Tag ‘Polícia Federal’

Um passeio pelo subsolo brasileiro

19:23 | 08/04/09 | Rodrigo Alvares

“Quem aqui imaginaria uma
privatização da Petrobras em 1992?”

O depoimento do delegado Protógenes Queiroz já passa das quatro horas de duração, mas como ele pode até mentir para não se incriminar, a sessão deve terminar no tradicional ZzzZzzz.

De interessante até agora, a informação de que Daniel Dantas deteria mais de mil concessões para explorar o subsolo brasileiro. Nada mal.

Protógenes se diz perseguido e afirma que Abin
participou em mais de 160 operações da PF (Folha)

O delegado Protógenes Queiroz disse nesta quarta-feira que a participação da Abin (Agência Brasileira de Inteligência) na Operação Satiagraha, da Polícia Federal, foi informal. A Satiagraha investiga supostos crimes financeiros atribuídos ao banqueiro Daniel Dantas, do Opportunity. Protógens, que comandou a Satiagraha, é alvo de inquérito interno da PF que apura supostos excessos comentidos por ele na operação. (…)

O delegado disse ser vítima de ‘coisas inexplicáveis’ conduzidas pela PF. ‘São duas investigações contra mim, processos disciplinares instaurados, coisas que na Polícia Federal um policial com o histórico como o meu, de trabalhos significativos para o Brasil, estamos aí sem entender. É uma minoria que se predispõe a isso, mas logo logo a Justiça brasileira vai dar resposta a esses atos’, afirmou o delegado.”

Jornalista Felipe Vieira processa A Nova Corja - parte III

15:30 | 30/03/09 | A Nova Corja

- CONHECE O MÁRIO?

- QUE MÁRIO?

Pois o jornalista e âncora da Band RS, FELIPE VIEIRA, e seus advogados, os senhores Norberto Flach (OAB/RS 25.889), Alexandre Masiero Bittencourt (OAB/RS 58.314) e a senhora Fernanda D’Oliveira Bataiolli (OAB/RS 68.770) não conhecem.

Tanto que estão processando o Mário Camera ERRADO.

M-A-S C-O-M-O A-S-S-I-M?

Assim mesmo, caro amigo-leitor-goLLpista ruminóide. Não foi só o Jones Rossi errado que deve ter recebido uma intimaçãozinha para responder a um processo criminal do qual não faz parte. Algum Mário Camera que não tem nada a ver com nada de nada também está respondendo ao processo movido pelo jornalista Felipe Vieira contra integrantes, ex-integrantes e - como se vê - jamais integrantes deste blog (.pdf na íntegra aqui).

E tudo vai ficar por isso mesmo? Claro. Ninguém parece muito preocupado com isso, não. A Band RS acha isso normal? Claro que acha. Zzzz…zzz…zzz… ronc… bulp.

A Nova Corja pede desculpas por ter lembrado de avisar isso só agora, 15 minutos antes de começar a audiência (que lapso…. será que não esquecemos de mais alguma coisa? Maldita memória…).

Mas ainda dá tempo de alguém ligar para o jornalista e âncora da Band RS, Felipe Vieira, e seus advogados, e avisar.

Run, e$tagiário$, ruuuuunnnn!!!!

E lembre-se: antes de assistir à próxima edição de seu telejornal favorito, dê uma passadinha no Foro de Justiça mais próximo e peça uma certidão criminal negativa.

Só por precaução.
Nunca se sabe.

De nada.

Jornalista Felipe Vieira processa A Nova Corja - parte 2,5

8:30 | 30/03/09 | A Nova Corja

Bom dia.

Lembra da “parte 1,5″?

Intão, vai funcionar do mesmo jeito hoje.

Para ler a “parte 3″, volte aqui no blog as 15h - alguns minutinhos antes do início da audiência relativa ao processo criminal movido pelo jornalista e âncora da Band RS, Felipe Vieira, contra integrantes e ex-integrantes da Nova Corja - e contra um pobre cidadão que não tem nada a ver com a história.

Estagiários: estejam a postos, celulares prontos.

Hasta.

Jornalista Felipe Vieira processa A Nova Corja - parte II

15:15 | 27/03/09 | A Nova Corja

É claro que não se deve sair por aí espalhando táticas de defesa em processos, mas, tomados por um inu$itado sentimento de PENA e COMPAIXÃO, decidimos dar algumas dicas para o jornalista e âncora da Band RS, FELIPE VIEIRA, e seus advogados, os senhores Norberto Flach (OAB/RS 25.889), Alexandre Masiero Bittencourt (OAB/RS 58.314) e a senhora Fernanda D’Oliveira Bataiolli (OAB/RS 68.770).

Na verdade, nem se trata de tática de defesa, é questão de demência mesmo.

Portanto, ativaremos a $en$acional A$$I$TÊNCIA D€MENCIAL GRATUITA da A Nova Corja. Lá vamos nós:

Observações e dicas para os advogados Norberto Flach, Alexandre Masiero Bittencourt e Fernanda D’Oliveira Bataiolli, da Campos Advocacia Empresarial:

1) Vocês estão processando o Jones Rossi ERRADO.
2) Demitir URGENTE (URG) quem cometeu essa CAGADA. Sabe como é, erros primários como esse podem se somar a outros erros bem interessante$ como no caso do processo do Rei Roberto Carlos, em que a palavra “garotas” foi trocada pela palavra “drogas”, segundo o Portal Imprensa. Essas coisinhas podem aniquilar o moral de um processo e/ou de uma carreira (a não ser que as “garotas” da Jovem Guarda fossem verdadeiramente uns BAGULHOS, aí pode).
3) Retirar o nome do Jones Rossi errado do processo URG. Vai que o cara está, justamente neste momento, precisando de uma certidão criminal negativa e encontra um processo contra ele…. Nada bom, né não?
4) Procurar o Jones Rossi certo em uma cidade diferente daquela que está citada no processo.

Evitar novos erros.
Tentar com força.
Acionar Tico e Teco URG. Ok?

Dicas para o jornalista e âncora da Band RS, Felipe Vieira:

1) Para reflexão: será que é normal um jornalista, figura pública e âncora do principal programa jornalístico da Band RS, sair processando gente a esmo por aí, podendo inclusive prejudicar a vida de alguém que não tem a menor relação com nada de nada? Já adiantamos a resposta: claro que é normal. Ninguém se importa. Bovinão = todo mundo zzzzzzzzzzzz. Em relação a isso, pode ficar bem tranquilo.
2) Troque de advogados URG.

De nada.

Tchau.

Jornalista Felipe Vieira processa A Nova Corja - parte 1,5

19:18 | 26/03/09 | A Nova Corja

Como assim “parte 1,5″?

É que, enquanto pessoas bovinas, na verdade, não dá para adotar total Tran$parência. Quer dizer, sempre adotamos, mas é aquela Tran$parência em ritmo de quem está pastando e zzzzzz…rónc…burp.

Portanto, este post não serve para nada além de aumentar a nossa audiência ($$$$$$$$ + €€€€€€€€) e dizer que as 15hs desta sexta-feira será postada a “Parte 2″ sobre o processo movido pelo jornalista e âncora da Band RS, Felipe Vieira, contra integrantes e ex-integrantes da Nova Corja.

Juramos por J€$u$ Cri$tinho que o conteúdo será de extremo interesse para bovinóides em geral, Ministério Público (especialmente), advogados, estudantes de direito e povinho da comunicação bovina (especialmente, muito especialmente, interessante), pessoal das ruas Delfino Riet e Radiantes etc.

Até as 15hs desta sexta-feira.

Tchau.

Jornalista Felipe Vieira processa A Nova Corja - parte I

12:47 | 25/03/09 | A Nova Corja

Como você está cansado de saber já deveria saber há muito tempo, essa coisa de Tran$parência não combina muito com a cultura bovina. Mas A Nova Corja tenta contrariar esse hábito demencial que toma conta do nosso grande pasto.

Portanto, todos os processos que são movidos contra integrantes (ou ex-integrantes) deste blog merecem um destaque especial ali na coluna da direita. Tudo público e bem tran$parente, como o universo deveria ser.

Também é algo altamente aconselhável para que us puliça saibam quem procurar caso aconteça algum “acidente” (tropeçar e cair de alguma ponte, esse tipo de coisa…) com alguém que teve ou tem relação com o blog, amigos, familiares, gatos, cachorros etc.

Desta vez, integrantes e ex-integrantes do A Nova Corja estão sendo processados pelo jornalista gaúcho Felipe Vieira, âncora do jornalismo da Band RS.

No processo, Felipe Vieira discorre sobre constrangimentos que estaria sofrendo por causa de posts publicados há quase um ano neste blog. A queixa-crime, por injúria e difamação, é dirigida contra Rodrigo Oliveira Alvares, Leandro Demori, Walter Valdevino Oliveira Silva, Mário Camera e Jones Rossi.

As alegações são praticamente as mesmas utilizadas pelo jornalista e advogado Polibio Braga no processo criminal contra Walter Valdevino (confira toda a história aqui), que foi rejeitado por INÉPCIA*.

* INÉPCIA, segundo o tiu Huáis:

Substantivo feminino

1. Falta de inteligência; estupidez, imbecilidade
2. Qualidade, caráter do que é inepto; incapacidade
3. Ação ou fala absurda, incoerente, confusa; despropósito, disparate
4. Rubrica: termo jurídico.

. Característica da petição inicial, denúncia ou queixa que, por não atender às exigências legais ou por ser contraditória, é rejeitada pelo juiz, não produzindo os efeitos previstos

. Burrice, estultice, estultícia, estupidez, estupideza, hebetismo, idiotice, idiotismo, imbecilidade, inaptidão, incapacidade, ineptidão, necedade, nescidade, palurdice, parvoíce, parvulez, parvuleza, patetice, sandice, tarouquice, toleima, tolice, tontice;

Polibio foi condenado a pagar as custas processuais (R$ 950,00) e R$ 500,00 em honorários (ainda não pagou). O processo cívil continua.

O jornalista Felipe Vieira tem como advogados Norberto Flach (OAB/RS 25.889), Alexandre Masiero Bittencourt (OAB/RS 58.314) e Fernanda D’Oliveira Bataiolli (OAB/RS 68.770). Flach é defensor, entre outros, do Rei Roberto Carlos e do ex-secretário-geral do governo do Estado do Bovinão, Delson Martini, citado por Flavio Vaz Netto e Antônio Dorneu Maciel como apaziguador de ânimos na disputa pela roubalheira no DETRAN-RS.

Bittencourt defendeu, entre outros, a empresa SP Alimentação e Serviços LTDA, envolvida no “desvio de mais de R$ 5 milhões em verbas públicas federais e municipais na licitação e no contrato para fornecimento de merenda escolar” no município de Canoas (RS), na esteira das Operações Solidária e Rodin, da Polícia Federal. Segundo a Justiça, o processo tem como interessados diretos Chico Fraga e Marcos Ronchetti, respectivamente ex-secretário de governo e ex-prefeito de Canoas.

A inicial do processo criminal movido pelo jornalista Felipe Veira você pode ler na íntegra, em pdf, clicando aqui (tem quase 1 Mb o arquivo). Para facilitar a con$ulta no site do Tribunal de Justiça, o número do processo é 001/2.08.0084554-5 e está no 3o Juizado Especial Criminal do Foro Central de Porto Alegre.

Por fim, imbuídos mais uma vez do espírito $olidário e In$ub$tituível da transparência, informamos que a primeira audiência está marcada para o dia 30/03/2009, próxima segunda-feira, as 15h15, na rua Márcio Luis Veras Vidor, 10, 4o andar, sala 419.

Ah, sim… o “parte I” ali do título, como você já deve ter imaginado, significa que este é só o primeiro de vários posts. Tchau.

Ei, preste atenção. Estão fechando o cerco

4:08 | 23/01/09 | Rodrigo Alvares

Parece que alguém não deve se preocupar só com o PT assumir a Assembléia Legislativa do RS e perder o patrocínio do banner para uma newsletter que ninguém pede para ler:

Testemunhas de defesa (Rosane de Oliveira)

O ex-comandante da Brigada Militar e hoje juiz militar Paulo Roberto Mendes figura na lista de testemunhas de defesa de Francisco Fraga no processo da Operação Rodin, que desvendou a fraude do Detran.

Em gravações de outra investigação da Polícia Federal, a Operação Solidária, Mendes foi flagrado pedindo apoio de Fraga para chegar ao comando-geral da corporação.

Yeda Crusius está no rol das testemunhas do ex-presidente do Detran Flavio Vaz Netto.”

Tu deves te lembrar. Tem jornalista no Bovinão com orgulho de dizer que “gosta de tocar o pau no MST. Essa nota não tem fonte, sou eu”. E depois eles tentam processar e acossar quem tem provas da Polícia Federal contra eles para escrever notas chapa-branca.

Quer andar de carro velho, amor? Que venha!

3:06 | 19/01/09 | Jones Rossi

Protogenes está cada dia mais xarope, como dizem os manos daqui. O radioador do carro estoura e já vira atentado, como direito a post choroso no blog e a inevitável comparação com Jesus em uma mensagem totalmente “delusional”, como diriam os manos do Barack. Abaixo, o tom do delírio na íntegra.

“ATENTADO AO PROTÓGENES

Comunicamos ao povo brasileiro e aos internautas que no dia 15 de janeiro de 2009, por volta das 15:00hs, o Delegado Protógenes foi vítima de um possível atentado quando dirigia um automóvel deslocando-se do bairro Jardim Botânico-RJ com destino a cidade de Niterói-RJ, ato contíuno ainda no JB o radiador de água quente explodiu causando uma nuvem de fumaça muito grande e explosão do painel do veículo. Resultado: sofreu queimaduras de primeiro grau nos pés e lesões pelo corpo. Por medida de segurança ele se deslocou no dia 16 de janeiro do corrente ano, com destino a São Paulo, a fim de se encontrar com seus familiares, bem como buscar atendimento médico seguro. No momento está descansando em casa para se recuperar do trauma. Agradecemos o apoio inicial dos fraternos amigos Silvia Calmon e Helton , os populares que lhe socorreram, os padrinhos Jose Zelman e Nelia Maria Zelman, a madrinha Guimar, bem como a diligente atenção especial dispensada pelo estimado Agente de Polícia Federal De Lucca, lotado no Aeroporto Santos Dumont. A nossa resposta a este fato buscamos conforto na mensagem do Professor Agenor Miranda Rocha, que é a seguinte:

CIRENEU

” EU CARREGO, NOS OMBROS, O PESO DOS MUNDOS !

SIM, DOS MUNDOS, QUE OS OUTROS ENTREGAM A MIM:

MUITAS DORES, ANGUSTIAS, SOFRERES PROFUNDOS,

PESAM MENOS SE ENCONTRAM UM ABRIGO POR FIM.

 

CIRENEU PELA VIDA, EU CAMINHO CONTENTE,

POR FAZER DE MINHA ALMA UM APOIO SEGURO:

QUANDO POSSO, EM SOCORRO DE ALGUEM, LEALMENTE,

TORNO LEVE O PESADO E SUAVE O QUE É DURO.

 

SE ME PEDEM CONSELHOS, OS DESORIENTADOS

A VIVÊNCIA QUE TENHO ME AJUDA A SOLVER

OS PROBLEMAS TRAZIDOS, OS MAIS COMPLICADOS,

MESMO QUE, PARA ISTO, EU, TAMBÉM, VÁ SOFRER.

 

SE É DIREITO MISTER MINERAR MUITAS DORES,

PARA ISTO É QUE, UM DIA, EU TORNEI-ME DOUTOR:

POIS O MESMO JESUS, O SENHOR DOS SENHORES,

É EXEMPLO QUE EU SIGO, COM TODO FERVOR.

 

NÂO QUERO JAMAIS RECOMPENSA AO QUE FAÇO

E SE EM MUITA OCASIÃO, EU RECEBO MAL PAGA,

OUTRAS VEZES, ME DÃO GRATO BEIJO, UM ABRAÇO

OU SINCERA CARICIA DE MÃO QUE ME AFAGA.

 

E, POR FIM, VOU VIVENDO CONFORME DESEJO,

PENHORADO AO MEU DEUS E COM MUITO PRAZER,

NO FINAL DESTA VIDA, DIZER EU ALMEJO:

TERMINADA A TAREFA, CUMPRIR MEU DEVER.

( Agenor Miranda Rocha )

Recomendação aos incautos: Não pratiquem nada contra Protógenes, não adianta os individuos do mal virem contra um cidadão de bem, vão ter que praticar atentados em mais de duzentos milhões de brasileiros indignados e façam bem feito, para não ocorrer da forma como aconteceu com ele no dia 15 de Janeiro do corrente ano.”

Bi, bi. Mas não descartemos a versão do atentado tão prontamente. Mas qual o carro do Dr. Jesus Protogenes?

Ivete Sangalo responde.

Correio Braziliense? Evite.

16:51 | 03/12/08 | Jones Rossi

“Para descobrir a identidade de servidores que fizeram críticas à instituição na internet, a Abin (Agência Brasileira de Inteligência) recorreu à Polícia Federal para obter dados sigilosos de usuários de um fórum virtual de debates e os repassou à agência.
Sem autorização judicial, a PF pediu ao portal CorreioWeb - mantido pela S.A. Correio Braziliense, que edita o jornal “Correio Braziliense”- dados que revelaram as identidades de internautas que se identificaram apenas por apelidos.”

http://www1.folha.uol.com.br/fsp/brasil/fc2911200811.htm