sei se isso é só uma maldade dela, compreende? Ou…

(…)

Nota do editor: o diálogo a seguir traz à tona o falecido Daer, muito acusado durante o governo Simon de conseguir construir obras sem qualquer licitação - o que deixava os engenheiros concursados sem fazer nada - e privilegiar os amigos do então governador.

Busatto — Todos os governadores só chegaram aqui com fonte de financiamento — hoje é o Detran, no passado foi o Daer. Quantos anos o Daer sustentou?

Feijó — Não sei.

Busatto — Na época das obras, (inaudível). Depois foi o Banrisul, depois… (…) E é onde os grandes partidos querem controlar. Não querem saber (inaudível). Onde têm as possibilidades de financiamento, pode ter certeza de que tem interesses bem poderosos aí controlando, e é por isso que… por isso que… Então, é uma coisa mais profunda que está em jogo, ? (inaudível) Eu não sei se têm lugares onde se superou isso — acho que sim, ? Países mais avançados, políticas mais maduras, norte da Europa (inaudível). Têm lugares em que a atividade pública é muito mal remunerada, né?

Feijó — Sim. Por idealismo.

Frases soltas

Busatto — Acho que eu estaria disposto a tentar, sei que a governadora é muito complicada, mas, se não for assim, não agüenta esse sofrimento. Se tu não vai abrir mão das tuas convicções… Tu tem as informações. (inaudível) Ela vai pagar um preço alto por isso — talvez mais do que ela merecesse.

Feijó — Agora, eu tenho uma convicção: se sair uma CPI do Banrisul, seria muito bom para a sociedade, não tenho dúvida disso.

Adeo$, Yoda

16:52 | 06/06/08 | A Nova Corja

Gravação que o vice-governador do Bovinão, Paulo Feijó (DEMO), fez de conversa com Cézar Bu$atto, chefe da Casa Civil, passando agora na rádio Gaúcha e na Assembléia Legislativa.

Bu$atto confessa TODAS as bandidagens do governo Yoda, pergunta qual o preço de Feijó e por que ele estranharia esse pagamento sendo que o Detran sustenta a máfia do PP e o Banri$ul, a máfia do PMDB.

ACABOU

Live:

- Em entrevista coletiva, a senadora Marisa Serrano destacou que o vice-governador Paulo Feijó quer assumir o lugar da desgovernadora Yeda Crusius. Claro, imagina-se que o pobre do Busatto agora é vítima porque Feijó gravou em off o secretário lhe perguntar o que ele gostaria de receber para ficar quieto.

- a TVCOM (mídia má e golpista), canal 36, está transmitindo ao vivo a sessão da CPI do Detran, logo depois da escuta do áudio.

- CPI dando um tempo até que transcrevam o áudio, que está com uma qualidade bovina.

- Presidente da CPI, Fabiano Pereira (Pê Tê) começa a ler a degravação.

- Leitura da degravação. Confirmado tudo, principalmente o trecho em que Bu$atto confessa a compra do PMDB com o Banri$ul e do PP com o Detran.

- Bu$atto diz que instituições como DAER e CEEE bancaram as últimas eleições com a roubalheira. Pedro $imonooooon, acorda.

- “Rigotto, Olívio, Britto, cada um tem o seu jeito de financiar as coisas.”

- Fim da leitura. Acabou tudo MESMO.

- Bu$atto dará coletiva daqui a pouco. Provavelmente dirá algo como “Oi, trouxe essa arma aqui pra me dar um tiro na cabeça. Tchau. Bum.

- Alexandre Postal (PMDB) lê nota de repúdio totááál às declarações de Bu$atto. Melhor não se servir a esse papel, Po$tal.

- A íntegra da nota do PMDB, assinada por Pedro Simon e Eliseu Padinha, está ali no blog da Rosane.

- CARA PINTADAS protestando e gritando “Cara de pau” na entrada do Plenarinho, onde está ocorrendo a sessão da CPI.

- Raul Pont em chamas pelo impeachment da Desgovernada. Horror ter que concordar com o Pê Tê.

- Puta merda, não vai dar tempo de descer até o boteco e comprar ceva. Telefones de tele-ceva nos comentários, por favor.

- TVCom mostrando os CARAS PINTADAS. Não se faz mais juventudi como antigamente.

crisebusatto4a.jpg
Acóóóórda, Yoda! (Foto: Puny)

- Juventudi entrou no Plenarinho. Sessão será retomada em breve.

- A “nota oficial” que Paulo Feijó divulgou tem data de AMANHÃ. No final de semana a Yoda se mata e, segunda-feira, Feijó assume. hshsh. Claro que não. Yoda tá ligando para o Lula para ter aulas de “não sabia de porra nenhuma”.

- Não querendo ser chato mais uma vez, mas já sendo, não esqueça jamais: merdas do Bu$atto? A NOVA CORJA AVISOU às 16hs02 de 09/11/2007.

-Do blog da Rosane: “o presidente estadual do PP, Jerônimo Goergen, afirma não reconhecer mais Busatto como interlocutor político.”

- Não custa lembrar: Bu$atto foi a sustentação da prefeitura de José Fogaça Poeta até ser catapultado ao governo bovino. Poeta afundará junto com Bu$atto.

- Raul Pont esbraveja para que Bu$atto seja convocado para depor na CPI e explique quais campanhas para governador o DAER bancou. Conselho desta Corja: olha o Pê Tê tiro no pé aí…

- Plenarinho se esvaziando. Juventudi protestando na frente da Assembléia. Bovinão aguardando a entrevista de Bu$atto.

- Fabiano Pereira, presidente da CPI, suspendeu depoimentos da CPI marcados para segunda-feira. Sessão ficará aberta para que Bu$atto e Delson Martini possam se afundar até o fim dos tempos e levar a Desgovernada junto.

- Juventudi SE DEITA na frente do Palácio Piratini para impedir a passagem do trânsito.

crisebusatto1a.jpg
Bom saber que o Pê Tê não tem NENHUM envolvimento nessa merda toda. (Foto: Puny)

- TVCOM informa que o Diário Oficial publicará na segunda-feira o ABRA$$O de Delson Martini e Bu$atto. Marcelo Cavalcante, EMBAIXADOR do Bovinão em Bra$ilia, também vai pro saco. De brinde, mas sem relação com a crise do Detran, o comandante-geral da Brigada Militar, Cel. Nilson Nobre Bueno também cai.

- Começa a coletiva de Bu$atto.

- Primeira frase = ATESTADO DEBANDIDAGEM.

- Puny, nossa informante, está em meio aos petistas em chamas na frente do Palácio Piratini.

crisebusatto2a.jpg
Pê Tê: ético. (Foto: Puny)

- Bu$atto acusa Feijó de “MAU-CARÁTER” por ter gravado a conversa. “Fui vítima de uma atitude baixa, do pior da política. Por que Feijó quer o meu mal? Por que ele tornou público isso dessa maneira? Por que ele é um golpista. Ele quer dar um golpe para ser governador a qualquer custo, pisando na honra de quem tiver que piser, fazendo jogo de mau caráter.”

- “Felizmente, vocês viram a gravação e ela não tem nada que possa me desonrar. (…) Reafirmo tudo o que disse.”

- Deus do céu. Jamais se viu tamanha canalhice em uma única declaração.

- Bu$atto dizendo que NÃO CONCORDA COM NADA do que ELE MESMO disse na conversa com Feijó.

- Dizendo que Feijó é que é CULPADO DE TUDO. Cara de pau NÃO TEM NENHUM LIMITE NUNCA JAMAIS.

- “Não tive condições de conversar sobre a minha saída com a governadora. Vou descansar neste final de semana e segunda a gente vê.”

- Jornalistas querendo MATAR o verme. Jamais se viu tanta demência em uma única declaração.

- “Foi Jerônimo Goergen [presidente estadual do PP, que não reconhece mais Busatto como interlocutor político] quem me informou que Feijó tinha me gravado. Agradeço a ele por isso.”

- Jornalista: “O senhor confirma que tem loteamento de cargo no SEU governo?” Bu$atto: “bbb.. bbbb… bbbbb”

- Sai daí, Bu$atto! Pára de falar.

- “Segunda-feira eu posso dar uma opinião melhor pra vocês.”

- Não é real que esse CRÁPULA acabou a coletiva assim. NÃO É REAL.

- Onyx Lorenzoni dando entrevista na Rádio Gaúcha. Afirma que soube hoje de manhã sobre a gravação, que já foi entregue por Feijó para a Polícia Federal.

- Rádio Gaúcha informa extra-oficialmente que Yoda está reunida com Bu$atto e Martini e que dará, ainda hoje, uma coletiva para a imprensa.

- Rádio Gaúcha relendo à exaustão os trechos de banditismo supremo de Bu$atto.

- Boatos de que Yoda dará uma desculpa qualquer e deixará um possível pronunciamento REAL para amanhã (ou então segunda-feira, para não ficar muito can$adinha…). O Con$elho €ditorial da Nova Corja aprova. Nada mais adequado para um estado que está em zzz..zzz..zzzz profundo.

- Secretário da Comunicação, Paulo Fona, faz declaração neste momento. NENHUMA MANIFESTAÇÃO de NINGUÉM a respeito da saída de QUALQUER PESSOA.

- Fona diz que a reação de Yoda em relação à gravação é a mesma que já foi expressa por Bu$atto: INDIGNAÇÃO com Paulo Feijó, que gravou a conversa sem pedir autorização para Bu$atto.

- Fona: “Nenhum secretário será afastado hoje. A [des]governadora dará sua declaração até domingo.” Zzzzz… zzz… zzzz…

- Discurso de Fona (a mando direto da desgovernada) = discurso de Bu$atto = banditismo.

- Íntegra da gravação bombástica disponível na zerohora.com.

- “Marcelo Cavalcanti pede exoneração do governo gaúcho

O Banrisul é o verdadeiro Detran - 5

17:10 | 21/05/08 | Rodrigo Alvares

Feijó diz que R$ 18 milhões saíram do Banrisul para a Faurgs e não foram contabilizados

“Com base no relatório obtido após investigação do Tribunal de Contas, o vice-governador Paulo Feijó denuncia que cerca de R$ 18 milhões teriam saído do Banrisul e seguido para a Fundação de Apoio da Universidade Federal do RS (Faurgs) sem serem contabilizados. (…) Uma cópia do documento resultante das investigações feitas pelo Ministério Público teria sido entregue por Feijó para a governadora Yeda Crusius na sexta-feira. (…)

Questionado se existe ligação entre as irregularidades encontradas no Banrisul com a fraude do Detran, Feijó disse que ’se não são iguais, são muito parecidas’. Outra irregularidade apontada por Feijó seria a contratação de técnicos por 800 horas/mês, o que seria impossível.”

Curiosamente, esta questão aparece no relatório sob o título Outras Informações Relevantes e Oportunas:

“Há outras inconsistências nos Relatórios de Pagamentos Realizados pela fundação, relativos ao período de janeiro a agosto de 2007. Por exemplo, consta que o consultor Villi Vitório Longhi, da empresa MBS, teria nos meses de junho e agosto de 2007, prestado 800 horas de consultoria ao preço mensal de R$ 120.529,94 (R$ 150,66/ hora). (…) Ora, não seria logicamente possível ao consultor ter efetivamente prestado o número de horas informado se um mês de 31 dias (o que não é o caso de junho, que tem 30 dias) possui apenas 744 horas. (…)

Com relação às 500 horas mensais que ele teria trabalhado de janeiro a maio, embora caibam nas 744 horas que possui um mês, sabe-se que é humanamente impossível cumprir tal carga horária, tendo em vista que daria mais de 16 horas de trabalho por dia, incluindo sábados, domingos e feriados. Aliás, o consultor já recebeu por conta deste contrato, somente no exercício de 2007 (janeiro a agosto, no relatório), o valor de R$ 737.040,62, do qual, com certeza, boa parcela por horas não trabalhadas.”

Há quem diga que não vale a pena investigar essas informações, que são bucha pequena e não merecem destaque. Como a própria desgovernadora.

O Banrisul é o verdadeiro Detran - 4

12:46 | 21/05/08 | Rodrigo Alvares

Conforme foi dito a mim sexta-feira passada e corroborado hoje pela Zero Hora (ufa), na última quinta-feira, o vice-governador Paulo Feijó tentou entregar o tal relatório à desgovernadora Yoda em audiência. Ela se recusou a receber o material e pediu que ele o protocolasse para permitir o trâmite formal: 

“Quando me chega um documento, mando averiguar. Feijó me trouxe um envelope cheio de folhas. Eu disse: ‘Me encaminha isso como um documento e não um conjunto de folhas. Autoridade pública tem responsabilidade’“.

Bacana. Embora eu tenha ouvido coisas pouco abonadoras sobre o que a desgovernadora disse sobre o que deveria ter sido feito com o dinheiro que sumiu do Banrisul. O presidente da estatal disse ”o Ministério Público examinou os contratos e optou por um TAC. Entendemos que deveríamos aceitar a proposta e acabar com o bate-boca”. Mas vai ser estranho a oposição se contentar com isso quando o anexo 6 do relatório apresenta aberrações como essa:

“Um outro aspecto a ser destacado é que a sub-rogação do “Convênio” onde a L.L.T. Serviços e Consultoria de Negócios Ltda. cede sua posição contratual à nova empresa do sr. Lauro Tachibana, a H9, ocorreu, em 02/01/2006, um dia antes de a Faurgs firmar o contrato nº 05/06191, através do qual o Banrisul pagou à fundação R$ 9.880.134,01, sendo esta repassou à H9 o valor de R$ 6.984.600,00, equivalente a 70,69% do total recebido pela execução do Contrato.”

Mas a melhor parte vem agora:

Estranha-se o fato de que uma empresa recém-constituída (H9, 21/09/2005), com capital registrado de apenas R$ 1.000,00, e que nunca tenha emitido nenhuma nota fiscal, tenha faturado no período de jan/06 a maio/07, o significativo valor de R$ 6.984.600,00. Observa-se que das 27 notas fiscais emitidas, 21 documentos fiscais foram emitidos contra a Faurgs, fazendo referência genérica ao projeto ‘Reformulação do Banrisul’. (…)

Saltam aos olhos irregularidades que ocorrem quando do pagamento de contrato, com valores superiores aos contratados, bem como por horas não trabalhadas (por evidente limitação de tempo) sem que tenham sido feitas quaisquer objeções por parte do banco, que simplesmente anuiu as cobranças efetuadas pela Faurgs.”

O que mais parece é que o Banrisul já foi privatizado. Mas não exatamente das formas que o Pê Tê e os entreguistas imaginavam. Ah, mas tudo começou no governo do PT e eles não vão querer se meter nessa ronha, imagina-se. Até onde sei, se depender dos petistas, sacrificar um ou outro David Stival vale a pena para ferrar uns 20 do desgoverno.

O Banrisul é o verdadeiro Detran - 3

18:49 | 20/05/08 | Rodrigo Alvares

Até que enfim. Tomara que amanhã eu não precise digitar o resto do relatório.

Política | 20/05/2008 | 17h42min
Feijó defende afastamento do presidente do Banrisul

Com base em uma inspeção extraordinária feita pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) em contratos do Banrisul, o vice-governador Paulo Afonso Feijó defendeu nesta tarde o afastamento do presidente do banco, Fernando Lemos, e a criação de uma CPI na Assembléia Legislativa para apurar supostas irregularidades. (…)

banras.jpg

O vice compara o acerto entre o banco e a Faurgs com o contrato entre Detran e Fatec, que foi alvo das investigações da Operação Rodin: “Uma parte do dinheiro saiu do Banrisul e não chegou à Faurgs”, alertou o vice.