Tag ‘fora do ar’

Nem o servidor aguenta tanta demência

18:58 | 15/07/09 | Rodrigo Alvares

Reprodução
viars.jpg

Até o site do Bovinão está fora do ar

O Leão Covarde vs. A Internet

21:51 | 28/01/09 | Leandro Demori

cowardly_lion_cover.jpg

No livro O Maravilhoso Mágico de Oz, o Leão Covarde é um dos personagens que acompanha Dorothy Gale pelo caminho até a Cidade das Esmeraldas. O Leão Covarde se junta ao grupo para pedir ao Mágico, justamente, coragem (mesmo que ele não precise chegar até lá para descobri-la).

Alguns intérpretes da obra de L. Frank Baum acreditam que Cowardly Lion tenha sido inspirado no político americano William Jennings Bryan. Bryan tem extensa biografia política e jurídica em que se destacam três tentativas frustradas de se tornar presidente dos Estados Unidos, apoio total à Lei Seca durante os anos 20 e uma polêmica que ainda hoje ronda aquele país: o ensino da Teoria da Evolução das Espécies.

William Jennings Bryan era abertamente contra os estudos de Charles Darwin - defendeu que nada deveria ser ensinado nas escolas além do criacionismo e refutava a idéia de que o homem era descendente de qualquer outra espécie. Em 1925, Bryan venceu um importante processo que entrou para a história como Monkey Trial. Neste caso, o fundamentalista presbiteriano chegou a levar um professor à prisão por embasar em aula as idéias de Darwin.

Cinco dias depois de vencer o processo, William Jennings Bryan morreu enquanto dormia, como se sua vida fosse destinada somente a encerrar aquele caso.

Bryan era contra a Teoria da Evolução provavelmente porque tinha medo dela. Revoluções e evoluções causam instabilidades e ninguém que está em uma posição confortável quer sentir o chão tremer.

Este blog, assim como toda a internet, talvez ainda hoje representem alguma evolução em relação à velha maneira de se fazer as coisas. Nesta “evolução” não há efeitos maniqueístas ou comparações de qualidade, não somos melhores e nem piores porque, de fato, não há como saber. A única garantia que podemos dar com certeza é que aqui NESTE blog as coisas não podem ser mais claras do que já são. Tratamos todos os assuntos abertamente, vamos até onde nosso conhecimento sobre os casos nos permite ir, damos nomes aos bois, publicamos documentos, não moderamos comentários de nenhum tipo, tornamos públicos até mesmo os autos de processos nos quais nós somos os réus.

É este o caminho que escolhemos por acreditarmos que, para existir imprensa minimamente livre e confiável, é preciso abrir todas as cartas na mesa.

Hoje, este blog saiu do ar mais uma vez. Misteriosamente. Simplesmente. Assim. Pela segunda vez em menos de um mês nosso host diz que não há defeitos técnicos - nem com o blog, tampouco com o provedor - não há manutenção prevista, nada. Obviamente temos backup de tudo e o blog está de volta com todos os arquivos desde 2004.

Algumas histórias que aconteceram nos últimos dias nos levam a crer que fomos hackeados. Há muita gente interessada em ver A Nova Corja fora do ar para sempre. Essas pessoas, assim como William Jennings Bryan, não conseguem aceitar a evolução, não querem sentir o chão tremer, têm medo porque, assim, seus castelos de cartas podem começar a ruir. Ou podem ruir ainda mais. Ninguém tem interesse em balançar a primeira peça do trilho de dominós. Nós temos.

Esperamos sinceramente que tudo não passe de um engano e que não estejam tentando nos derrubar. Isso pode ser a atitude mais imbecil a ser feita em qualquer situação. Repensem o universo.

Esta última queda fez com que 27 comentários do post abaixo - e sabe-se lá quantos de outros posts - fossem perdidos. Pedimos desculpas por não recuperá-los.