Tag ‘londres’

Pausa na demência

13:11 | 14/05/09 | Rodrigo Alvares

Não dá para viver só de desgraça no Congresso e no Bovinão. Saiu na Rolling Stone deste mês uma reportagem escrita por mim sobre os bastidores do encontro do G20, em Londres. Segue um trecho abaixo:

Bolacha de Água e Sal

Por Rodrigo Álvares

Os bastidores da cobertura jornalística do G20, o encontro dos países mais industrializados do mundo e das nações emergentes

Estou em frente à embaixada brasileira em Londres. Acabei de sair da coletiva do presidente Lula após o encontro da cúpula do G20 - grupo das 20 maiores economias do mundo - e preciso desesperadamente encontrar um pub para tentar processar o que acabei de ouvir dele.

‘Você não acha chique o Brasil emprestar dinheiro ao FMI?’ não é exatamente o que se espera de alguém que passou boa parte da vida política lutando contra o Fundo Monetário Internacional, bicho-papão do imaginário brasileiro.

Mas, quando você é chamado de ‘O Cara’ pelo presidente dos Estados Unidos, tem o luxo de falar isso e passar bonito. Como chegamos a esta situação, entretanto, é uma outra história.”

Terrorista = mãos no bolso

10:56 | 08/04/09 | Rodrigo Alvares

A polícia inglesa pedalou rapidinho para explicar as razões da morte de um homem durante os protestos do dia 1º. Logo que a notícia saiu pela BBC, a assessoria de imprensa tinha um argumento prontinho para o que ocorreu.

ian-tomlinson-walks-past-001.jpg
“Ei, vocês sabem como tá o pessoal lá na frente do Bank of English?”

Ian Tomlinson voltava do trabalho e foi uma das pessoas que penaram com as barreiras policiais por causa das mesmas manifestações que isolaram por completo o centro londrino. Favor não comparar com o circo no supermercado Nacional, em Porto Alegre, no ano passado.

O vídeo ao qual o The Guardian teve acesso vai deixar a polícia londrina incomodada por um bom tempo.

Balanço do G20 Summit

17:32 | 06/04/09 | Rodrigo Alvares

Depois da peregrinação para o retorno ao Brasil (dois dias de viagem), nada mais natural do que publicar os valores dispendidos pelo G20 Voice para levar o A Nova Corja para cobrir o Encontro do Trião, em Londres. Lá vai:

Voo Brasília/ Londres ida e volta pela TAP

1.156,90 euros (R$ 3.437,149)

Quatro dias de estadia no Custom House Hotel:

480 libras (R$ 1.566,720)

No mais, foi uma excelente oportunidade para trocar ideias com pessoas de todo o mundo e perceber, pelo semblente de pavor delas depois de contar algumas histórias do blog, que a internet vai demorar para chegar ao Brasil.

As reuniões com alguns advogados especializados em corrupção internacional, comovidos com a perseguição que o A Nova Corja tem sofrido nos últimos meses também foram bastante produtivas.

Por causa da correria dos últimos dias, seguem nos links as atualizações do encontro nos canais do YouTube e do Flickr.

A seguir: de voLLta à vida real.

A Nova Corja no G20 Summit

4:57 | 02/04/09 | Rodrigo Alvares

Depois de passar por um esquema de segurança monstro, jornalistas e políticos começam a encher o Excel Center para o encontro do G20. O primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, acaba de recepcionar Silvio Beslusconi, eterno dono da Bota.

Um pouco mais cedo, Barack Obama posou para fotos com o anfitrião. O live broadcasting do encontro você pode assistir aqui.

O gritedo deve começar logo.

Update 06h16: Ah sim, só faltou os seguranças sujeitarem todos os jornalistas estrangeiros a um full cavity search de respeito. Além de toda a região estar bloqueada, cada membro da imprensa teve de pegar dois ônibus para chegar até o centro. Ao menos, um jornalista da BBC britânica tentou pedir desculpas:

bbc2.jpg
Cadê o Jon Stewart quando eu preciso?

Update 07h: Enquanto os líderes do G20 tiram fotos e fazem um convescote, começa a batalha entre fotógrafos e blogueiros na mesa do G20 Voice para conversarem com Bob Geldof:

Fotos: Rodrigo Alvares
imbecil.jpg

ananas.jpg

Update 12h13: Hora do tradicional pega pra capar na fila do sopão grátis, porque jornalista também é gente (dizem). Agora, com licença que vou ali aproveitar enquanto a reunião segue no ZzzZzz.

Update 12h50: “E tem alguma coisa que faça sentido nessa comitiva brasileira?”, me contou Silio Boccanera pouco depois de gravar uma matéria para o programa Sem Fronteiras. Quase todos os líderes de Estado vão dar entrevistas coletivas aqui no Excel Center, mas o presidente Lula decidiu mandar a sua para a embaixada brasileira. Deve ter ficado magoado com o fato de que ninguém aqui tem qualquer interesse em etanol e respostas rasteiras.

Update 13h53: “Já peguei muito”:

gamei.jpg
“Quer saber o que vou fazer com aquele pepino, Lula?”

Ok, já definiram a salvação do FMI (voLLta, hshshs), o fim dos paraísos fiscais, uma regulamentação mais apertadinha para o sistema fiscal e apontar o dedo para quem faltar com o respeito caso levante mais regras protecionistas.

Vou fingir que acredito nisso enquanto me encaminho para a comitiva do preffidente Lula.

Dia de Forum Social Mundial no G20

3:37 | 01/04/09 | Rodrigo Alvares

Enquanto alguns manifestantes pintam e acampam no centro de Londres, a polícia se encarrega de defender seus direitos para protestar. Mas a desconfiança é geral: os hippies têm receio de que isso acabe em uma repressão parecida com a de 1999, os oficiais têm medo de que a coisa fique francesa e comecem a virar carros em chamas em frente à Abadia de Westminster.

_45618900_g20protests_map466_v2.gif

Uma frase que tem circulado resume bem o choque cultural: “Enquanto os americanos levam suas reclamações para os programas de rádio, os europeus os levam para as ruas”.

“E os brasileiros, o que fazem?”, me perguntaram ontem - todos estão muito putos com as declarações de Lula sobre os banqueiros de olhos azui$. Alguns chegam a falar em racismo do presidente brasileiro com a declaração.

E o que os brasileiros fizeram sobre isso? “Bom, como sempre, a primeira coisa foi fazer piada daquilo - como deixar o preffidente loirinho e de olhos azul celeste no Photoshop. E fica por aí”, disse. Às 17h (13h no Brasil), Lula deve fazer parte da comitiva do beija-mão na Rainha Elizabeth, no Palácio de Buckingham.

Demência na imigração

15:09 | 31/03/09 | Rodrigo Alvares

Tudo bem que meu inglês está enferrujado, mas ficar meia hora no aeroporto para convencer o oficial da imigração de que não vim em uma missão suicida para Londres não é bem minha ideia de diversão:

Oficial - Você veio pelo prazer ou para negócios?

Eu - Negócios.

Oficial - E faz o quê?

Eu - Sou jornalista.

Oficial - Tem trabalho no Brasil?

Eu - Não, sou freelance.

Oficial - E quem está pagando tudo para você?

Eu - O pessoal do G20 Voice.

Oficial - E você vai trabalhar junto com os outros jornalistas, mas não vai ser pago?

Eu - Isso.

Oficial - Por quê?

Eu - Por que o quê?

Oficial - Por que você veio para Londres, trabalhar no encontro do G20 para não ganhar nada?

Eu - Por que não?

Oficial - Me desculpe, é que não te conheço. Mas então me explica essa frase que está nesse e-mail.

Eu - Qual?

Oficial -Vamos fazer algum barulho (frase pinçada de um texto promocional do G20 Voice)“.

Eu - (…)

Oficial - O que isso quer dizer?

Eu - É uma gíria.

Oficial - Mas para o quê?

Eu - Para promover o encontro.

Oficial - Você é contra ou a favor do encontro?

Eu - Como assim?

Oficial - Você pode ter outros interesses nele, já que não vai ser pago e fica poucos dias aqui.

Eu - Bom, você pode ligar para o gabinete do primeiro-ministro, então. Quem convidou os 50 blogueiros foi o G20 Voice, que trabalha em conjunto com o governo.

Oficial - Do governo?

Eu - Sim.

Oficial - Oficial - Certo. Nesse caso, vou te liberar.

London’s brilliant

12:58 | 31/03/09 | Rodrigo Alvares

Três amigos entram no vagão da Linha 1 do metrô de Londres que sai do Aerorporto de Heathrow e leem o mesmo jornal. De repente, um deles vira a página e aponta para a manchete: “Brown vows to clean up banks system” e fala:

“Vocês acham mesmo que isso vai dar certo?”

Pergunto a um deles qual é a expectativa em relação ao encontro do G20, na próxima quinta-feira. O pessimismo é geral.

“Não creio que possa se fazer muita coisa com tantas pessoas querendo decidir o que é melhor para elas. É simplesmente impossível fazer uma reunião direito em apenas um dia”.

Na BBC, os apresentadores falam como a Grã-Bretanha pode ajudar os Estados Unidos a reconstruir a economia mundial. Logo depois, conversam com um dos diretores do Climate Camp, cujo movimento começa a acampar em frente à Abadia de Westminster para o protesto de amanhã.

Foto: Rodrigo Alvares
west.jpg
“Ahoy, there”

A intenção é ficar lá para que tentem burlar a segurança no centro da cidade - que já tem barricadas montadas. O mais provável é que levem borracha dos 10 mil policiais - divididos em cinco grupos a um custo de US$ 10,5 milhões.

Para a Grã-Bretanha, nada pode dar errado nesse encontro. Mesmo que ele não mude nada.

Rumo a Londres

12:58 | 29/03/09 | Rodrigo Alvares

Entenda como a crise afeta cada país do G20 (BBC)

g20lula.jpg

A Nova Corja vai ao G20 Summit

8:11 | 26/03/09 | Rodrigo Alvares

O blog A Nova Corja foi escolhido entre 50 blogs de várias partes do mundo para a cobertura do encontro do G20 - grupo dos países mais ricos do mundo-, no dia 2 de abril, em Londres.

A participação dos blogueiros ocorre graças a um acordo entre o governo do Reino Unido e a coalizão internacional de ONGs chamada G20 Voice, composta pelas organizações Oxfam GB, Comic Relief, Save the Children, ONE and Blue State Digital.

Entre outras atividades, os donos dos blogs terão acesso às coletivas de imprensa oferecidas pelos dirigentes do G20 e seus assessores, os quais também foram convidados a compartilhar o desenvolvimento das discussões através de contatos com os internautas em debates ao vivo. Toda e qualquer participação será bem-vinda.

Mais detalhes sobre isso e informações de quem vai participar aparecerão no decorrer do período.

É bom saber que não acontece só no Brasil

16:08 | 28/03/08 | Marcelo Träsel

Não é só no Brasil que existe caos aéreo. Ontem a tentativa de inauguração do novo terminal do aeroporto de Heathrow, o T5, resultou no cancelamento de dezenas de vôos, choro e ranger de dentes. Hoje a British Airways, dona do terminal, anunciou que outros 78 vôos deixarão de levantar. Motivo? Algum problema no sistema de esteiras de bagagens causou um entreveiro, ninguém mais sabia onde cada coisa tinha ido parar e muito menos conseguia carregar os aviões.

Declaração de uma passageia de Pretória: “É bom saber que essas coisas não acontecem apenas na África”.

Como se não bastasse, parece que os filés do restaurante de Gordon Ramsey no T5 lembram uma sola de couro apodrecendo lentamente na chuva. Assim fica difícil dar uma gozadinha.